Depoimento de uma professora


Sou professora e acredito que a responsabilidade pelo fracasso escolar de um aluno seja um problema MEU!!! Afinal, eu escolhi ser professora, eu sabia qual era o salário da categoria, eu sabia que não poderia parar de estudar nunca, eu tinha consciência de que a luta por melhores condições de trabalho deveria ser contra quem me paga, eu sei que preciso ser a pessoa mais habilitada para ensinar aos meus alunos, eu sei que toda a criança tem direito a um ensino de qualidade, eu sei que se peço um trabalho devo oferecer condições para que todos possam fazê-lo, eu sei também que devo ler atentamente cada trabalho solicitado e apresentar uma devolutiva que amplie os conhecimentos de cada aluno, eu sei que crianças e jovens não podem se tornar reféns de um sistema falido, hipócrita e corrupto... Por saber apenas estas coisas, escolhi ser professora!

A situação dos professores neste Brasil continental realmente não é fácil... Mas acho que não estamos cumprindo mesmo nosso papel... Meus colegas de profissão que me desculpem, mas a seriedade pela Educação deve começar por quem escolheu ser professor! O acompanhamento deve ser nosso, afinal se nós que estudamos para isto não conseguirmos... quem conseguirá? Reivindicar melhores condições é legítimo, desde que a nossa arma não seja o aluno... Por que será que na escola há a figura do "amigo da escola"? Nós não vemos os amigos dos banqueiros, dos médicos, do farmacêutico, do judiciário... Acho que por não cumprirmos o que prometemos abrimos o espaço para que outros ocupassem nosso lugar... e gostamos disso... pois estamos chamando cada vez mais as famílias...

Na faculdade de pedagogia (há muitos anos) li um texto que não tenho certeza da autoria (Terezinha Rios, Isabel Alarcão ou Vera Candau...) cujo título é "O professor é um semi-profissional" e traz a questão da falta de preparo do professor aliada a uma postura de vítima de um sistema falido que culmina com a falta de excelência na educação pública.
É triste ver colegas fazendo pedagogia pela internet, ou em cursos à distancia (1 vez por mês) para conseguirem habilitação para serem professores...quanta falta de responsabilidade e seriedade!!!!
É triste ver colegas lamentando o fato de terem deixado a escola pública e agora arrependidas por terem perdido as facilidades das licenças médicas, das faltas abonadas...
Infelizmente, no nosso país, todo serviço público está diretamente ligado a cabide de empregos e baixa qualidade... e com a escola não é diferente!

Karina Biasoli

Resposta do EducaFórum: Muito obrigado, professora Karina! São profissionais como você que nos animam a ir em frente.

Comentários

Fabiana disse…
Professora Karina.
E como a Giulia disse, são profissionais como você que nos animam a ir em frente, e que fazem total diferença.
Giulia disse…
Devido à infestação de "professores" sindicalistas, todos os comentários suspeitos foram e continuarão a ser sumariamente deletados.
karina disse…
Gostaria de esclarecer algumas coisas a respeito do texto!
Acho que os pais devem organizar a vida da criança em casa. Não na escola... isso porque o respeito, a honestidade, caráter, etc são requisitos essenciais para a vida em sociedade e depende de todos os envolvidos.
Como digo, a situação dos professores não é fácil...muitos fazem o melhor que podem, lutam por uma sociedade mais digna, mais justa, mais humana! São verdadeiros guerreiros, que se preocupam com seus alunos, buscam soluções para os problemas do dia a dia...
Mas alguns adultos andam muito em falta com suas responsabilidades...
é contra isso que devemos lutar, se cada um fizer muito bem a sua parte, as famílias não reclamarão da escola e a escola não reclamará dos pais...
Karina Cardoso disse…
Olá Karina! Realmente, quem escolhe pela educação deveria ter por detrás de tudo, ideais! Infelizmente não é assim, mas fiquei muito feliz ao ler seu depoimento! E não se culpe tanto, sabemos que por de trás disso existe um sistema que nos impõe certas condutas. O que temos que fazer é nos unirmos, pois isoladamente não nos ouvirão!
Parabéns e deixo meu blog para que possam visitar e comentar!

http://karinacardoso.zip.net/
Anônimo disse…
Engraçado, não foi isso que a Karina disse.
Como aqui tudo se deturpa, meu Deus!
Karina Cardoso não seja uma maria-vai-com-as-outras...
Anônimo disse…
Sra. Giulia,
sou um professor e sindicalista, mas defendo os bons profissionais. Não sei quem postou de forma suspeita, mas acredito que tudo tem no mínimo dois lados.
Temos que ser responsáveis.
Giulia disse…
Prezado professor sindicalista, você se expressou de forma educada e não vou deletar seu comentário. O que queremos aqui é conteúdo e principalmente nada de intrigas.
Anônimo disse…
Sra Giulia, por que não há um espaço destinado aos educadores em seu blog?

Só um lado, uma visão?
Isso é Idade Média.
Giulia disse…
Anônimo, parece que você é mais um analfabeto funcional. Leia os últimos posts e quem assina!
Anônimo disse…
Não, não sou analfabeto. Como a Sra é grossa.
Analfabeta é a ilustríssima senhora que promove um blog como este.
Tenho curso superior e livre docência, minha cara!
Boa noite!
Giulia disse…
Então, caro "anônimo" livre docente, assine, como fazem a professora Glória Reis, a professora Karina Biasoli, a professora Fátima Menezes e muitos outros que sempre tem espaço aqui, quando trazem sua experiência pedagógica - e não apenas essas lamúrias tão típica do "educador" sindicalista.
Anônimo disse…
Se fiz colocações "lamuriosas" é porque estou na educação a muito tempo e sei das mazelas da mesma.
Não sou sindicalista. Aliás, não acredito em agremiações corporativas.
Não assino porque não tenho registro digital (um blog ou e-mail fixo). Logo os farei e aí sim assinarei porque não tenho medo. Sou um educador ciente e de muita iniciativa.
Aliás, quem são estas docentes. Em quais escola trabalham. São da rede pública?
Pra se cobrar de alguém deve-se primeiramente fazer a tarefa de casa. Vamos todos nos identificar então...
Vi que muitos posts têm citações nominais a pessoas, escolas e mesmo diretorias. Essas pessoas já foram condenadas? Já sofreram o devido procedimento administrativo?
Se não, acho delicadíssimo essa maneira de expô-las aqui.
Apenas um alerta.
Contra os pessimos professores ! disse…
O livre Docente ai e anonimo, é tão alfabetizado que quanto mais se cutuca mais analfabetizado, grosso e sem educação ele fica! não é engraçado!!? sem querer ele ou ela mostra a cara e como deve agir nas escolas que trabalha, acho que nos não precisamos dizer muito, tai para quem quizer comprovar, tudo oque vem sendo dito, eles mesmos se denigrem!