Conselho expulsa: alguém duvida?


Muitos duvidam que os Conselhos de Escola expulsem alunos, pois as atas das reuniões nunca mencionam este assunto. Muitas vezes fala-se em "transferência do aluno solicitada por ele mesmo ou pelos pais"...
Vejam a mensagem recebida hoje de Nilza:

Gostaria de saber como funciona o Conselho de Escola para expulsão do aluno. Quem deve participar, se ele tem direito a defesa, etc.

Nilza, a expulsão de um aluno é SEMPRE ILEGAL. O Conselho de Escola não pode se sobrepor à Constituição, que garante escola pública e gratuita PARA TODOS e ao Estatuto da Criança e do Adolescente, que garante a todos IGUALDADE DE CONDIÇÕES DE ACESSO E PERMANÊNCIA NA ESCOLA. Uma reunião de Conselho de Escola "para expulsão de aluno" precisa ser imediatamente suspensa em nome da legislação, registrando em Ata o motivo da suspensão da reunião. Se a direção da escola insistir em convocar nova reunião ilegal de Conselho para expulsão de aluno, deve-se denunciar o fato à Ouvidoria da Educação local.

Um professor, um diretor de escola ou até uma equipe docente que resolvem expulsar um aluno da escola mostram não ter a mínima noção de cidadania: o aluno expulso poderá entrar para a marginalidade ou mudar para uma escola próxima e ser discriminado até abandonar definitivamente os estudos. Que profissionais da educação são esses???

