Pesquisa escolar


Se a escola brasileira nem ao menos alfabetiza, certamente a maior falha do ensino público é a falta de orientação para os alunos aprenderem a fazer pesquisa. Na era da informação, quem não souber pesquisar não tem futuro...

Os problemas são vários e graves. Em primeiro lugar, 90% das bibliotecas escolares estão inativas, o que é comprovado pela pesquisa realizada pelo Instituto Fernand Braudel
http://www.braudel.org.br/pesquisas/pdf/ApresentPesquisaPais.pdf, segundo a qual os locais mais utilizados pelos alunos para pesquisas escolares são as lan-houses - 12,6%, contra 4,5% das bibliotecas escolares. Já comentamos: pesquisar o quê, em biblioteca fechada?...

Mas a questão das “pesquisas” em lan-houses é ainda mais grave: além de comprovar que as escolas públicas também não oferecem aos seus alunos acesso à informática, é duvidoso que uma visita à lan-house, sem orientação, possa ajudar nas buscas.

Os pais de alunos nos escrevem que, em algumas escolas informatizadas, os alunos são deixados livres para fazer “joguinhos” e outras amenidades, por falta de proposta pedagógica. Aparentemente, a situação na rede particular não é muito melhor. A esse respeito, vale ler e comentar este artigo da Rosely Sayão:

Pesquisas escolares na internet

De vez em quando recebo de pais um pedido de orientação curioso: eles querem saber como ajudar o filho a fazer pesquisa na internet para trabalho escolar. A mãe de um garoto, em particular, disse que o filho e outros colegas de grupo, todos em torno de nove anos, precisavam fazer um trabalho de língua portuguesa a respeito de contos de fadas. Quando deram uma busca da palavra “fantasia”, muitos conteúdos eróticos e pornográficos surgiram.

Fiz um levantamento de todas as questões que os pais já me encaminharam: alguns querem saber como evitar o acesso a conteúdos impróprios, outros pedem nomes de sites fidedignos para pesquisar conteúdos escolares, outros dizem que não sabem como ajudar o filho porque não usam internet, há os que não consideram adequado que a escola peça esse tipo de trabalho a alunos das séries iniciais e outros ainda querem saber se não seria responsabilidade da escola ensinar a pesquisar na internet.

Boa deixa para pensarmos sobre o assunto, não? Em primeiro lugar, vamos considerar que a internet é um recurso relativamente novo e que nela encontramos de tudo. Tudo mesmo: informações científicas, informações erradas, enciclopédias construídas pelos internautas, opiniões competentes e incompetentes etc. Por isso, fazer pesquisa na internet exige muito conhecimento da parte de quem realiza a pesquisa para diferenciar os conteúdos.
Em segundo lugar, temos cometido um equívoco que considero importante: identificamos “busca” com “pesquisa” e ensinamos isso às crianças. Os sites de busca são excelentes pontos de partida para pesquisas na internet, apenas isso. E, de novo assinalo que para pesquisar a partir dos resultados da busca é preciso conhecer o assunto trabalhado.

Muitas escolas têm utilizado os recursos tecnológicos disponíveis com seus alunos sem dar as orientações necessárias. Para aprender a pesquisar em livros, por exemplo, os estudantes precisam que o professor ofereça uma bibliografia básica, certo? Pois o mesmo deve ocorrer em relação à internet: os alunos precisam de uma lista de sites para iniciar o aprendizado. Aliás, o melhor seria que, pelo menos no ensino fundamental, as pesquisas na internet fossem feitas na própria escola com o acompanhamento dos professores.

A internet pode ser um excelente recurso para estimular o aluno em sua relação com o conhecimento, mas pode também atrapalhar bastante seu aprendizado. Tudo depende do modo como se aprende a usar a rede e, por isso, talvez a melhor atitude dos pais seja a de pedir que a escola ofereça as orientações necessárias aos seus alunos. Mesmo assim, pode levar um tempo ainda para que a internet se integre adequadamente à vida escolar de crianças e jovens porque muitos professores também estão ainda aprendendo.

