Dupla vitória


Gente, como é bom poder dar uma boa notícia! Duas, então!!

A partir de agora, o autoritarismo nas escolas públicas de Taboão da Serra, Grande São Paulo, vai diminuir.

Na EEPSG Edgard Francisco (estadual), a mãe que denunciou a expulsão do filho, programada pelo Conselho de Escola para hoje, 08/12, informou que a reunião foi cancelada e que a direção da escola a tranqüilizou a esse respeito, tendo sido convidada como todas as outras mães do colégio, para a reunião de pais e mestres a ser realizada no dia 15/12.

Acreditamos que a Ouvidoria da Educação do Estado tenha interferido no assunto, como solicitamos no documento enviado em 14/11 (leia o texto em nosso post “Tribunal de Exceção”, de 16/11), pois o aluno foi chamado para fazer as provas que havia perdido durante a suspensão ilegal. Queremos assim agradecer à Ouvidoria por sua rápida interferência, de forma que não foi necessário tomar medidas mais drásticas.

Na EMEF Rui Barbosa (municipal), a denúncia encaminhada pelos pais sobre o famigerado “Termo de Compromisso” que promove a expulsão de alunos foi acatada pela Promotora de Justiça Dra. Renata Gonçalves de Oliveira, que vai investigar a escola e chamar a Secretaria Municipal de Educação para explicar como esse documento ilegal foi aplicado. Parabéns à Promotora e que ela continue sempre de olho nas escolas públicas de Taboão da Serra! Veja a informação completa no post de 07/12 no blog da Cremilda “Rui Barbosa e o milagre de Natal” e leia o nosso post mais antigo “A marcha do caranguejo”, de 28/08, já sobre essa escola e o tal documento.

Enfim, tanto a Secretaria Estadual quanto a Secretaria Municipal da Educação de Taboão da Serra tiveram que reconhecer a ilegalidade dos instrumentos de expulsão e exclusão utilizados nas escolas da rede pública. Agora, com a vigilância do Ministério Público, os pais estarão muito mais à vontade para denunciar os abusos e o autoritarismo dos maus profissionais da educação. Parabéns a todos os pais que tiveram a coragem de se manifestar e buscar apoio na Lei, correndo o risco das perseguições e represálias que costumam prejudicar seus fihos, quando as autoridades responsáveis se fazem de cegas, surdas e mudas.

Comentários

Ricardo Rayol disse…
Giulia, aplaudo de pé essa sua luta. Invejo-a pelo destemor. Fico realemnte feliz que ainda existam pessoas como voce que se engajam a fundo an luta pelos direitos sociais que deveriam ser atendidos pelo nosso imposto.
Giulia disse…
Agradeço, Ricardo! Aqui no EducaFórum não estamos sozinhos. Somos uma rede de "educochatos" e a lista você pode ver nos links do blog. Quanto ao nosso imposto, ele infelizmente não garante a boa vontade dos profissionais da educação...
David disse…
Giulia, coloquei uma explicação para vc lá no broguinho.
Luciano disse…
Giulia!
Voce tem uma causa, e eu em meu blog só fico jogando idéias aleatórias pelo mundo. Tiro meu chapéu pra vc e agradeço muito seu recadinho por lá.
Confesso que fiquei extremamente interessado por seu trabalho, pela alegria de ver pessoas sensatas trabalhando com educação. Podemos trocar uns emails, pra eu entender melhor seu objetivo?
Um abraço e sucesso!
Luciano Queiroz
Giulia disse…
Olá, Luciano, benvindo por aqui! Nosso e-mail é educaforum@hotmail.com, mas você pode também dar uma espiada em nosso "finado" site, que continua misteriosamente no ar, onde tem um link para o nosso histórico. O endereço é www.webamigos.net/educaforum
rodrigo disse…
eh, giulia, sempre descendo a lenha nos professores e sempre passando a mão na cabeça de alunos vândalos hehehe. :)
Giulia disse…
Fofinho, você ressurgiu das cinzas!... Descendo a lenha nada, tamo até premiando os bons professores. Pára de vestir a carapuça, se bobear, você também recebe um prêmio!...