O esquema IV - Araraquara é apenas a ponta do iceberg


Animados com a repercussão do último post, resolvemos publicar mais uma mensagem da diretora processada em Araraquara. Ela mostra claramente como os pais e alunos costumam ser usados pelo esquema: os pais são convidados a assinarem cheques em branco para “pagarem” notas frias; os alunos são instigados ao quebra-quebra e à baderna nas escolas. Tem mais: escola onde existe bandalheira é onde os professores torturadores têm carta branca.

Pais das APMs: nunca assinem cheques em branco!!! Isso vai envolver vocês em um esquema corrupto. Se a direção da escola dos seus filhos exigir esse procedimento, denunciem para a supervisão ou diretoria de ensino. Se ninguém der ouvidos para vocês, escrevam para nós: educaforum@hotmail.com

Aluno da escola publica: não se deixe influenciar por maus “educadores”, que fazem intrigas para que você brigue com seus colegas ou faça baderna dentro da escola! O papel do professor é ensinar, aliás, ENSINAR BEM! Se ele só sabe fazer intriga, então que seja afastado da escola. Fale com seus pais e aponte os maus profissionais da educação! Ou então escreva para nós, mencione o nome do professor e a escola.

Segue o depoimento da diretora de Araraquara, cujo nome ainda estamos preservando, para que não seja mais uma vez massacrada por “autoridades” corruptas, omissas e covardes. Prestem bem atenção no trecho que fala do professor pedófilo. Será que a imagem que a sociedade faz do professor é de um "santo" intocável, ao ponto que até atos de pedofilia dentro da escola passam impunemente? Será que ninguém consegue conceber que possa existir pedofilia na escola??? E OS QUE SABEM DE FATOS COMO ESSES SE CALAM???

Eu sofri processo em janeiro de 2005 e como batia de frente com a dirigente, após a remoção para uma nova escola, ela mandava bandos de supervisores irem lá, para orquestrar com alunos o quebra-quebra e o desaparecimento de patrimônio.
Antes desse processo sofri um outro: os professores alegavam que tinha desaparecido um DVD que eu nunca havia visto, a dirigente mandou um processo e perdeu, porque eu fui absolvida.

Uma outra diretora de escola foi questionar a dirigente e acabou levando um processo também, mas o marido dela, ao saber que a Sandra ia jogar sujo, correu atrás das notas no escritório de contabilidade, levantou as firmas fantasmas, denunciou o esquema na radio, tv, e até hoje luta.

A Sandra Rossato processou essa outra diretora, alegando que faltava material pedagógico na escola, limpeza, sendo que a escola dela era linda, limpa, organizada. Ela fazia os professores trabalhar, mas existia uma bronca com ela porque um professor da escola foi exonerado por torturar alunos, ele apertava o cinto da calça, os que usavam brinco chamava de bicha, os que tinham dificuldades chamava de ameba, burro e as menininhas bonitinhas ele cantava. Foi um processo longo, esse professor ficou afastado da escola dela por cinco anos e os professores que ficaram se intimidaram, achando que o mesmo poderia acontecer com eles. A partir daí a vida dessa diretora se tornou um inferno e a Sandra se aproveitou da ira dos professores, armou um escândalo e acabou com a reputação dela, fez manifestação de dois dias e sabem quem articulou tudo, quem ajudou reunindo pais, mentindo, inventando? Foi outro professor, o FAMOSO PEDÓFILO, ele pegava meninos e meninas para fazer sexo oral, pegava nos peitinhos das meninas e roçava as pernas. Ele é repugnante e a bandida da Sandra se aproveitava das articulações dessa figura para atacar a diretora da escola, que hoje está afastada na diretoria de ensino de São Carlos, mas mora em Araraquara e está sofrendo horrores, porque não consegue ter acesso ao processo, que se encontra na 2ª unidade processante.

De todo o esquema de Araraquara, apenas dois diretores foram exonerados:

Ana Claudia Camargo Cardoso da Silva - exonerada por notas fiscais frias em 2003
Hermilo Machado - exonerado em 2005
Valmir Rodrigues é um diretor de escola processado também na 2ª unidade processante - mas a Sandra Rossato falou para ele: "Suma do mapa que te livro". Ele foi para SP na escola João Silva - Sul 2 e agora desapareceu de vez. Ninguém sabe dele.

Ainda tem 22 diretores que estão na ativa nas escolas e apesar do processo não sofreram nenhuma manifestação ou qualquer constrangimento, mas estão cheios de notas fiscais frias. O esquema de Araraquara, porém, é muito maior. E o pior de tudo é a falta de responsabilização dos supervisores de ensino, todos coniventes com a situação. Se a Sandra Rossato sair impune, tudo vai acabar em pizza. Se ela for exonerada, poderemos ao menos questionar a Secretaria da Educação com respeito à impunidade dos supervisores de ensino e dos demais envolvidos.

Comentários

miguel disse…
Dicão quer esclarecimento da Diretoria de Ensino sobre Víctor Lacorte




texto: José Conde Sobrinho

Por meio de requerimento aprovado pela unanimidade do plenário da Câmara Municipal, o vereador e 2º secretário da Mesa Diretora, Everson Miguel Inforsato (Dicão/ PT), promove questionamentos endereçados à Diretoria de Ensino de Araraquara, na pessoa da sua Dirigente Regional de Ensino, objetivando receber esclarecimentos sobre demandas existentes e praticadas pela unidade de ensino Escola Estadual “Professor Victor Lacorte”.

O vereador esclarece que o teor do seu documento aprovado, dá-se em função dos questionamentos realizados pelos professores, pais e alunos da citada unidade escolar. Dicão enumera através da sua matéria as dúvidas existentes. Porque a E.E. Victor Lacorte não está sendo oferecida como escola preferencial ou como unidade do ciclo I, principalmente como ETI (Escolas de Tempo Integral)?

Nas escolas onde as vagas encontram-se “casadinhas”, ou seja, de uma escola para outra através de acordos firmados, qual a atitude da Diretoria de Ensino em relação ao fato? “Quero respostas – alerta Dicão – e saber quais são os critérios que vem sendo utilizados pelo setor de planejamento ao distribuir as vagas setoriais ou por escolha dos pais”?

E continua a série de questionamentos apresentada em plenário pelo vereador: Se a política educacional está embasada numa continuidade de aprendizagem porque os alunos incluídos na ETI de ciclo I passam a ser incluídos na ETI de ciclo II? E pergunta Dicão: “Onde fica a continuidade? O setor de planejamento sob o comando da Dirigente Regional de Ensino, leva em consideração o trabalho pedagógico, quando pratica o remanejamento de alunos”?

Em seu requerimento, o vereador questiona igualmente, se o setor de planejamento da Diretoria de Ensino, leva em consideração o avanço pedagógico que é proporcionado aos alunos pelos profissionais; se com muito trabalho, a ETI funciona e o que impede a ajuda de demandas da diretoria?
Ao finalizar, Dicão acentua: “O que impede como outras unidades de ensino já o fazem, no oferecimento de turmas de ensino médio à tarde, à noite e ainda a Educação de Jovens e Adultos (EJA) uma vez que são muitos os alunos que nos procuram?”
Postado por everson miguel inforsato (Dicão) às 8:38 AM
8 comentários:
sonia fernandes disse...
*POLICIA APURA DESVIOS DE VERBAS EM ESCOLAS De ARARAQUARA E REGIÃO*



*Um suposto esquema de desvio de verbas das APMs (Associação de PAIS e
Mestres) pertencentes à Diretoria de Ensino de Araraquara e região é
investigado pela Polícia Civil, Policia Federal, Ministério de Policia
Federal e pela Secretaria Estadual da Educação.*

*As denúncias, que começaram no inicio do ano de 2005 por uma diretora que
foi afastada por fazer parte do esquema - diretora Sonia M. Fernandes
geraram 80 inquéritos policiais de peculato e estelionatário. Uma diretora
foi exonerada, na época era diretora da escola Parque residencial São
Paulo,
professora Ana Claudia Carvalho de Camargo Silva, exonerada em 2003, depois
mais dois diretores foram punidos o primeiro exonerado e o segundo foi
convidado a sair da cidade hoje é diretor de escola em SP, Valmir
Rodrigues,
o diretor exonerado Hermillo Machado da cidade de Matão que desviou já
comprovado pela secretaria da educação em processo administrativo de uma
escola de Matão mais de 234 mil reais enquanto foi diretor da mesma, hoje
trabalha no objetivo de Matão, funcionários da diretoria de ensino também
estão envolvidos nos esquemas depositavam em suas contas pessoais dinheiro
que diretores de escola desviavam das verbas e o dinheiro era depositado na
conta do senhor Sigeo e Patrícia Bihari – e da funcionaria – Professora
Ivani de Lucca que demoliu sua casa e refez de novo usando verbas publicas,
funcionários da diretoria de ensino foram afastado de suas funções,
suspeito de participar do golpe. O prejuízo não foi calculado, mas a
REDAÇÃO
apurou que chegou a girar em torno de R$mais de 10 milhões de reais em
algumas unidades de ensino o valor passa dos 380,00 mil reais*

