Os "surdores"

Recebemos essa mensagem de nossa companheira de luta Gloria Reis
________________________________________________________________
Se juntar as denúncias de escola daria um bom roteiro para um filme de terror. E o que mais nos indigna é constatar a passividade da sociedade e principalmente das autoridades responsáveis. Os ouvidores funcionam mais como "surdores" pois fazem ouvidos de mercador a todas as denúncias, o Ministério Público, que seria o órgão mais responsável para agilizar e levar a termo esses "crimes", está demorando para assumir o seu papel.
Enfim, vamos nós em frente, porque este país conta mesmo é a com a força dos cidadãos conscientes e que não praticam o crime da omissão. Parabéns, meninas, pelo trabalho frente a esta denúncia de Mongagua. Morro de pena do aluno, imagino o que ele está passando, mas são os mártires que terão de dar seu sangue para a grande causa da mudança na educação.
Abraços a todos.
Glória - Leopoldina - MG

Comentários

Giulia disse…
Sim, querida Glória, a grande mudança na educação vai ser, finalmente, o RESPEITO AO ALUNO, começando pela forma EDUCADA no trato diário e garantindo todas as aulas a que tem direito, aulas com qualidade, dadas por um professor pontual, competente e responsável. Isto é apenas o começo, e ainda não chegamos lá, aliás, estamos longe disso! Mesmo nas "melhores" escolas públicas, aquelas onde a agressão física e moral é menos acentuada, a aula vaga é uma constante, a maioria dos professores chega em atraso, porque dá aula em diversas escolas, a biblioteca ou a sala de informática ficam fechadas etc. A maioria das autoridades da educação é formada por "surdores", todos amarrados entre si pelo famoso corporativismo, a maioria dos conselhos tutelares está a serviço das escolas na tarefa de expulsar alunos e o MP fecha os olhos, como se vê claramente na denúncia da mãe de Itajubá. Enfim, sigamos adiante, na esperança de que nossos adolescentes aprendam a se defender do descaso de que são vítimas e a se posicionar frente à injustiça e à ilegalidade. É pelas crianças que precisamos continuar lutando com firmeza, pois elas são completamente indefesas contra abusos de toda sorte.
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria disse…
Parabenizando você pelo trabalho que vem desenvolvendo com belas informações.Vejo muitos tópicos para debates.Nós professores deveriamos ser mais unidos em busca da unidade.Da valorização pessoal e profissional.Estar atento ao falar, ouvir,para nossa postura,condutas,ciência as portarias,ao DO,as leis,articular com muito teor para não perder a razão.Muitos são substimados aos mandos e desmandos...A comunidade e alunos estão atentos aos movimentos pelos direitos adquiridos,muitos esquecem que há deveres a cumprir.Muitos professores vivem inseguros pela falta de aulas,concursos que são concorridos na disputa de um emprego.Temos em mãos alunos que são nosso vínculo de motivação para o trabalhar,tantos que estão desmotivados que vem busca do Professor para um carinho também.Existe a esperança para mudanças.Torcendo sempre para a capacitação e apoio para aqueles que precisam descobrir uma forma de um equilíbrio emocional e conduzir o dia a dia com um novo sorrir.