Comentários

Anônimo disse…
A EE Narbal Fontes ,da DE centro da Capital , manda todos os dias como lição de casa , pesquisas para fazer na internet. MEU DEUS , esta escola é de periodo integral entram as 7 e saem as 16:15 , os alunos ficam a maior parte do periodo sem fazer nada pq faltam muitos professores, aí o aluno vem para casa com um monte de trabalhos jogados para fazer em casa. Como não tenho computador em casa , lá vão eles para as LAN HOUSE do bairro , passam horas gastando o $$ q não tenho e agora leio esse texto q me serve de alerta. Será q minhas filhas de 10 e 13 anos não estaõ sujeitas a acessar sites improprios para a idade delas?Fico pensando : o q esses professores dessa escola fazem ? Não dão aula e depois pedem pesquisas pela internet.Uma professora dessa escola chegou ao cumulo de pedir para os alunos levarem uma amostra do doce q irão levar para a festa junina , só para ela ver se são bons mesmo. Será q isto existe ou chegamos ao absurdo de termos um gasto desnecessario para matar a vontade de alguns professores.
Nessa escola falta tudo ; os alunos fumam demasiadamente dentro da escola nas vistas dos funcionarios q nao fazem nada , roubos são frequentes , agressoes nem te digo , fora as suspensoes. Lá é a terra de ninguem e eu estou preocupada com minhas filhas , já q reclamar nao adianta. A diretora esta de férias.
O que fazer ?
cremilda disse…
Giullia
Lá na cidade de Marilia, as escolas tem computador.Na aula de informática a professora coloca num joguinho para os alunos e pronto esta resolvido o problema
O aluno joga aqueles joguinhos "interessantes" e acabou-se a história....
Giulia disse…
Anônimo da EE Narbal Fontes, você pergunta o que fazer? É muito simples! Sair do anonimato!! Nós estamos nos descabelando para mostrar para a Secretaria de Estado da Educação que os casos que levamos para lá não são isolados, mas é difícil porque os pais que têm coragem de vir a público são muito poucos! Na semana passada mesmo estivemos numa escola em Parelheiros, exatamente como você fala, uma "terra de ninguém", e ouvimos o próprio Chefe de Gabinete nos dizer: trata-se de caso isolado. E o Dirigente de Ensino disse que a visita à escola não teve razão de ser, que serviu apenas para dar vexame para a escola...
Vocês pais não sabem a força que têm e é uma pena!!!
Anônimo disse…
Giulia...sou uma mãe preocupada, já lutei muito pela melhoria da escola publica , já fiz denuncias na DE Norte 2 com o ex dirigente que mandou perseguir minhas filhas e com isso paguei muito caro. Minhas filhas já passaram por mais 2 escolas depois do ocorrido e são conhecidas como as filhas da louca.Sei que são poucas as mães que tem coragem de fazer denuncias , mas eu não quero que minhas filhas paguem por isso novamente, elas ficaram com problemas psicologicos sérios e precisaram de atendimento e não foi o governo nem a escola que pagou por isso e sim eu.Desembolsei uma grana para minha filha fazer uma terapia já que não queria mais sair nem no portão de casa e vivia com medo.
Minha preocupação nesse momento é saber que os computadores da escola ficam trancados , sem uso e minhas filhas gastando o $$ que não tenho para poder fazer pesquisas para determinados professores folgados que aceitam até as folhas que elas imprimem, sem ao menos dizer se o conteudo está correto.
Este alerta sobre sites pornograficos foi muito bom para que eu acompanhe de perto essas pesquisas e faça uma campanha para que os alunos usem a sala de informatica enquanto estão sem professores de: geografia , ed. fisica , historia ...e outros mais. Minha preocupação é com a saida desses alunos antes do periodo, eles colocam todos para fora do portão sem direito a esperar pelos responsaveis. Os alunos fumam demais dentro da escola e ninguem faz nada , parece que fecham os olhos para os problemas.Para ir para o lanche minhas filhas carregam o material junto , se ficar na sala não encontrarão mais nada , tudo é roubado e ninguem faz nada.
Será que a DE centro não vê isso acontecer?
A qualidade das aulas são as piores possiveis, minha filha que tem dificuldade no aprendizado é tida como uma das melhores alunas da escola , imagine a pior como é?
Só um milagre salvará o ensino publico.
MÃE APAVORADA.ZONA NORTE DE SP.
Giulia disse…
Mãe apavorada, você topa ir com a gente para uma reunião na própria Secretaria da Educação? A história que você conta é a mesma que todas nós vivenciamos. O problema é que não conseguimos mostrar a PERVERSIDADE e o AUTORITARISMO que existem na rede pública, porque os pais se apavoram (exatamente como você...). Eu também era tratada como a louca da escola. O único "respeito" que conseguia era quando batia na porta da Secretaria da Educação ou na Comissão de Educação. Infelizmente, professor e diretor perversos e autoritários só "se acalmam" por medo de sofrerem algum processo. Parece que para vencer o medo das perseguições contra os filhos, os pais precisam meter medo nesses maus profissionais!!! A rede pública de ensino é uma terra sem lei onde só existe uma mínima possibilidade de justiça com base na pena de talião.
Nosso e-mail é educaforum@hotmail.com. Se você topar ir com a gente, mande uma mensagem.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola