Prendas ou aula?


Maria Clara, mãe de aluno de Ensino Médio, nos escreve perguntando se está correto uma diretora de escola dispensar as classes para pedir prendas para festa junina.

A resposta é: NÃO e NÃO! Os alunos podem sim ir pedir prendas, mas FORA DO HORÁRIO DE AULA, quando estão sob a responsabilidade dos pais e responsáveis. Em horário de aula eles precisam estar DENTRO DA ESCOLA, que é responsável por eles. Lembram do caso da garotinha cuja mãe processou a escola (e ganhou!) porque foi dispensada mais cedo da aula e estuprada pelo caminho? Será que é preciso ter muitos casos desses para que a educação seja levada mais a sério neste País?

Nas escolas públicas, tudo é motivo para não ter aula! Aliás, atividades "extra-pedagógicas" como pedir prendas para festas são sempre benvindas na maioria das escolas, para tapar os buracos das aulas vagas...

Os únicos casos em que os alunos podem ficar fora da escola em horário de aula são excursões pedagógicas ou culturais, PREVIAMENTE AGENDADAS E COM A AUTORIZAÇÃO DOS PAIS ASSINADA para cada aluno.

Pais e mães de alunos: não permitam que seus filhos sejam largados na rua ou deixados sozinhos dentro de uma quadra jogando bola por falta de professor em sala de aula, pois podem se machucar ou brigar. Em muitos casos, as "ocorrências" de violência acontecem nestas situações, pelas quais a escola NUNCA se responsabiliza. É preciso cobrar mais seriedade das autoridades da educação!

Comentários

Glória disse…
Que horror, gente! A escola pública é mesmo a "casa da mãe joana"... Todos os abusos são permitidos.
Giulia disse…
Essa é uma das situações mais comuns. A maioria das escolas dispensa alunos para pedir prendas e os pais não percebem o abuso, pois pensam que é uma atividade para uma "boa causa". São raros os casos como dessa mãe, que caiu em si.