Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

A escola tabu nº 61 - O maior problema não é a qualidade do ensino!

Imagem
EM TEMPO (leia depois do post, para entender o contexto): a escola Maria Tomazia Coelho entrou em reforma-relâmpago, como era de se esperar em época eleitoral, após tanta exposição na mídia. Em compensação, professores da escola e do sindicato ao qual estão filiados escreveram uma patética carta aberta, em que se dizem "acuados, ameaçados, humilhados, entristecidos e questionados sobre tudo o que fazemos, escrevemos e dizemos, sem que os espaços democráticos que a escola disponibiliza estejam sendo utilizados. Estamos temendo por nossa integridade física e moral"...

Leia também esta interessante matéria: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-09-01/criticas-escolas-unem-blogueiras-mirins-do-brasil-e-da-escocia

.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Esses fios soltos são o símbolo da hipocrisia que domina a rede pública de ensino em todo o país. Eles foram fotografados por Isadora, uma menina de 13…

Escola estadual paulista: sem socorro para o aluno?

Imagem
Não vamos aqui comentar a morte da estudante da FMU na sexta-feira, mas o fato despertou a preocupação de muitos pais de alunos da rede pública de ensino, onde tem havido casos de omissão de socorro. Um fato ocorrido em 2008 e que foi comentado por Gustavo Ioschpe na Veja (A frescura do multifraturado) resultou numa atitude louvável da rede municipal paulistana, que aprendeu a lição: no início do ano letivo, os pais preenchem uma ficha com informações sobre a saúde do filho e assinam uma autorização para a escola chamar uma ambulância em caso de necessidade. Assim procede a maioria das escolas particulares e algumas outras redes públicas.

Custamos a acreditar, mas recebemos uma péssima notícia de pais de alunos da rede estadual paulista: se um aluno passar mal ou sofrer um acidente, não haveria socorro. A escola ligaria para algum familiar, esse familiar teria que chamar o SAMU e só assim o aluno seria levado para um hospital. Ou seja, a escola não iria socorrer o aluno, como no caso o…

A escola tabu nº 60 - O país que odeia seus jovens

Imagem
Este é um tema que não nos cansamos de trazer, pois diariamente recebemos e-mails de jovens expulsos ou discriminados na escola por sua inteligência ou vivacidade, que atrapalha o clima de velório dominante nas salas de aula. As expulsões, diretas ou brancas, ocorrem de forma cada vez mais frequente até nas escolas "de elite", como você já viu aqui.
Na rede pública de ensino, uma formas bastante eficaz para se livrar dos alunos - já que  para certos "educadores" escola boa é escola vazia - é impedir-lhes o acesso à sala de aula. Leiam as mensagens que recebemos esta semana e tirem suas próprias conclusões:
Boa Tarde, estudo o 3° ano do Ensino Médio em uma escola pública, gostaria de saber se eles podem me proibir de entrar 5 min atrasada na escola, pois faço ensino técnico em outra escola que fica praticamente do outro lado da cidade e por causa do transito não consigo chegar a tempo na escola as 19hs, a escola onde curso o ensino técnico me libera a partir das 17:30…

A escola tabu nº 59 - A podridão para baixo do tapete

Imagem
Esta é a quinta postagem sobre a escola Afiz Gebara, símbolo da corrupção, do autoritarismo e da impunidade na rede pública de ensino. As "investigações" continuam, amedrontando, acuando e pressionando as testemunhas. Claro, em época eleitoral toda a podridão precisa ser atirada para baixo do tapete! Largo tapete, com quilômetros e mais quilômetros quadrados de extensão...
Mesmo que a apuração acabe em pizza, como é de praxe no país, nós nunca esqueceremos esses crimes, pois acreditamos que a única arma eficaz contra os abusos de poder é a divulgação da verdade. Veritas, quae sera tamen! Vamos relembrar toda essa sórdida história:
Apuração vai acabar em pizza?
Mais crimes na EE Afiz Gebara
EE Afiz Gebara, uma escola-faroeste EE Afiz Gebara, que investigação é essa?