A receita da exclusão

O novo artigo de Gustavo Ioschpe no site da Veja, Educação sem povo, http://veja.abril.com.br/gustavo_ioschpe/index_170108.shtml mostra a necessidade de discutir a educação envolvendo toda a sociedade, inclusive os pais de alunos. Inseri o seguinte comentário:

A Constituição permite que os pais de alunos participem do Conselho de Escola. É nessa instância que eles deveriam ser ouvidos, mas o sistema cria mecanismos de exclusão na quase totalidade das escolas públicas do país.
A receita é simples: a convocação para a eleição dos membros do Conselho de Escola costuma ser enviada aos pais dois ou três dias antes da data estipulada, em "papelzinho" de 5 cm de largura, entregue ao aluno na esperança de que ele o perca, o que acontece em muitos casos. Em outros, os pais vão até à escola, questionam o motivo de receberem a convocação tão em cima da hora e ouvem que não é necessário que eles participem, pois a direção da escola dá conta de tudo. Para completar o quadro, muitas escolas marcam a eleição dos pais no horário comercial, de forma que eles não possam participar mesmo!!! Contam-se nos dedos das mãos as escolas de todo o Brasil que fazem campanha para eleição dos Conselhos de Escola e convidam a comunidade a participar. Na esmagadora maioria, a direção cria uma "panela" de pais escolhidos a dedo para dizer amém a tudo o que ela determina e ainda por cima vem com o discurso hipócrita de que "a comunidade não é participativa".
Esta receita é apoiada por praticamente todas as Secretarias da Educação do país, pois contam-se nos dedos os sites oficiais que mencionam a importância da participação dos pais nos Conselhos de Escola e nunca se viu alguma Secretaria gastar um centavo de sua verba de publicidade para fazer campanha pela eleição dos Conselhos de Escola!

Comentários

Anônimo disse…
Lendo esse comentário, tive a nítida impressão de que estavam "falando" da escola onde meus filhos estudam.
É exatamente assim, que as coisas funcionam, sem tirar e nem pôr!
Será que algum dia, a secretaria ou o ministério da educação vai, no mínimo tentar, mudar essa situação?
Giulia disse…
Anônimo,a eleição dos Conselhos de Escola em todo o Brasil é feita dessa forma desde que eles foram criados, por isso você teve a impressão de se tratar da "sua escola". A prova é que todo ano a gente divulga essa "receita" e não aparece ninguém para contestar, dizendo: "Não, na escola dos meus filhos a eleição do Conselho e Escola é informada com 30 dias de antecedência, os pais são convidados a se candidatarem e a apresentarem suas propostas, a comunidade é chamada a conhecer seus candidatos e a eleição é realizada de forma democrática".
Triste, não é?...
Natividade disse…
Lendo esses comentários realmente muitas coisas são parecidas ou igual nas diversas ESCOLAS do nosso país.O nosso município não é muito diferente mas procuramos fazer o melhor possível em relação a divulgação das eleições dos Conselhos Escolares. Não convocamos com o praso de 30 dias mas com 15 dias de antecedencia, sou responsável pela a assembleia de 6 ESCOLAS Municipais para escolher os repesentantes que irão concorrer as ELEIÇÕES.Começamos amanhã e fico feliz em saber que em meu município procuramos propiciar este momento democrático aos pais, alunos professores e a comunidae escolar. Dou noticias do resultado das eleições.
Se os orgãos competentes não muda esesa situação pelo menos vamos tentar fazer nossa parte! Se todos tentsse fazer a sua parte acretido que seria diferente.

Leiam A Meninado do Vestido Azul

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola