Ora, o Ministério Público!


Vocês estão acompanhando a história do casal de Timóteo, MG, que tirou os filhos de uma escola ruim para dar-lhes educação em casa? Os pais respondem a processo cível por infringir o ECA e a outro criminal, podendo até perder a guarda dos filhos, pois a legislação brasileira obriga os pais a matricular os filhos na escola, só não obriga a escola a prestar para alguma coisa, nem mesmo a garantir que os alunos não percam a educação que recebem da família!

Os dois irmãos, de 14 e 15 anos, estudam há dois anos em casa, orientados pelos pais e com auxílio da Internet, e já passaram no vestibular de uma faculdade de direito, o que foi anexado ao processo, para mostrar que estão muito mais adiantados que seus antigos colegas de escola.

Os pais já foram condenados, em primeira instância, ao pagamento de multa de 12 salários mínimos e à obrigação de rematricular os filhos. Eles recorreram da sentença: "É um absurdo. Estão tratando a gente da mesma forma que tratam os pais que negligenciam a educação dos filhos, que os retiram da escola para pedir esmola nos sinais", diz o pai.

Os meninos aprendem retórica, dialética e gramática, aritmética, geometria, astronomia, música e duas línguas estrangeiras -inglês e hebraico. Ao todo, estudam em média seis horas por dia.

Os pais foram denunciados ao Conselho Tutelar em 2007 por um morador da cidade e o Ministério Público diz que o casal violou princípios constitucionais e contrariou o Código Penal, o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que exigem matrícula no ensino formal.

Quem foi mesmo o anônimo que disse que o Conselho Tutelar e o Ministério Público vão "salvar" a nossa infância?... Por favor, se identifique, ou seus comentários serão sumariamente deletados.

Comentários

Prof Suely Valente disse…
Pais exemplares esses que decidiram cuidar pessoalmente da educação de seus filhos. Se as escolas mativerem essa qualidade de ensino, logo muitos pais preocupados com o futuro de seus filhos, tomarão a mesma decisão.
Será que com medo que essa atitude se espalhe , as autoridades agiram rápido tentando punir os pais com leis que precisam interpretadas?
A atitude tomada por eles parece arbitraria e desumana , já que as crianças estão melhores agora, com muito mais bagagem e diga se : de qualidade.
Prof Suely
Giulia disse…
Professora Suely, mais uma vez obrigada pela sua colaboração. Não acredito que as autoridades estejam preocupadas com o esvaziameno das escolas, isso é tudo o que elas querem, rsrs!
É ignorância mesmo, burrice temperada por autoritarismo.
Gilda disse…
É absurdo que a Justiça dedique seu tempo em processar esses pais cumpridores dos seus deveres, da maneira que consideram melhor para seus filhos, enquanto há tantas outras crianças e jovens necessitando da atenção da Justiça brasileria para a mínima garantia de direitos básicos de sobreviv~encia e respeito...Por que algum jurista famoso ainda não assumiu a defesa desses pais (e gratuitamente), para fazer desse caso uma oportunidade de debate nacional sobre como está a Educação neste nosso país???Não interessa???!!!
Giulia disse…
Gilda, isso é o que a gente já se cansou de pedir: ALGUM JURISTA (MESMO APOSENTADO) não apenas para esse caso, mas para pais processados por reclamarem da escola, alunos menores de idade arrastados para um tribunal para testemunharem em falso etc.
Nunca houve tantas expulsões da escola como hoje e nunca as febens estiveram tão lotadas. Cadêêêêêê os sociólogos deste país para estudarem esse fenômeno? Mas não: eles estão aí para implantarem o ensino da sociologia no ensino médio. O que um aluno mal alfabetizado vai aproveitar do estudo da sociologia???
Senhores sociólogos, VÃO ESTUDAR A ESCOLA E COBRAR DE QUEM É IRRESPONSÁVEL, não impingir suas teorias esfarrapadas para adolescentes completamente abandonados por uma escola relapsa e irresponsável!
VCS ACHAM QUE EU ESQUECI... disse…
POR FALA NISSO, VCS PODEM ME DIZER O QUE ACONTECEU COM A FUNCIONÁRIA DA EMEF IMPERATRIZ, QUE ATACOU UM SAPATO NAS COSTAS DE UM ALUNO E QUE DEIXOU ATÉ HEMATOMAS...???
ELA FOI DENUNCIADA AS AUTORIDADES COMPETENTES? OU A SECRETARIA SIMPLESMENTE FEZ 'VISTAS GROSSAS'???
PELO QUE EU SEI, ATÉ OS PAIS DESSA CRIANÇA PODE RESPONDER JURIDICAMENTE...
NINGUÉM, NEM MESMO OS PAIS PODEM ISENTAR A AGRESSORA PELO QUE FEZ, POIS A CRIANÇA NÃO É SACO DE PANCADA DE NINGUÉM E NEM PROPRIEDADE DOS PAIS.