Cartilha sobre os Direitos dos Alunos

Todo início de ano publicamos nossa Cartilha sobre os Direitos dos Alunos, destinada ao professor e ao profissional do ensino, para que ela seja conferida e eventualmente atualizada. Leia a Cartilha abrindo o link à esquerda (EducaFórum - os textos) com data de 26/01. Ela foi criada em 2.000, é baseada no ECA, em relatos de nossos filhos e de outros pais de alunos.

Muitos professores sentem-se melindrados, pois entendem a Cartilha como uma crítica ao seu desempenho. Não é essa a nossa intenção. Certos profissionais do ensino fazem o impossível para desenvolver seu trabalho com toda responsabilidade, mas queixam-se de que alguns itens não são da sua alçada, como por exemplo garantir que o aluno tenha sempre aulas de qualidade. Por outro lado, mesmo o bom professor raramente luta pelos direitos de seus alunos em situações críticas ou nas reuniões escolares. O corporativismo costuma falar mais alto, mesmo que o assunto seja um professor que vive faltando, que dá péssimas aulas ou até maltrata os alunos... Também não se vê sindicato de professores lutar pelos direitos do aluno nas manifestações: as greves são constantes, as reivindicações são por aumento de salários, por benefícios da categoria, por menos alunos em sala de aula, mesmo que crianças e adolescentes fiquem sem escola...
Então, professor, o objetivo da Cartilha não é ofender, é sensibilizar.
Ela termina assim: Pense no aluno como se fosse seu filho. Isto é o que nós desejamos.

Comentários

Glória disse…
Parabéns, pessoal! O blog está muito organizado e chique.Fiquei até com inveja (rs), o meu não consegue ter toda essa sofisticação. Muito lindo mesmo, engrandece a nossa luta.
Giulia disse…
Glória, o que é isso?! Inveja é pecado (rs)... Pois é, temos lindos blogs, mas não conseguimos despertar uma discussão mais ampla sobre educação. Os grupos de discussão dos outros sites também lançam assuntos que acabam morrendo na praia. Será que as pessoas pensam que para ter opinião precisa ser "especialista"?
Anônimo disse…
Boa noite.

Meu filho de 14 anos, me contou hoje que sua professora de portugues o chamou de imbecil, por conta de uma tarefa executada de forma errada. Liguei na escola e marcaram uma reunião para amanha, por volta de meio dia. O que devo fazer? Será a palavra do aluno, contra a palavra da professora, que, obviamente, nega o ocorrido. Meu filho esta triste e preocupado com possíveis retaliações. Por favor, me ajudem! Obrigada. Sandra.