*A suspeita é de que verbas dos governos estadual e federal ás APMs, que
deveriam ter sido usadas para suprir o déficit de mão de obra (faxineiro,
merendeiros, copeiros) nas escolas, foram desviados. Guias de autenticação
bancárias falsas eram devolvidas às unidades de ensino. Todas as guias com
numeração de agências ou Lotéricas do centro da *

*Os investigados são o escritório de contabilidade Atlas de Marilena Thomé
da Silva, e a cooperativa Cooperativa Coopertg, A dirigente de ensino
Sandra
Rossato é a chefe do bando e obrigava os diretores de escolas a repassarem
dinheiro vivo para a mesma por mais de 10 anos, apenas alguns diretores
eram
punidos por não serem fieis nos repasses que deveriam ser desviados para os
bolsos de Rossato e seus comparsas como um alto mensalão, a fraude passa
dos
10 milhões de reais.Redação/ Jornal Agora São Paulo Edição

5:26 PM
sonia fernandes disse...
*Comissão irá acompanhar depoimentos na Policia Federal e Secretaria da
Educação *

* *

*Leia o depoimento de Sandra Rossato à Policia Federal e Secretaria da
Educação*

*por Roseli Meirai*

Pais de alunos da Rede Estadual de Ensino de Araraquara e Região
acompanharão os processos de Diretores de escola, supervisores de ensino e
ex dirigente de ensino.

As denúncias de abuso de autoritarismo e o uso exacerbado de poder e
desvios reiteradas de milhões de reais verbas públicas a serem aplicadas
nas escolas em benefícios dos alunos, foram supostamente extraviados para
as
contas dos investigados, a segundo a denuncia máfia atuava nesse esquema
há mais de 10 anos e ocorreram inúmeras irregularidades administrativas
e
financeiras na Diretoria de ensino de Araraquara comprovadamente cometidas
pela ex dirigente de ensino, diretores de escola, supervisores de ensino,
funcionários da diretoria de ensino e proprietários do Escritório de
Contabilidade Atlas que foram canais de investigação através do qual a
Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Ministério Publico Federal,
Policia civil, Policia Federal teria tomado conhecimento de que vários
diretores
de escola entre eles Sonia Maria Fernandes e Ana Claudia Carvalho de
Camargo
Silva, Hermilo Machado e Valmir Rodrigues tinham uma movimentação atípica
em
suas contas bancárias. Foi isso que a Senhora Ivani de Lucca relatou ao
denunciante e ainda lhe deu plenos poderes para falar em seu nome através
de
uma procuração, e uma carta onde entregue ao Senhor Antonio, onde
mencionava
todo o ardiloso esquema de corrupção, por isso o Senhor Antonio Monteiro
relatou em seu depoimento que não se cala diante de tantos desmandos e
provável enriquecimento ilícito de todos os envolvidos, nessa carta de
Ivani
entregue a Policia Federal e Secretaria da educação recentemente, revela
que
os diretores de escola de Araraquara e Região, a Dirigente Regional de
Ensino Senhora Sandra Rossato e supervisores de ensino, conheciam o velho
esquema de desvios de verbas sabiam que eles tinham recebido um bom
dinheiro, milhões de reais e que também ficava com uma boa parte do bolo.
Outro fato revelado, que a dirigente teria dado ao supervisores ordem
expressas para processar e exonerar quem não participasse do esquema, ou
seja, que se negassem a desviar dinheiro público, tudo isso foi realizado
na certeza da impunidade, era sempre os diretores e supervisores que
agiam, Ivani declara na carta que vira Sandra Rossato negociar, mas é
sabido que ela era a principal mandatária do esquema.

Por outro lado, os diretores de escolas estão sendo processados e segundo
Sandra Rossato os mesmos foram orientados a agirem com idoneidade, nunca os
orientou a comprar notas fiscais no escritório de contabilidade e que toda
a
responsabilidade das irregularidades nas prestações de contas das escolas é
única e exclusiva de cada diretor de escola que devem responder por isso e
serem punidos conforme a legislação do funcionário público, que não se
conforma com tantas arbitrariedades e irresponsabilidades dos gestores das
escolas de Araraquara e Região.

No depoimento, Sandra Rossato contou também como recebeu o extrato de Ivani
de Lucca das mãos da Assessora Maria de Lourdes e Sigeo , no dia do dia 16
de março, mesmo dia em que o sigilo bancário de Sandra Rossato, Ivani de
Lucca e Maria de Lourdes deixou de ser um segredo. Segundo Ivani de Lucca
,
Maria de Lourdes foi à sua casa, entregou-lhe o envelope com os extratos
de
e conversaram sobre assuntos de trabalho.

Sobre os extratos, teriam apenas entendido que fora constatada a tal
movimentação atípica na conta das funcionárias públicas e por isso os dados
estavam sendo encaminhado para análise do Coaf, o órgão do Ministério da
Fazenda encarregado do controle das operações dos bancos. Como superior
hierárquico do Coaf, o ministro tinha direito de tomar conhecimento dos
dados.

*Auto de qualificação e interrogatório de Sandra Rossato na Policia Federal
e Secretaria da Educação*

Sandra Rossato Respondeu a imprensa:

QUE, está sob investigação psicológica e encontra-se sob tratamento por tal
motivo, a recomendação médica QUE não chegou a conversar com o Maria de
Lourdes ou Ivani de Lucca de forma reservada ou a seu pedido;

QUE a reunião transcorreu no horário compreendido entre 19h e 20h30min pois
havia o risco de terem aposentadorias caçadas por conta de arbitrariedade
tão somente de diretores e supervisores de ensino que não orientavam as
escolas.;

QUE a Sra Ivani de Lucca chegou depois de iniciada a reunião e saiu antes
do desfecho e, por tal motivo, não trataram de nenhum assunto particular;

QUE só voltou a ter contato com o Sra Maria de Lourdes de Lucca entre
21h15min. e 21:30min., por telefone, porque ficaram assuntos pendentes;

QUE nesse telefonema a entrevistada falou que tinha encerrado uma outra
reunião e que estava disponível para conversar sobre os assuntos
pendentes;

QUE naquela oportunidade, lhe foram exibidos 3 ou 4 folhas de extratos
bancários, sendo lhe dito que eram de Ana Claudia (diretora exonerada)
Sonia
Fernandes (diretora afastada) e Valmir Rodrigues (diretor de escola) E que
dos demais diretores de escola estavam sendo providenciados, evidenciando
assim a responsabilidade única e exclusiva dos diretores de escola e
supervisores de ensino e que teriam sido impressos para efeito de
comunicação ao COAF, na medida em que continham movimentações atípicas;

QUE recebeu o envelope em que estavam os extratos bancários dos demais
diretores foi Maria de Lourdes de Lucca disse que disse para que em
depoimento na secretaria da educação em 12 de novembro de 2008 confirmasse
os trâmites da diretoria de ensino, isentando-se de qualquer
responsabilidade e com os técnicos e, caso estivesse dentro da regra
prevista, fosse feito como dito, ou seja, encaminhasse ao COAF;

QUE assim recomendou Sandra Rossato, na qualidade de sua ex superior
hierárquico que recebeu uma comunicação de atipicidade e agindo nos termos
da lei, denunciou todos os envolvidos no esquema diretores de 56 escolas,
supervisores de ensino, e funcionários da

QUE consultou os seus advogados sobre qual medida jurídica quanto aos
encaminhamentos da denuncia e do interrogando que poderiam adotar ou qual
órgão de investigação jurídica;

QUE seus advogados lhe disseram que, quanto à questão do inquérito, achava
certo o procedimento proposto e, quanto ao segundo, denunciar os reais
fraudadores e responsáveis que iria prejudicar outras pessoas, mas que não
poderiam passar impunes;

QUE a Sra Ivani e Maria de Lourdes concordaram;

QUE os seus advogados depois lhe traria uma avaliação com mais calma;

QUE depois os advogados disseram que foi feita uma avaliação e que os
dados
eram insuficientes e que precisavam de mais elementos;

QUE disse que tinha outros dados que comprovavam as responsabilidades dos
acusados, em termos lavrados em reuniões, em apostilas entregues com
orientações quanto à aplicação dos recursos públicos repassados as escolas,
orientação aos supervisores de ensino e um dos dois advogados , não sabe o
qual, iria, de qualquer forma, à Polícia Federal para fazer uma verificação
sobre outros eventuais procedimentos;

QUE ambos retornaram no final da tarde, próximo das 18h à residência de
Sandra Rossato com a sugestão de que fosse ajuizada a melhor medida
jurídica
contra os acusados em torno de (80) oitenta servidores e proprietários do
escritório de contabilidade Atlas ou junto a Polícia Federal;

QUE nesse momento estavam presente mais 03 advogados para tomarem alguma
as
providencias jurídicas ;

QUE quando houve o vazamento de dados bancários dos envolvidos, perguntou
ao
seu assessor jurídico sobre as notícias veiculadas na imprensa e seu
eventual envolvimento, mostrando-se, indignada com as reportagens e a
indagação;



QUE classifica infamantes; os diretores de escolas e supervisores de ensino
e funcionários da diretoria de ensino que querem responsabilizá-la por seus
erros;

QUE nega, veementemente, a orientação ou exigência de que sempre orientou
aos diretores de escolas e supervisores de ensino observar com rigor a
contabilidade das instituições administradas, que alertou os supervisores
de
ensino que fossem até as escolas e lavrassem termos de visitas proibindo
esse expediente nas escolas de seu setor.

QUE quer esclarecer que, em nenhum momento, quis sugestionar os Srs.
Diretores de escola e supervisores para que fossem justificadas as
prestações de contas com notas fiscais "compradas" e orientava para
consultar
sobre os procedimentos jurídicos cabíveis;

QUE não procurou diretamente nenhum proprietário de estabelecimentos que
venderam as notas fiscais aos diretores de escolas, mas quando tomou
conhecimento, ou seja detectou a existência desse esquema indignou com o
montante de notas fiscais frias, quantias exorbitantes, disse ela;

QUE no seu interrogando quer deixar claro que não cometeu nenhuma ilicitude
em sua gestão na diretoria de ensino de Araraquara justifica-se pelo tempo
que trabalhou como dirigente no exercício de suas funções;

QUE entende que estava na esfera de suas atribuições receber documentos ou
informações equivalentes com os fins legais de comunicação ao COAF.
(See attached file: C.htm)

5:27 PM
sonia fernandes disse...
DICÃO DIANTE DE TANTA CORRUPÇÃO NA NAS ESCOLAS DE ARARAQUARA JÁ NÃO ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM A IMPUNIDADE.
AGORA A SANDRA ROSSATO PARA SE LIVRAR DE SEUS CRIMES VAI SE DEFENDER NA 3ª UNIDADE PROCESSANTE NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO RESPONSABILIZANDO TODOS OS SUPERVISORES DE ENSINO E OS DIRETORES DE ESCOLA E ATÉ FUNCIONARIOS DA FINANÇAS DA DIRETORIA DE ENSINO.
VAMOS DICÃO COMO CIDADÃOS E CIDADÃS ARARAQUARENSE TÁ NA HORA DO BASTA FORAM 10 ANOS DE ROUBALHEIRA NA DIRETORIA DE ENSINO, ESPERO QUE VC AJUDE A DESMACARRAR ESSE ESQUEMA E PEDIR EXPLICAÇÕES AO SENHOR GOVERNADOR E SECRETARIA DA EDUCAÇÃO MARIA HELENA GUIMARAES DE CATRO CONTO CONTAMOS COM VC EU E MEU GRUPO.
É NÃO ESTOU SÓ, SE VC QUISER SABER MAIS O SENHOR ANTONIO MONTEIRO ÉO DENUNCIANTE DE SANDRA ROSSATO E VAI TE EXPLICAR COMO O ESQUEMA FUNCIONAVA - CELULAR DELE 16 -97043119 OU REC 92388783

5:34 PM
sonia fernandes disse...
Sra Maria Helena Guimarães de Castro
SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Prezada Senhora,


Sonia Maria da Silva Fernandes, brasileira casada, funcionária pública estadual residente na cidade de Araraquara, afastada junto a diretoria de ensino de Araraquara - telefone 16 - 33222944 vem requerer a V. Exª. a apuração de supostos ilícitos na administração da EE. Victor Lacorte, uma vez que está sendo veiculado nos meios de comunicação escrita e falada, rádio cultura no programa da Baby que a escola Victor Lacorte está abandonada e a diretora Silvana Corbi agi com truculência agredindo verbalmente e professores em represália a esses maus tratos alunos da escola se reuniram contra a diretora Silvana e colocaram fogo em uma sala de aula, cortinas e carteiras foram danificadas totalmente e a parte de fora da escola pegou fogo, ou seja está totalmente danificada pelo fogo. Venho relatando fatos de rejeição altíssima por parte de alunos e comunidade as atitudes grosseiras, toscas, agressivas, essa diretora Silvana grita com as pessoas, coloca as pessoas para fora da escola aos gritos, chutando e empurrando e todas essas atitudes de pessoas altamente desequilibrada e despreparada para star a frente na direção de uma escola importe e publica como a escola Victor Lacorte,.
A Secretaria da Educação precisa pedir cópias das fitas que todos os dias estão noticiando fatos graves das escolas de Araraquara, pois a dirigente e os supervisores tem medo da diretora Silvana que tem eles em suas mãos e nada fazem para não correr riscos de perderem seus cargos.
vou encaminhar esse e-mail para várias pessoas, políticos, autoridades policiais para solucionarem os problemas já que a diretoria de ensino e a secretaria da educação na da fazem para afastar essa diretora da escola Victor Lacorte irei buscar apoio para fazer justiça.Nestes termos,

Por ser verdade, firmo a presente declaração.


Pede deferimento,

Araraquara, 04 de novembro de 2008
Sonia Maria

5:35 PM
sonia fernandes disse...
NOME COMPLETO....: Sonia Maria da Silva Fernandes
E-MAIL...........: soniamariafersilva@gmail.com
DDD..............: 16
TELEFONE CONTATO.: 33368583
ASSUNTO.........: Requer Averiguação - Urgente/urgentissimo
MENSAGEM.........: SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE APURAÇÃO Exma. Senhora Secretaria da Educação; Exma Senhora Procuradora do Estado de São Paulo - Secretaria da educação; Exmo Senhor Diretor da FDE/ Secretaria da Educação Excelentíssima Senhores e Senhoras: Sonia Maria Fernandes da Silva brasileira, casada Diretora de escola, Afastada junto a diretoria de ensino de Araraquara, vem à presença de V.Exa. Para expor e requerer o que segue: Na diretoria de ensino em que a requerente trabalha ocorreu diversos tipos de irregularidades envolvendo a EX DIRIGENTE DE ENSINO SENHORA SANDRA MARIA DE CAMARGO ROSSATO, que orientava, incentivava e obrigava os diretores de escola a utilizaram de notas fiscais frias para amortizar verbas e desviar milhões em dinheiro público, ou seja, verbas destinadas a educação na cidade de Araraquara e região aumentado, agressões verbais e até suspeita morte, dada a insegurança que passou a existir na referida diretoria de ensino, uma vez que se tratava de desvios de milhões de reais nos últimos 10 anos de 1996 a 2005. Já não é possível transitar com o mínimo de tranqüilidade nem mesmo durante o dia. Diante do exposto, a fim de garantir a segurança dos diretores de escolas ameaçados senhora Solange Monteiro e senhora Ana Claudia (CEL 16 - 97161213) residencial (16 33375711), Senhor Hermilo e Senhor Valmir Rodrigues todos esses diretores de escola da rede pública estadual paulista, ainda há professores serem ameaçados por saberem do esquema fraudulento, senhora Ivani de Lucca professora e Senhora Magali funcionária da diretoria de ensino, ex funcionaria do escritório de contabilidade Atlas Aridiane - cel 16 (97235658) requer a V.Exa. Sejam adotadas as providências necessárias para averiguação dos fatos ora denunciados - segue as razões do requerido: Uso abuso de notas fiscais frias - de firmas inexistentes que foram fechadas, E por se tratar de fatos novos comprovando a existência do referido esquema desde 1996 - Será necessário analisar o montante de desvios uma vez que está contaminada todas as prestações de contas de todas as escolas de Araraquara, e de todas as verbas recebidas, APM/FDE, Verba Federal, Despesa miúda e pronto pagamento - firmas e pessoas que tem conhecimento dos fatos uma vez que as notas foram fornecidas pelas pessoas abaixo Luiz Teixeira filho Av. Dr. Amaury Pinto castro Monteiro nº 818 Jardim Iguatemi 16 - 33225892 Rodrigo Fernando Magrini Av R Logatti nº 609 Telefone - 33241540 Rua Gonçalves Dias, nº 1306 16 33357001 Testemunhas das irregularidades: Attilo Zandron Luci Maria Souza Parre ( Clinica de Beleza Luci Parre - Endereço - Av. Barroso, 771. Telefone - 33311821 - 33315583 Maria José Silva Capeli Adilson Tavares da Rocha (Rocha Supermercado) Endereço: Av. A.G. Haddad Telefone: 33322707 Marinalva Maria da Conceição rocha Anselmo Ferreira Cabral BM Comércio Calçados Ltda Me ACS H S Pinheiro 2270 Lj 3-4 Telefone 33353004/33353091 33355673 bem como a abertura do procedimento averiguatório CONTRA A SENHORA SANDRA MARIA DE CAMARGO ROSSATO, BEM COMO TODOS OS DIRETORES DE ESCOLA DESDE 1996, com urgência urgentíssima da FDE UMA VEZ QUE ESTOU APRESENTANDO FATOS NOVOS E A AVERIGUAÇÃO EFETUADA ANTERIORMENTE FORAM DE 2003 A 2005, AGORA APRESENTO NOTAS FICAIS DE 1996 EM DIANTE. Pede Deferimento Araraquara, 20 de Outubro de 2008. Sonia Maria

5:37 PM
sonia fernandes disse...
Exma. Senhora
Secretaria da Educação;
Exma Senhora
Procuradora do Estado de São Paulo – Secretaria da educação;
Exmo Senhor Diretor da FDE/ Secretaria da Educação

Excelentíssima Senhores e Senhoras:

Sonia Maria Fernandes da Silva brasileira, casada Diretora de escola,
Afastada junto a diretoria de ensino de Araraquara, vem à presença de V.Exa.
Para expor e requerer o que segue:



Na diretoria de ensino em que a requerente trabalha ocorreu diversos tipos
de irregularidades envolvendo a EX DIRIGENTE DE ENSINO SENHORA SANDRA MARIA
DE CAMARGO ROSSATO, que orientava, incentivava e obrigava os diretores de
escola a utilizaram de notas fiscais frias para amortizar verbas e desviar
milhões em dinheiro público, ou seja, verbas destinadas a educação na
cidade de Araraquara e região aumentado, agressões verbais e até suspeita
morte, dada a insegurança que passou a existir na referida diretoria de
ensino, uma vez que se tratava de desvios de milhões de reais nos últimos 10
anos de 1996 a 2005. Já não é possível transitar com o mínimo de
tranqüilidade nem mesmo durante o dia.
Diante do exposto, a fim de garantir a segurança dos diretores de escolas
ameaçados senhora Solange Monteiro e senhora Ana Claudia (CEL 16 - 97161213)
residencial (16 33375711), Senhor Hermilo e Senhor Valmir Rodrigues todos
esses diretores de escola da rede pública estadual paulista, ainda há
professores serem ameaçados por saberem do esquema fraudulento, senhora
Ivani de Lucca professora e Senhora Magali funcionária da diretoria de
ensino, ex funcionaria do escritório de contabilidade Atlas Aridiane – cel
16 (97235658) requer a V.Exa. Sejam adotadas as providências necessárias
para averiguação dos fatos ora denunciados – segue as razões do requerido:
Uso abuso de notas fiscais frias – de firmas inexistentes que foram
fechadas,

E por se tratar de fatos novos comprovando a existência do referido esquema
desde 1996 – Será necessário analisar o montante de desvios uma vez que está
contaminada todas as prestações de contas de todas as escolas de Araraquara,
e de todas as verbas recebidas, APM/FDE, Verba Federal, Despesa miúda e
pronto pagamento – firmas e pessoas que tem conhecimento dos fatos uma vez
que as notas foram fornecidas pelas pessoas abaixo

Luiz Teixeira filho

Av. Dr. Amaury Pinto castro Monteiro nº 818

Jardim Iguatemi

16 – 33225892



Rodrigo Fernando Magrini

Av R Logatti nº 609

Telefone – 33241540

Rua Gonçalves Dias, nº 1306

16 33357001



Testemunhas das irregularidades:

Attilo Zandron

Luci Maria Souza Parre ( Clinica de Beleza Luci Parre – Endereço – Av.
Barroso, 771.

Telefone – 33311821 - 33315583

Maria José Silva Capeli

Adilson Tavares da Rocha (Rocha Supermercado) Endereço: Av. A.G. Haddad

Telefone: 33322707

Marinalva Maria da Conceição rocha

Anselmo Ferreira Cabral

BM Comércio Calçados Ltda Me

ACS H S Pinheiro 2270

Lj 3-4

Telefone 33353004/33353091

33355673 bem como a abertura do procedimento averiguatório CONTRA A SENHORA
SANDRA MARIA DE CAMARGO ROSSATO, BEM COMO TODOS OS DIRETORES DE ESCOLA DESDE
1996, com urgência urgentíssima da FDE UMA VEZ QUE ESTOU APRESENTANDO FATOS
NOVOS E A AVERIGUAÇÃO EFETUADA ANTERIORMENTE FORAM DE 2003 A 2005, AGORA
APRESENTO NOTAS FICAIS DE 1996 EM DIANTE.

Pede Deferimento




Araraquara, 20 de Outubro de 2008.



Sonia Maria

5:41 PM
sonia fernandes disse...
Cristiane por favor acredite, estou sofrendo uma enorme pressão na
diretoria de ensino de Araraquara a senhora Nazareth me mantêm aprisionada
em uma sala no setor do patrimônio com uma pessoa incumbida de ser
carcereiro me vigiando, me proibi de falar com quem quer que seja e ainda
me ameaça de me mandar para a diretoria de ensino de São Carlos onde lá
também tem outra diretoria de escola afastada a Solange Monteiro o telefone
dela é 1633227204. O marido dela é o denunciante da ex dirigente de ensino
Sandra Rossato, senhor Antonio Monteiro, agora a Professora Ana Claudia me
deu informações novas e fatos novos e gravíssimos que foram desviados
milhões de reais na diretoria de ensino de Araraquara e muito provavelmente
o esquema continua a funcionar com a Nazareth, pois o marido dela executou
várias obras nas escolas de Matão que é vinculada a diretoria de ensino de
Araraquara, o senhor Anselmo Ferreira Cabral tel. 16 - 33222451 pode de dar
todas as informações sobre este esquema pois desde 1985 foram utilizados
seus talões, falei também com o senhor Antonio Monteiro e ele está disposto
a falar sobre o esquema e a Ana Claudia tel. 16 - 97161213 –
16-33375711 também,
será necessário que você esteja disposta a investigar a verdade pois só com
a impressa divulgando o esquema que a policia, a secretaria da educação e a
FDE vão tomar providencias tem vários processos em Andamento na Delegacia
Federal de crime de peculato sendo quer a ex dirigente também se utilizava
desse expediente e obrigava todos os diretores d escola utilizarem só que
alguns além de repassar muito dinheiro para ela também ficava com uma parte.
Cristiane, por favor, nos ajude a esclarecer todos esses desvios de recursos
públicos. Também faleceu uma pessoa por causa desse esquema seria uma queira
de arquivo faleceu em 2007 a funcionária do escritório de contabilidade
Atlas a Sâmara Santos que foi assassinada por uma pessoa desconhecida
(vitima de atropelamento).

Aguardo retorno como ter falei o senhor Antonio está aguardando o seu
telefonema bem como a sua esposa Solange e o Senhor Anselmo e a Ana Claudia
pode ligar para confirmar.

Agradecida.
Sonia.

Abaixo é uma denuncia feita a secretaria da educação, mas está sendo abafada
por Araraquara com objetivo de evitar escandalos.



Exma. Senhora
Secretaria da Educação;
Exma Senhora
Procuradora do Estado de São Paulo – Secretaria da educação;
Exmo Senhor Diretor da FDE/ Secretaria da Educação

Excelentíssima Senhores e Senhoras:

Sonia Maria Fernandes da Silva brasileira, casada Diretora de escola,
Afastada junto a diretoria de ensino de Araraquara, vem à presença de V.Exa.
Para expor e requerer o que segue:



Na diretoria de ensino em que a requerente trabalha ocorreu diversos tipos
de irregularidades envolvendo a EX DIRIGENTE DE ENSINO SENHORA SANDRA MARIA
DE CAMARGO ROSSATO, que orientava, incentivava e obrigava os diretores de
escola a utilizaram de notas fiscais frias para amortizar verbas e desviar
milhões em dinheiro público, ou seja, verbas destinadas a educação na
cidade de Araraquara e região aumentado, agressões verbais e até suspeita
morte, dada a insegurança que passou a existir na referida diretoria de
ensino, uma vez que se tratava de desvios de milhões de reais nos últimos 10
anos de 1996 a 2005. Já não é possível transitar com o mínimo de
tranqüilidade nem mesmo durante o dia.
Diante do exposto, a fim de garantir a segurança dos diretores de escolas
ameaçados senhora Solange Monteiro e senhora Ana Claudia (CEL 16 - 97161213)
residencial (16 33375711), Senhor Hermilo e Senhor Valmir Rodrigues todos
esses diretores de escola da rede pública estadual paulista, ainda há
professores serem ameaçados por saberem do esquema fraudulento, senhora
Ivani de Lucca professora e Senhora Magali funcionária da diretoria de
ensino, ex funcionaria do escritório de contabilidade Atlas Aridiane – cel
16 (97235658) requer a V.Exa. Sejam adotadas as providências necessárias
para averiguação dos fatos ora denunciados – segue as razões do requerido:
Uso abuso de notas fiscais frias – de firmas inexistentes que foram
fechadas,
E por se tratar de fatos novos comprovando a existência do referido esquema
desde 1996 – Será necessário analisar o montante de desvios uma vez que está
contaminada todas as prestações de contas de todas as escolas de Araraquara,
e de todas as verbas recebidas, APM/FDE, Verba Federal, Despesa miúda e
pronto pagamento – firmas e pessoas que tem conhecimento dos fatos uma vez
que as notas foram fornecidas pelas pessoas abaixo
Luiz Teixeira filho
Av. Dr. Amaury Pinto castro Monteiro nº 818
Jardim Iguatemi
16 – 33225892

Rodrigo Fernando Magrini
Av R Logatti nº 609
Telefone – 33241540
Rua Gonçalves Dias, nº 1306
16 33357001

Testemunhas das irregularidades:
Attilo Zandron
Luci Maria Souza Parre ( Clinica de Beleza Luci Parre – Endereço – Av.
Barroso, 771.
Telefone – 33311821 - 33315583
Maria José Silva Capeli
Adilson Tavares da Rocha (Rocha Supermercado) Endereço: Av. A.G. Haddad
Telefone: 33322707
Marinalva Maria da Conceição rocha
Anselmo Ferreira Cabral ( Já localizado ele tem mais de 109 mil reais de
notas fiscais retiradas em nome da diretoria de ensino Senhor Sigeo e Sandra
Rossato e para as escolas de Araraquara e região);Tive acesso as notas
fiscais fornecidas desde 1998 até dezembro de 2005.
BM Comércio Calçados Ltda Me
ACS H S Pinheiro 2270
Lj 3-4
Telefone 33353004/33353091
33355673 bem como a abertura do procedimento averiguatório CONTRA A SENHORA
SANDRA MARIA DE CAMARGO ROSSATO, BEM COMO TODOS OS DIRETORES DE ESCOLA DESDE
1996, com urgência urgentíssima da FDE UMA VEZ QUE ESTOU APRESENTANDO FATOS
NOVOS E A AVERIGUAÇÃO EFETUADA ANTERIORMENTE FORAM DE 2003 A 2005, AGORA
APRESENTO NOTAS FICAIS DE 1996 EM DIANTE.

Pede Deferimento




Araraquara, 20 de Outubro de 2008.

Sonia Maria

5:45 PM
sonia fernandes disse...
DICAO AINDA TEM DUVIDAS E TENHO MUITO MAIS SERÁ DÁ PARA CRER DA SITUAÇÃO DAS NOSSAS ESCOLAS E DA NOSSA DIRETORIA DE ENSINO DE ARARAQUARA ESTÁ UM CAOS NAS MÃOS DE QUEM ESTÁ, PRECISAMOS FAZER ALGUMA COISA.NINGUÉM FAZ NADA NEM OS DEPUTADOS QUE JÁ PROCUREI.ESPERO QUE VC SE SENSIBILIZE PELA CAUSA QUE É A BASE DA ESTRUTURA DE QUALQUER CIDADÃO.
AGUARDO RESPOSTA
SONIA MARIA
CONTATOS JÁ TE PASSEI

5:48 PM
Postar um comentário
cremilda disse…
Giulia
A gente conta com sua presença na quarta feira
Ainda gostariamos que você estivesse a tempo de participar do programa Assembleia Popular a gravaçao e do meio dia a uma
mas para se inscrever tem que chegar até a 11,30 em ponto, passando 30 segundos não pode mais.
Você tem o telefone da Renata e da Sueli ?
Podemos convida-las também...
mare disse…
Giulia que bomba essa como podemos ajudar a colocar essa dirigente de ensino "ladra" atrás das grades e banida do ensino público para sempre.
Tem como falarmos com a comissão processante onde está o processo dela?
Responda, sou da norte 1
Mare
Miguel disse…
Giulia essa é frequinha acabou de chegar...,a Ana Claudia recebeu uma mensagem de apoio e oferecendo ajuda em todos os sentidos, olhe a resposta:
Prezado deputado muito obrigado pelo retorno,
Estamos sofrendo uma pressão enorme da diretoria de ensino de Araraquara, estou apavorada, na minha casa mora só eu minha filha e minha mãe doente é professora aposentada.
O Senhor Antonio vai encaminhar tudo o que temos de documentos, mas o melhor é que nossa conversa seja pessoalmente porque estão comentando de grampos em nossos telefones, ameaça de morte uma moça de 24 anos morreu é um caso suspeito e a Sandra Rossato tem muitos aliados que estão querendo acobertar tudo.
O processo dela está em fase final, agora ela quer que eu perca meu único emprego ela está tentando já estou sabendo.
Por isso precisamos saber da possibilidade do senhor saber da fase em que está o processo dela lá eles informam nº 95/2006.
E antes do encerramento vamos até SP, porque eu fui exonerada em 2003 e assim que decidir o processo da Sandra Rossato ela sendo exonerada, o que será merecidissimo e justo diante de tantos desfalques, desvios, falcatruas, não podemos esperar outra decisão da secretaria da educação.
Eu posso retornar até SP, vou mandar junto todos os documentos, mas na policia federal tem o IPL que corre por aqui no ministério da policia federal, não tem como ter acesso a não ser com advogados já tirei algumas e já repassei ao senhor Antonio
Estamos gastando muito para provar a nossa inocência, aliás, todos nós lutamos todos os dias por isso, essa Sandra destruiu nossas vidas.
Agradeço a sua atenção.
Aguardo retorno.
Vamos mandar em sedex 10, vou falar com o Senhor Antonio.
Ana.
Anônimo disse…
Segura essa, assinar cheque em banco é menos ainda do que difunto assinando cheque, estão pegando o nome de quem já morreu e colocando na ata da APM diretor assina , e tudo bem , a atendente deum cartorio descobriu, e teve que enfiar a no estomago.Foi na Diretoria de Ensino Sul 3 .Ficou por isso mesmo . Vc acha que o dirigente e as supervisoras não sabem disso? AH!
Eleni - Capital disse…
Giulia há muito tempo acompanho seu blog, mas pela primeira vez me sinto tentada a participar para me solidarizar com essas pessoas batalhadoras que acreditam na educação e querem vê-la diferente mais justa, esse pessoal de Araraquara é corajoso, merecem nosso respeito.
E você superou,está muito bom, acredito que tem muita gente envergonhada de ver pessoas sofrendo injustamente.
Como a secretaria da educação está reagindo? Ninguém consegue ficar como expectador de um crime desses, depois de Araraquara corrupção nas escolas acredito que nunca mais.
A noite o pessoal vai comentar você vai ver, o quanto de apoio e a repercussão dessa arbitrariedade do poder de uma dirigente incompetente e péssima administradora nunca poderia ser dirigente.
Na escola que trabalho todos estão torcendo para vocês conseguirem que essa dirigente tenha a punição justa.
E os supervisores que tem o seu papel na escola eles sempre lavam as mãos, os daqui pelo menos depois disso vão ser mais cobrados.
Continue apoiando essa causa ainda vamos ver muita coisa acontecendo.
Todo mundo está comentando sobre Araraquara.
força pessoal nos da Capital estamos com vocês.
Marcia Pontes disse…
Sou diretora da diretoria de ensino de Araraquara trabalho em Matão nos somos proibidos lá de pronunciar o nome da Solange Monteiro porque lá eles dizem que ela prejudicou a diretoria e os supervisores na escola em que eu estou encontrei um oficio que a Sandra tirou cópias para todas as escolas para incitar os diretores contra essa diretora que nem conheci, mas depois que soube de todas as notas falsas, os conchavos, dou razão a luta incessante dessa diretora, da índole da Sandra Rossato posso até afirmar que é duvidosa esse diretor que foi exonerado o Hermilo uma pessoa muito competente mas que se negou a ter alguma coisa com ela. Isso é o que dizem que ela se apaixonava pelos diretores e depois e a ignorasse ela armava uma exoneração.
A Sonia Fernandes está lá na diretoria de ensino, totalmente amordaçada e também é proibido falar com ela. Agora a Sandra Rossato não está mais lá na diretoria porque ainda continua a opressão, não seria o envolvimento dos supervisores com medo do que vai acontecer com eles?
Márcia Pontes
Regina Maria disse…
Giulia, mais uma de Araraquara trabalhei lá como diretora de escola, foram os piores anos da minha vida quase enlouqueci com aquela dirigente louca, se considera intelectualizada, mas é muito burrinha haja vista como ela fazia para manter os esquema maltratando e exonerando as pessoas.
Veja essa só com a Coperteg ela fez um acordo milionário, depois descobrimos fomos lá conhecer a cooperativa, tudo mentira, falsidade as pessoas eram compradas pela diretora da escola e assinavam um papel (recibo) falsificado nesse acordo a dirigente e bem provavelmente a diretora recebiam um mensalão – Copeterg – cooperativa de Trabalho dos profissionais das escolas em geral – Município Santana do Parnaíba –SP – CNPJ –N° 03277190/0001-87 nº da NF – 067526 – valor R$ 695.65 ( 02 associados) EE. Antonia eugenia Martins – detalhe a escola não tinha nenhum contrato com essa empresa e nenhum associado. Para quem ficava o dinheiro que a APM repassava para essa escola?
Tire as suas conclusões e tem muito mais.
Regina
batalhador disse…
Estou indignado com os fatos de Araraquara.Muito me admira a SEE saber de todas ocorrencias e punir apenas os pequenos , deixando de lado o chefe da quadrilha.

Quadrilha mesmo . Sinto por essa diretora que está sendo punida com o afastamento e ainda sofrendo assédio moral e tortura psicológica .

Ameaças de morte e queima de arquivo e coisa corriqueira para essa quadrilha que já deveria estar atras das grades.

O que mais me intriga é que esses processos estão todos correndo na 2a processante , a mesma unidade onde está o processo que responde a diretora denunciada da EE David Eugenio dos Santos , DE NORTE 2 de SP.

Ameaças de morte , carcere privado , assédio moral , tortura , terrorismo é o que essas diretoras , supervisoras e dirigentes gostam de fazer, denegrir a imagem de quem não se alia a eles e intimida-los até que sumam do mapa e deixem o caminho livre para que possam atuar com liberdade.
ISSO TUDO EU SOFRI NA PELE.
AINDA AGUARDO JUSTIÇA.

'A QUE PONTO CHEGAMOS ".
ISTO É O BRASIL DAS INJUSTIÇAS."
SUELY disse…
GIULIA...estive fora de SP e só hoje fiquei a par dessa armaçao.
Estarei entrando em contato com a Renata e o Percival.
Gostaria de estar colaborando com voces.

ISSO É UM HORRORRR.
Maria Cristina disse…
Giulia o que a Solange a Sonia estão passsando é um crime uma na DE de Araraquara outra na DE de São Carlos, está lá afastadas, segregadas, ninguém fala com elas, tudo o que acontece nas duas dEs é culpa delas é uma tortura emocional as duas estão sofrendo horrores e estão pagando por crime que não comteram.
a Solange tem um filhinho de 09 anos que já ouviu chingarem a mãe de ladra, a dirigente mandou fazer manifestação na porta dela.
Mas o pior é a condenção antecipada que as duas estão sofrendo, ficam falando baixinho, quando elas chegam saem de perto, elas não participam de nada do que acontece na diretoria de ensino e os diretores e os supervisores dizem que as duas vão ser exoneradas, e aind aque separaram as duas para evitar mais denuncias.
Pra vc vê denuncia tem todo dia, mas elas são os bodes expiatorios para justificar a CEI, isso é uma safadeza.
A Solange Monteiro é a melhor diretora que já conheci, trabalhei com ela muito tempo e sei de sua competencia sempre pensou nos alunos.
Tenho certeza que a solange vai sair-se bem do processo porque a dirigente armou pra ela. Ela nunca aceitou transferencia de aluno de outra escola que fosse compulsoria a diirgente ficava um fera, ela sempre dizia que cada escola tem que resolver os seus problemas com seus alunos.
e uma frase inesquecivel dela: Professores os alunos são a razão de ser da escola. Nossos alunos a razão de ser do nosso trabalho.
Agora Giulia porque tirar uma diretora desta da escola?
Inveja dessa aloprada da Rossato porque a Solange sempre defendia seus alunos e a Rossato dizia que a solange arrumava muita confusão com professor.Claro que arrumava com quem não dava aulas, com quem dormia em HTPC, com quem não preeenchia diario, com quem não preparava aulas, com quem chingava aluno, com quem gritava para dar aulas, com quem humilhava. Então isso é arrumar confusão com professor, cobrar trabalho do professor, eficiencia, frequencia. Porque ela controlava as faltas dos professores e Sandr arossato quis se livrar dela, foi isso e justificou com prestações de contas, mentirosas.
Vamos juntos contra essa mulher giulia só nossa força vai fazer a secretaria ver quem é essa mulher.
Depois eu te conto o que ela fez com o direor Hermilo coisa de louco.
Cristina professora de História da escola onde a diretora Solange trabalhou 07 anos e estive com ela.
A Gizelda Marani de português tbém vai falar, tem um monte de gente querendo falar da Sandra Rossato, professores, alunos e pais.
NÃO TEMOS MEDO DE CARA FEIA.
HOJE A ESCOLA AUGUSTO ESTÁ ACABADA ELA ERA LINDA.
TEMOS FOTOS.
Luz da Justiça disse…
Gilulia boa noite, o professor Fernando Oliveira Mendes , o Pedofilo protegido da Sandra e dos supervisores.
Se exonerou em 30 de setembro de2008 de medo porque ela está foi investigado pela dIG de Araraquara e foi denunciado pelo minist´rio publico, ele está respondendo processo noministério da infancia e juventude e está completamente acabado. Ele é gay então gostava de judiar das meninas apertando seios, a bunda e dos meninos ele fazia sexo oral.
Na biblioteca e sala de informatica ele pegou 05 alunos dessa escola e as mães tranferiram de vergonha para aescola victor Lacorte, todos desconfiavam de sua conduta, abraçava todo mundo, só queroa 5ª série, e hostilizava quem nãoa ceitava seus carinhos.
Tem uma menina a Carol de 11 anos não tem pai nem mãe essa ele pedia para chupar suas partes intimas.
A menina está traumatizada.
E depois foi descoberto que ele fez o mesmo na escola João manoel do Amaral mas as mães ameaçaram denuncia-lo e ele foi para a escola augusto, todo mundo sabia a dirigente os supervisores, o diretor da outra escola, mas ninguém falou nad para a Solange deixaram ele aprontar lá tbém não deu outra na primeira advertencia oral da diretora ele começou a fazer conhavos e a armar situações, quando ela fez por escrito, e chamou o supervisor de ensino, veio a primeira denuncia contra ela já unidos com mais 05 professores vagabundos e vagabundas e quando fez oficio a dirigente de ensino ele armou a manifestação tudo apra desviar o foco.
Passado quase dois anos de reinado na escola sem ninguém fazer nada ele era quase um diretor da escola e a Solange já afastada em São Carlos a aluna Carol apareceu com 20 reais em casa e o tio apertou descobriu edenunciou o professor e Fernando foi orientado a se exonerar para depois voltar,a ssim não responderia e fugiria do processo administrativo.A Solange Monteiro foi chamada a depor e falou toda a verdade que nunca havia surpreendido o professor fazendo sexo, mas a sua conduta era suspeita gostava de se isolar com alunos em salas distantes do corpo da escola, vivia beijando alunos e alunas, andava sempre com a camisa aberta e outras e perseguia alguns alunos querendo a té a transferencia sem explicações, sempre era porque o aluno não queria fazer nada.
E costuma dar aulas se utilizando de palavras obcenas dizia que era o jargão dos alunos que tinha que ser respeitado.Adorava abordar temas sobre sexualidade e ai ele conduzia do jeito que queria.
Fui coordenadora nesta escolae ele também não me quis porque eu sabia demais e influenciou os demais professores.
JOSÉ CARLOS disse…
SUPERVISORES DE ENSINO DE ARARAQUARA DURANTE 10 ANOS RECEBERAM PROPINA DOS DIRETORES E DA DIRIGENTE PARA FICAREM DE BICO CALADO.
GRAVISSIMO, NOSSA ESSA VAI DAR CADEIA SÃO QUANTOS SUPERVISORES DE
ENSINO NA DIRETORIA ARARAQUARA?
QUE PESSOAL MALANDRO POR ISSO ANDAM TUDO DE CARRO ZERO, TEM SITIO, COMPRAM JÓIAS.
O JOSÉ SERRA QUE VOCÊ TÁ FAZENDO QUE NÃO MANDA ESSE POVO LADRÃO EMBORA DA EDUCAÇÃO DE ARARAQUARA PELO AMOR DE DEUS?
Ana Clara disse…
Giulia esse professor Pedofilo de Araraquara dá aulas de Português e agora está em uma faculdade particular dando aulas - Claretianas de Rio claro quem sabe agora ele vira mulherzinha dos padres.
Vai bem merecido, que deixe nossas crianças em paz.
Nara - Sul 2 disse…
Giulia estou indignada com que esses supervisores fizeram com a educação de Araraquara, o que me surpreende é que deixaram tudo isso acontecer por 10 apenas por medo de uma dirigente de ensino sem vergonha, desatinada. Para mim esses supervisores de ensino forma os que mais lucraram com o esquema isto é depois da dirigente né.
Sou da sul 2 não conheço esse Valmir Rodrigues mas falei com uns professores e vamos ajudar vocês a localizá-lo em breve retorno.
giulia não desista vamos pegar esses malandros.Por enquanto não mude o tema ele vai ferver.
Pessoal da capital abram a boca gente tem muita gente roubando nossas escolas aqui em São Paulo também.
Estão chocados ainda com a bomba naõ é pra menos, vamos aguardar.Os diretores é que fiquem espertos vemsujeira grossa por ai da Sul 3, norte 1, e 2 estamos de olho!!
Nara - professora Sul 2
Ana Claudia disse…
Pedofilia na escola sem punição
Professor acusado de pedofilia não está sob vigilância e continua na escola se relacionando com os mesmo alunos e alunas
A Diretora da escola Estadual Prof. Augusto da Silva César, está se omitindo e acobertando um caso grave de pedofilia que já perdura por 06 anos trata-se do professor de Português senhor Fernando Oliveira Mendes homossexual que gosta de ar aulas apenas para crianças de 5ª série costuma se relacionar com meninas e meninos na faixa etária de 11 a 14 anos, sua pratica é de molestar as crianças beijar, acariciar e se masturbar junto com as crianças pede também que as crianças chupem seu pênis e também chupa os seis das alunas e o pênis dos alunos.
Faz caricias constantes nas adolescentes e em sala de aula, pratica sexo oral dentro da biblioteca e sala de informática, muitos professores já presenciaram e alunos e alunas também, diretores de escola que ousassem questioná-los ele conseguia expulsar esses diretores da escola, é um a pessoa amável, dócil, de fácil relacionamento, baixa estima e muito agradável é tido por todos como muito bonzinho. É casado, mas diz que foi obrigado a se casar pois o pai é fazendeiro e não aceita sua homossexualidade, tem obsessão por Clarice Lispector e na classe costuma se apresentar como ela.tem sob vigilância apertada o
Já cometeu por volta de vinte crimes já denunciados na dig, mas os próprios alunos acabam negando por medo e os pais são comprados a ultima que ele molestou o tio foi até a escola reclamar e ele saiu de lá com um carro Brasília – o tio chama-se Vanderlei e o a aluna Carol , o carro é uma Brasília chapa – dkj 8184, a dirigente ensino senhora Nazareth Cusinato abafa os casos por medo de perder o cargo e os supervisores da mesma forma validam a conduta dos professores chamando-as de condutas carinhosas, todos os casos desse professor relacionados com pedofilia (abuso sexual de criança, atos sexuais com
adolescente, exibicionismo e crimes com fotografias ilícitas, entre 2003 e 2008) foram incinerados pela dirigente Nazaré e pelos supervisores de ensino pois o mesmo costuma se relacionar com seus alunos e alunas por orkut e msn ele continua a ensinar na escola Augusto da Silva César.
Todo sinal e tentativas de assédios são ignorados por todos na escola e é proibido accionar medidas disciplinares. “Esse professor sabe que está errado e que deveria ser afastado das salas de aula e terum acompanhamento muito apertado e, ao primeiro indício,mesmo que ténue, de reincidências, deveria ser aplicada a pena demissão.
Foram encontradas também fotos de alunas, entre os 13 e 16 anos, que focavam as zonas das coxas e dos seios. Em troca de ajuda nos testes o
docente pedia favores sexuais,o alegado pedófilo chegou a ter relações sexuais completas com uma aluna de 15 anos, tentou consumar o ato sexual com 08 alunos de 11 de quinta serie em 2005 que foram todos transferidos para a escola Victor Lacorte com o objetivo de abafar escândalo a dirigente era senhora Sandra Rossato.
Segunda mostrou intenções de ter sexo oral com uma terceira aluna ainda este ao ano 2008.
Sem mais Eliane Mendes
Aguardo retorno urgente
Segundo a dirigente regional de ensino , “até o tribunal tomar uma decisão a DREN não tem qualquer poder”. Sobre o fato de lhe ter sido permitido permanência na escola,
Os pais das alegadas vítimas dizem-se “tranquilos” com o fato de o suspeito dar aulas.
João Pereira, pai de uma adolescente aliciada a trocar um striptease por boas notas, relativiza a situação: “O que interessa é que esteja controlado”, disse aos demais pais.
Portanto como é um caso muito grave e continuo e sem intervenção da secretaria da educação pedimos urgência no afastamento desse professor da sala de aula e apuração imediata, entendemos que a supervisora desta escola deve ser afastada como também a diretora da escola Ana Ruth Freitas de Oliveira.
Depois de um processo em Andamento e o professor pode ser preso a qualquer momento ele pediu exoneração no dia 30 de Setembro de 2008, para evitar um processo administrativo da Secretaria da Educação e Pasmem a ex dirigente de ensino Sandra Maria de Camargo Rossato e os supervisores de ensino sabiam de tudo e apoiavam o professor pelo menos nunca o repreendeu de tais atos, que foram denunciados. A ex dirigente queimou tudo notas fiscais frias, prestações de contas qualquer coisa que a incriminasse de seus delitos ou que inocentassem alguém e até oficio da diretora da escola denunciando o fato.
Esses dias estive lá na diretoria de ensino para pegar copia do meu processo e o chefe da finanças o Sigeo Kitatani disse assim mas isso ainda? a Sandra queimou tudo por aqui não sobrou nada.
Isso que é queima de arquivo.
Fátima disse…
Prezada Giulia
Conhecendo o seu trabalho como uma mulher séria e defensora da moralidade na política estadual de Educação, não desprezando os nossos companheiros que lutam pela mesma causa, mas como conhecedora dos casos ocorridos no ensino publico estadual de Araraquara resolvi levar ao seu conhecimento atos absurdos que vem ocorrendo nas escolas publicas do município de Araraquara.
Cara Giulia certa de que é uma pessoa publica defensora da moralidade da honestidade e da justiça, que tome conhecimento de irregularidades que vem ocorrendo em relação quanto ao desvio de verbas, o uso indevido de bens público, má administração e desrespeito principalmente com o povo que é o bancador de todos os recursos que são enviados a diretoria de ensino de Araraquara.
Trata-se de prestações de contas usando empresas fantasmas notas frias para as prestações de contas com as verbas repassadas as escolas, Caro Giulia todo departamento da justiça já receberam denuncias a secretaria F.D.E e ministério publico para que seja tomado as devidas providencias.
Senhora Giulia hoje correm rumores de que a deputados se envolvendo em defesa dos praticantes desses delitos sendo até os próprios responsáveis por aquela casa de lei em rogo a senhora em nome da moralidade que tome conhecimento desses nobres deputados que um escândalo maior pode vir a acontecer se pessoas envolvidas nesse escândalo estiver sendo acobertado por esses representantes da moralidade e do povo em geral.
Esses deputados estaduais supostamente estariam usando de suas influências para absolvição do processo pessoas envolvidas diretamente no esquema de atos ilícitos na corrupção de esquemas de notas frias para amortização de verbas repassadas pelos órgãos público estadual e federal, sem mais nada certo de poder contar com um pessoa publica e honesta que é agradeço pela sua atenção.
Espero respostas.

Fátima
Sol da Educação disse…
Sol da Educação: Giulia por sinal esse iceberg representando a sujeira que ainda não veio atona da diretoria de ensino de Araraquara e do Estado de São Paulo é lindo e deveria veriar um simbolo da nossa luta:
Que tal propormos isso, com quem conversei todos gostaram acharam apropriado e bem sugestivo.
Veja só noticias de hoje do jornal tribuna impressa de Araraquara:
Se puder leia na integra acessando o jornal, abraços Sol.
Araraquara, 28 de novembro de 2008 Definir como página principal José Wellington Pinto sexta-feira, 28 de novembro de 2008 ‘Eu se arrependo’ O lamentável episódio ocorrido há dez dias, na Escola Estadual Amadeu Amaral, zona leste de São Paulo, mostrou a nu a triste situação a que chegou a escola pública em nosso Estado. Após briga entre alunos e enfrentamento com os professores, foi preciso que a Polícia Militar pusesse fim à balbúrdia “no berro”. Todo depredado, o prédio da escola (tombado) ficou em estado lastimável e os professores se esconderam em uma pequena sala, fugindo de seus próprios alunos.

A adolescente que foi o pivô do conflito, entrevistada em canal de tevê, assumiu o erro, fez a sua mea culpa e a repórter lhe perguntou: “Você se arrepende?” A resposta veio pronta: “Eu se arrependo”.

Em nossa cidade tenho notícia de alguns marmanjões que, nos cursos noturnos das escolas públicas dos bairros, não só desrespeitam, como ameaçam agredir indefesas professoras.

A USP de Ribeirão Preto pleiteia uma verba de R$ 100 mil do MEC “para treinar 500 professores e profissionais da educação contra a violência dentro das escolas”.
Eu fico a imaginar o que pode levar essa juventude a agir dessa maneira. É sabido que em conflito coletivo a ação violenta de um estimula os demais e os menos ousados também acabam participando para não ficarem marcados como covardes.

Conversei com um psicólogo, que me apontou alguns fatores determinantes, como a pobreza, a miséria, a desestruturação da instituição família. Ressaltou a falta de perspectiva dos jovens em futuro promissor, em um país em que impera a impunidade, a obtenção do primeiro emprego é incerta e nossos políticos são corruptos. Seria, assim, uma forma de protesto.

Ouvi atentamente um amigo psiquiatra que analisou, com muita propriedade, a difícil transição entre o poder dos pais policiando os filhos no passado, e a licenciosidade que hoje impera na maioria das famílias.

Quanto ao ensino em si, segundo o Instituto de pesquisa ligado ao MEC, no recente Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, os alunos da escola pública tiveram desempenho 34% pior que os alunos da rede privada.

No item redação, dos 2,9 milhões de alunos do ensino médio, 54% demonstraram não saber desenvolver um texto. E essa deficiência vai se refletir no vestibular para a faculdade, quando terão muita dificuldade não só em redigir, como em interpretar um texto. Alguns se destacam, mas grande parte pertence à turma do “eu se arrependo”.
Não sendo saudosista, a minha turma que se formou no Curso Normal do então IEBA (hoje Professorado) completa neste 14 de dezembro 55 anos de formatura. Havia respeito para com os professores e bom relacionamento entre os alunos. E era escola pública, eficiente e que também educava. Quem não conseguia passar no IEBA é que ia para a escola particular. Parece que as coisas se inverteram.

Hoje o que vemos são professores desmotivados e mal remunerados, alunos desinteressados, falta de estrutura e o império da violência. Esse é o triste retrato da escola pública no Estado. Os pais, mesmo com dificuldades financeiras, levam seus filhos para a escola particular, que também não vai muito bem das pernas, pois está nas mãos de empresários e não de educadores. Na recente prova do Enem, a rede particular de São Paulo, na parte de redação, ficou em 17o lugar, entre todos os Estados brasileiros.

O Rio Grande do Sul é detentor da melhor rede pública de ensino médio do País. “Ainda assim, em média, os alunos do Estado não conseguiram acertar metade da prova” (FSP/C6, 21/11).

Segundo a notícia, “o Enem deste ano avaliou 2,9 milhões de alunos, entre treineiros, alunos do último ano do ensino médio e estudantes já formados”, de todo o País.
Na parte da redação, ficou para a Bahia o primeiro lugar.
Afinal, o que é que o baiano tem?

O autor é advogado e
professor da Uniara.
e-mail: jwpinto@pss.adv.br
José Welington Pinto*
Antonio Monteiro - Denunciante do Esquema de Desvio de verbas publicas nas escolas de Araraquara desde 2005, estou lutando, agora espero que vocês se juntem a essa causa tão nobre disse…
Giulua por favor fique firme com a gente precisamos provar que é possivel fazer justiça nesse pais. E acabar com esses esquemas de corrupção nas escolas, ele está muito vivo ainda e estão migrando para outras praticas em desviar recursos das escolas empobrecendo a educação paulista e depois culpam nossos alunos de desinteressados, e os pais de desligados, que delegam tudo a escola, mas e averba para investir na educação que está ficando no bolso de dirigentes de ensino, diretores de escola, como o aluno aprende nessa escola. Se o que ela tem para ensinar é o crime, é a lei do mais forte, o empoderamento, que aluno de escola publica merece escola pobre e falida.
Continuando o jornal relata Ainda como funcionou o esquema de corrupção na diretoria de ensino de Araraquara por ser longo tem muita sujeira das grossas envolvidas e encobertas mas documentos impressos de jornais que circularam na cidade e compramos aos montes para guardá-los até hoje como prova e para a posteridade e ainda tem os que foram enviados ou foram retirados da internet e tbém por pessoas do grupo, então estamos procurando e exige um tempo danado além do jornal não responder sobre a noticia veiculada.
Tenho uma em mãos muito boa que se vc conseguir adiantar alguma coisa saiu no dia 08 de dezembro de 2005 -wwww.tribunaimpressa.com.br - ano 9 nº 2.744 - Araraquara, quinta feira, 08 de dezembro de 2005 - Estado envia auditores para apurar denuncias em escolas.
Prestação de contas tem valores diferentes para uma mesma notal fiscal; há casos de superfaturamentos de 3.500%
Karen rodrigues - reporter da Tribuna - Carlos Correa - editor de cidade.
Relatório da APM da escola Angelina Lia Rolsen mostra valor diferente para nota fiscal supostamente emitida pela empresa Rodrigo Fernado Magrini - o valor subiu de R$ 75 para 3.386,99.
No mesmo dia, a empresa teria emitido notas sequenciais a 12 escolas da cidade.
O empresário Rodrigo Fernando Magrini negou ter fornecido notas fiscais as escolas.
Sandra Rossato foi procurada mas não atendeu a ligação.
e tem outras reportagens sobre o assunto.Mas vou lhe encaminhar pelo correio.
até mais

Antonio pela moralização da educação.
Patricia - Centro sul disse…
Será que nninguém vai fazer nada com essa noticia que deve gerar a discussão, que mostra a decadencia das pessoas que trabalham no ensino publico.
como ficamos educadores. O que vamos fazer para que essa postagem não passe de mera ilustração e amanhã ninguém amis lembra.
Educadores de São Paulo reajam não acredito que vocês estão tão desacreditados, que vão deixar essas pessoas sofrendo sozinhas?
Patricia - Centro Sul
Anônimo disse…
ESTE BLOG FALA TANTO DE EDUCAÇAO PUBLICA RUIM. PERGUNTO:

O EXERCITO ADMINISTRA COLEGIOS MILITARES QUASE EM TODOS OS ESTADOS.
TODOS SAO EXCELENTES E PUBLICOS.

PORQUE A DIFERENÇA?
Sheila Mantovani disse…
A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PRETENDE AMORDAÇAR OS DENUNCIANTES DA DIRETORIA DE ENSINO DE ARARAQUARA
PORQUE?
DENUNCIANTES ESTÃO SENDO CONVOCADOS A SP- SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PARA PRESTAR ESCLARECIMENTOS DIA 04/12.
DENUNCIAS COM NOME E ENDEREÇO PRECISAM SER INCENTIVADAS AJUDA A ESCLARECER O CRIME COM MAIS EFICIENCIA PORQUE CRUCIFICÁ-LOS?
Luiz disse…
Luiz

Não foi precipitação, eu conhecia este fato mas já havia esquecido. Seria preciptação se fosse inverídico.
Lendo Ana Caudia Camargo não posso deixar de comentar, fui Professor, Diretor e Supervisor, conheçi muitos procedimentos incompatíveis numa Sec de Educação mas nada comparado a isto.
Depois de tantas administraçoes tucanas (nos quais votei várias X), temos estes descalabros. Procedimentos mafiosos para encobrir falcatruas com verbas destinadas ao Ensino. Triste, muito triste.
Mauro A. Silva disse…
Auditores recolhem documentos em escolas da rede e
sexta-feira, 23 de dezembro de 2005 Auditores recolhem documentos em escolas da rede estadual


Tatiana Andrade - repórter da Tribuna

Auditores da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) estiveram ontem nas escolas estaduais de Araraquara a fim de recolher documentos que podem comprovar suposto desvio de verbas por meio da Associação de Pais e Mestres (APM). A Secretaria de Estado da Educação deve ter uma posição sobre o assunto na terça-feira.
Ainda ontem, paralelamente à visita dos auditores da FDE, um grupo de diretores de escolas estaduais se reuniu, na Bento de Abreu (EEBA), para discutir medidas que serão tomadas após a conclusão da investigação na Diretoria Regional de Ensino (DIR).
Segundo o supervisor de ensino Newton Santos, convidado para participar da reunião, uma das medidas será acionar judicialmente as pessoas que “plantaram as denúncias” por calúnia e difamação. Santos afirmou que as denúncias são infundadas e inverídicas.
“Assim que os órgãos competentes terminarem as investigações e constatarem a inverdade das denúncias e confirmarem que pode ter havido falsificação de notas fiscais, os diretores irão processar os responsáveis”, esclareceu.
Santos afirmou que a expectativa é que a investigação termine o mais rápido possível. Segundo ele, cerca de 20 diretores acusados de participar do suposto esquema de desvio de verbas compareceram na reunião.


Para entender o caso

A auditoria nas escolas estaduais de Araraquara começou depois que a FDE recebeu documento apontando uma série de irregularidades, incluindo cópias de balancetes de prestação de contas das escolas e de notas fiscais, supostamente frias, usadas para comprovar gastos das APMs.
O suposto esquema de desvio de verbas estaria funcionando há alguns anos em várias escolas estaduais da cidade. Os beneficiários seriam desde funcionários das secretarias escolares até diretores e supervisores de ensino.
Em um dos casos denunciados, uma nota fiscal de prestação de serviços de limpeza à escola estadual Angelina Lia Rolfsen, do Cecap 2, teve o valor superfaturado em mais de 3.500%.
Giulia disse…
Mauro, saiu mais alguma coisa na mídia sobre esse caso?