Mais uma escola de "faroeste"


Lembram do caso de Mongaguá, aquele em que a Ouvidoria da Educação não tomou providência nenhuma? (Leia aqui
http://educaforum.blogspot.com/2005/10/caso-mongagu-veja-resposta-da.html) Foi depois disso que começamos a chamar a ouvidoria de “Surdoria”...

Acabamos de receber uma denúncia de outra escola de Mongaguá, a EE Jacoub Koubdijan. A situação dela não é diferente da grande maioria das unidades da rede, mas o depoimento do pai de aluno que recebemos impressiona pela clareza e pelo detalhamento. A mensagem foi enviada à Secretaria da Educação, à Ouvidoria e ao gabinete do Governador.

Fazemos muitos votos de que a SEE tome providências imediatas para que mais essa escola “de faroeste” entre nos eixos e vamos cobrar, levando pessoalmente o caso para a Secretaria em nossas próximas reuniões.

Trechos da mensagem:

“Neste colégio tudo esta errado :
1 - Matéria de português : a professora titular está com o pé quebrado, sendo substituída por diversas professoras e nada é corrigido. Uma delas nada ensina, distribui textos apenas para passar o tempo da aula e ter seu salário garantido.

2 - História: a professora titular costuma faltar, sendo substituída por uma professora de português. Não é estranho?

3 – Inglês: a professora titular nunca apareceu, sendo que a substituta falta constantemente. como será que o aluno vai aprender inglês?

4 - Educação física: a professora titular apareceu na escola só duas vezes. Nesse caso, porém, a substituta é uma ótima professora.

5 - Matemática: a professora titular está tentando se eleger vereadora na cidade de Itanhaém e não há substituta fixa, até professor de educação física está dando aula de matemática!

6 - O colégio foi reformado (pintura etc.), porém, o mais importante, que é o ensino, não acontece.

7 - Os alunos brigam constantemente e não adianta reclamar com a diretora, porque ela nunca está no colégio e sempre tem que se falar com o coordenador, que também nada faz.

RESUMO:
A - Temos um colégio com diretora ausente, e quando ela se encontra não tem a postura que se exige de uma diretora de escola.
B -Temos um coordenador simbólico, somente para enganar os pais que ali vão reclamar. Porém vamos morrer esperando alguma atitude digna e profissional de sua parte.
C - Temos professores titulares que nunca aparecem na escola, sendo substituídos por outros que não sabem ensinar.
D - Temos professores de educação física dando aula de matemática.
E - Temos alunos sendo agredidos e nada a direção do colégio faz para melhorar.

Venho pedir ajuda, pois entendo que os alunos lá vão para aprender matérias escolares, e não para aprender coisas erradas ou até mesmo ser agredidos, debaixo dos olhos do coordenador, testa de ferro da diretora ausente .

Quero salientar que são os contribuintes que mantêm a escola pública ativa, pagando os salários de todos os integrantes da Secretaria da Educação, inclusive o da Diretora desta escola (mesmo ausente). Pergunta: esta correto?????????? Se isto for correto, até eu quero ser diretor de colégio (nunca vou) e recebo salário (dos idiotas dos contribuintes)...

Espero, sinceramente, que alguem ajude com profissionalismo e respeito a solucionar estes problemas."