Comentários

Anônimo disse…
É muito fácil criticar professores e diretores que explusam. Mas da mesma maneira que existem os direitos da criança e do adolescente, devem existir deveres. Voces mal sabem do que se passa dentro de uma escola. Ameaças de alunos, depredação, e se chamamos o aluno pra conversar ele ameaça nos agredir. Onde no estatuto os pune por isso? Falta de cidadania é ferir a cidadania de outro. A nossa sociedade esta desta maneira não porque os alunos são expulsos, mas porque não existe punição. Quando o errado comete um delito e não é punido, fere a nossa cidadania. Deve existir punição na escola, seja na forma de expulsão ou me diga que maneira séria existe, que não seja a HIPÓCRITA medida sócio-educativa. Depois desta progressão continuada, os professores viraram babás de luxo. Pois seus filhos não querem estudar e nos dizem sem o menor constrangimento que sabem que passarão de série mesmo assim. Além de destruir a escola, desrespeitar os professores e muito mais. O ECA contribuiu para a impunidade no país. Quando chamamos os pais pra conversar ele dizem que sabem do Eca e não aceitam que se faça nada com seu filho, muitas vezes delinquente. Outros dizem que não sabem cuidar do filho e querem ficar longe deles, por isso que os mandam a escola. É muito fácil dizer que professor e diretor não é cidadão, quando não esta em sala de aula pra ser babá de seu filho, pois ele não quer aprender e nós simplesmente o seguramos em sala de aula. Onde estão os deveres de cidadãos que os alunos devem ter e que se aprende em casa?
Vera Vaz disse…
Olha, caro anônimo,
É assim: não conheço um só professor que respeite seus alunos que seja desrespeitado por eles!
Não conheço um profissional competente na educação que não consiga controlar essas "feras" que você pintou aí... (sem maltratar, sem expulsão: usando a inteligência e a competência!)
É que dá trabalho, amigo, exige estudo, exige paciência, exige auto-sestima, exige determinação, exige segurança no que está fazendo, exige visão de mundo, exige vergonha na cara!
Se você estivesse tão seguro do que diz teria assinado sua mensagem como eu faço em todas as minhas!...
Respeito começa aí...Ter a coragem de se colocar, assumir posturas, ter objetivo no que diz e faz! (...no que ensina, no porquê ensina, no como ensina!)
Aluno nenhum desrespeita professor que tem essas características!
Agora, quem tem que "segurar" alunos na classe deveria rever (e rápido) sua postura, suas aulas, sua matéria, sua visão de mundo e do ser aluno (eles não vem prontos não... professor está lá pra forma-los!)
O ECA, amigo anômino, não tem NADA COM ISSO! Isso é um problema do profissional que se dispôs a EDUCAR!
Ninguém quer eximir os alunos de seus deveres... basta ver porém quais são eles e se não os cumprem porquê estão agindo assim... Buscar uma forma de ensina-los é função da escola! Ela não pode se esquivar disso simplesmente expulsando o aluno de seus quadros.
Um abraço.
Coragem pra mudar porque é necessário isso também!
Vera
Gustavo disse…
Olha, voce esta repetindo o discurso simplista de um governo que não quer investir em educação: 'o professor deve se virar, tudo é culpa do professor'. Voce não conhece a realidade de uma sala de aula e muito menos onde trabalho. Esta história de que aluno desrespeita professor que também o desrespeita é mentira. Minha querida, voce não me conhece de perto e acredito que nem vai conhecer, mas todos que me conhecem sabem do meu trabalho e do meu respeito para com os alunos! Meus alunos sabem o quanto me preocupo com o conhecimento deles a ponto de me arriscar e falar de drogas em uma escola que existe trafico nela!!! E quem me julga são eles e seus pais!! Os pais são conscientes que sou um professor que cobro seus filhos e eles sabem de minha sinceridade e não existiu nenhuma reclamação até hoje em relação a isso. É muito facil dizer que a culpa é do professor. Voce esta sendo egoista, simplista e alienada ante a realidade escolar. Nunca vi uma grupo que se reúne para desprezar e julgar os professores como este. É triste, pois precisamos de ajuda e participação dos pais na escola e voces estão colocando todo o problema em nós. Parece que não existe nenhum conhecimento de sociologia aí. Eu não me conformo com este pensamento simplista que julga as medidas da escola sem estudá-las de perto. Sabem o motivo de expulsão? Sabem os motivos de discussão? A escola só apela para a transferencia compulsoria quando um aluno agride um professor!!! Sabiam disso? Nós contornamos inumeras situações em uma escola a ponto de não aguentarmos devido a falta de participação dos pais e de apoio da propria dirigencia de ensino. Trabalho em uma escola em que a dirigente falou pra direitora fazer um acordo com os traficantes! E aí? O que voce me diz? Os alunos que traficam e se drogam é negligencia do trabalho do professor? Em outros casos, nesta escola temos uma colega que é rigida no seu trabalho ( rigida em cobrar estudo e atenção nas aulas). Isso justifica para o aluno cuspir nela? Ou para outro ameaça-la? Quando chamamos os pais ele não vem, outros apoiam seus filhos, além de esquecerem-se da lei que diz que desacato a funcionario publico é crime. Ah, é muito facil seu pensamento. Será que voce foge de sua responsabilidade pensando assim? Não sei, mas este pensamento é da maioria dos pais que não participam efetivamente da educação de seus filhos. Minha função não é a sua e muitas vezes tenho que cumpri-las em sala de aula. Não julgue o trabalho dos professores sem conhecimento histórico da educação no estado de São Paulo. Claro que eu não estou na classe dos 'conformados', pois me dedico e estudo pra fazer diferença no meu ensino. mas muitas vezes já cheguei em sala de aula e os alunos simplesmente não deram atenção. Não suporto a ideia de gritar pra ser ouvido. O historico da comunidade em que trabalho é de analfabetismo dos pais. Isso dá pra ter um indicativo do desinteresse de seus filhos? Por outro lado, tenho uns alunos com sérios problemas familiares, mas são educados e excelentes. Da mesma maneira temos alunos com o mesmo problema e são revoltados. Outros são mimados em tudo pelos pais, e são mal educados. Mesmo assim, tentamos contornar a situação, até que chega uma hora que não conseguimos mais. Um dia desses um aluno começou a xingar de palavrões uma professora, porque ela pediu a ele para parar de jogar bagaço de laranja nos outros, e quando vi que ele ameaçou bater nela fui perto, e ele começou me xingar. Por acaso não somos humanos e não temos sentimentos? Voce sabia que a sindrome do panico é a doença que atinge os professores? Voce não conhece a realidade escolar, e concerteza não esta ajudando.
Anônimo disse…
tenho um aluno no 1º ano do fundamental que ne agride com palavões terriveis já tentou pular o portão da escola bicou minha canela deixando a roxa tentou pular a janela da sala agride não só eu como os outros funcionários basta não fazer somente o que ele quer. A escola o suspendeu um dia pois está dificio ensinar com uma criança que simplesmente o lapis cai no chão ele fica irritadoe sai da sala agredindo os outros com palavras chutes e palavrões. O que a escola deve fazer?
Anônimo disse…
tenho um aluno no 1º ano do fundamental que me agride com palavões terriveis já tentou pular o portão da escola bicou minha canela deixando a roxa tentou pular a janela da sala, agride não só eu como os outros funcionários e alunos, basta não fazer somente o que ele quer. A escola o suspendeu um dia pois está dificio ensinar com uma criança que simplesmente o lapis cai no chão ele fica irritado e sai da sala agredindo os outros com chutes e palavrões e etc... O que a escola deve fazer?Pois a mãe que por várias vezes foi convocada pela escola no momento da agressão assistiu e também foi agredida quando interviu mesmo assim ela considera a escola errada em suspender a criança ou colocar no relatório de desenvolvimentoque ele tem comportamento agressivo e violento.
Anônimo disse…
tenho um aluno no 1º ano do fundamental que ne agride com palavões terriveis já tentou pular o portão da escola bicou minha canela deixando a roxa tentou pular a janela da sala agride não só eu como os outros funcionários basta não fazer somente o que ele quer. A escola o suspendeu um dia pois está dificio ensinar com uma criança que simplesmente o lapis cai no chão ele fica irritadoe sai da sala agredindo os outros com palavras chutes e palavrões. O que a escola deve fazer?