Comentários

Glória disse…
Isso é escola no Brasil... Esse pai fez uma radiografia da educação nacional.
cremilda estella teixeira disse…
Giulia
Sua participação no Tribuna da Cidades de hoje, esteve ótima...
Valeu !!!!
Obrigada....
professor Frustrado disse…
A coisa está feia nesta escola... caramba! Eu fico aqui no meu mundinho dando minhas aulas e nem imaginava que em pleno século 21 tantos absurdos ocorressem nas escola! Pelo menos aqui onde eu trabalho se há algum problema de saúde do professor (afastamento) os alunos em menos de uma semana já têm um professor substituto da mesma área..., de português para português, de matemática para matemática, etc... Essa escola está um "samba do crioulo doido"! É papel da direção atribuir as aulas de substituição para professores da área! Que direção é esta? Inclusive têm legislação sobre o assunto, regulamentando o processo de atribuição... Providências devem ser tomadas... e urgente!
Giulia disse…
Pois é, o "samba do crioulo doido" só veio a público porque um pai de São Paulo Capital mudou para Mongaguá e, sendo alguém mais esclarecido, resolveu cobrar das autoridades. Alguém acredita que o problema seria menor se ninguém denunciasse???
Pois essa é a realidade na maioria das escolas da periferia de São Paulo e de muitos municípios. Só não se sabe dos problemas porque os pais não denunciam! E todos nós sabemos porque: os pais com menor escolaridade costumam ser distratados pelos diretores de escola e, quando se atrevem a reclamar de alguma coisa, lá vai perseguição para cima dos filhos.
Esse filme eu estou vendo na EE Lucas Roschel Rasquinho, onde os pais que se atreveram a fazer as denúncias ficaram praticamente isolados, pois a direção da escola espalhou para todos os alunos a idéia de que a escola vai fechar por causa das denúncias. E assim os outros pais ficaram com medo de que seus filhos ficassem sem estudar, já que não tem outra opção a não ser a escola do bairro.
É muito fácil tapar a boca dos pais - e principalmente das mães, cuja primeira preocupação é a segurança e a tranqüilidade dos filhos...
Anônimo disse…
A diretora usa uma boa estratégia,
aplica direitinho.
Anônimo disse…
A diretora usa uma boa estratégia,
aplica direitinho.
Anônimo disse…
SERA QUE A SECRETARIA DA EDUCAÇAO
E A COGESP VAI ESPERAR O ALUNO MORRER DENTRO DA ESCOLA PARA DEPOIS
PEDIR DESCULPA PARA OS PAIS?
ME RESPONDAM.....
Anônimo disse…
ESSA PERGUNTA ACIMA É SOBRE A EE LUCAS.
suely disse…
ESSA PERGUNTA SERVE PARA TODAS AS ESCOLAS PÚBLICAS QUE SE ENCONTRAM AO DEUS DARÁ.

INCLUSIVE A EE LUCAS , EE DAVID EUGENIO E ...
Edilva Bandeira disse…
Querida Giulia esse comentário não tem nada ver com o assunto discutido, mas esse é o meio que conheço para entrar em contato com você. Acabei de ler emocionada o seu texto o "Estuprador" com o personagem Wilson. Giulia o Wilson é a cara de vários alunos que eu tenho, marginalizados muitas vezes, incompreendidos. Texto maravilhoso, já estou imprimindo para ler com meus alunos da escola Arno Hausser. Penso também em fazer uma leitura dela em uma HTPC....
Beijos e obrigada
Anônimo disse…
POIS É SUELI ,ACHO QUE ESTAMOS NO MESMO BARCO,JUNTAMENTE COM A EDUCAÇÃO.
ACORDA MEUS SENHORES,PELO O AMOR DE DEUS!
Anônimo disse…
Giulia
Sabadão, você deve estar de folga.
Então estou esperando você fazer o texto sobre a reunião com o Dr.Benedito e o José Luiz, na Cogesp.
Nem precisa "entregar o ouro",
mas também quero fazer um texto, e do meu jeito....
Estou esperando o seu...
Anônimo disse…
e não se preocupe
só vou escrever o que dá para escrever
vou ser bem light.(rs.rs.)
Anônimo disse…
GIULIA ESTE TEXTO É SÓ PARA COMEÇAR

QUEM BATE ESQUECE, QUEM APANHA NÃO ESQUECE...PARTE l

Vamos relatar a reunião de ontem na COGESP para falar principalmente do caso da Escola Lucas Roschel Rasquinho, com detalhes.
No momento a gente realça que desta vez o desprazer maior foi que na reunião estava presente o advogado representante do Departamento Jurídico da COGESP.
Esse advogado é o mesmo que dá o parecer favorável aos professores e diretores que cometem desatinos.Depois do parecer dele o processo vai para a Comissão Processante, e o resto é fácil advinhar.
Não pudemos deixar de lembrar e comentar olhando no rosto dele, que ele é o mesmo que deu parecer favorável para o professor da Escola Octacilio de Carvalho Lopes,acusado de promover bulliyng e espancar um aluno na sala de aula.O professor hoje é Coordenador da Escola Adelaide Ferraz de Oliveira.Foi promovido.
Cobrado ele tentou sair pela tangente, alegando que não se lembrava desse caso e nem do caso da Escola David Eugênio dos Santos
A nossa resposta foi pronta, sempre olhando ele de frente.
QUEM BATE ESQUECE, QUEM APANHA NÃO ESQUECE...
Principalmente no caso deles que estão sempre defendendo quem espanca aluno e comete outros desatinos.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola