A escola TABU, a série - Número 1


Conforme prometemos em novembro, estamos iniciando hoje uma nova série de depoimentos sobre a escola que o Brasil desconhece. São depoimentos de pais, alunos, ex-alunos, funcionários e professores da rede pública sobre o autoritarismo na escola. A cada semana será publicado um documento recebido pelo EducaFórum, fazendo luz sobre aquele que é o maior problema da educação brasileira, abafado por centenas de quilômetros de panos quentes, por todo o território nacional.

Iniciamos com um documento protocolado na Secretaria da Educação do Estado de São Paulo em 10/10/2007.

ILMA. SRA. SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE S. PAULO

É com muita esperança que nós, pais, alunos e pessoas da comunidade da Vila Gustavo em São Paulo, localizada na zona norte da Capital, gostaríamos de fazer um pedido de avaliação a respeito da volta da diretora da E.E. David Eugênio dos Santos, a qual estava afastada por estar respondendo processo administrativo após sindicância feita na referida escola.
Desde sua posse como diretora, em julho de 2002, enfrentamos muitos problemas, como: maus tratos a pais, alunos, professoras e funcionárias. Pais que fizeram denúncias contra a escola tiveram que transferir seus filhos porque estavam sendo perseguidos pela diretora, pais colocados para fora da escola, professoras sendo ameaçadas e prejudicadas com falsas denúncias montadas pela diretora, vice e coordenadora pedagógica, policiais da PM (PROERD) que foram depor contra, sofreram pressão e seus depoimentos foram copiados e levados até seus comandantes, acidentes aconteceram sem esclarecimentos, houve ameaças de morte contra pais, alunas e professoras.
De setembro de 2005 a junho de 2006, a diretora esteve afastada junto à DE Norte 2, foi um período de sossego onde o diretor que assumiu manteve um bom relacionamento com todos, após essa data os problemas voltaram gradativamente.
Hoje estamos pior do que antes, pois a mesma continua perseguindo professoras, pais e funcionárias que foram depor contra ela, faz ameaças e se diz terrorista, berra com todos deixando o ambiente difícil de enfrentar, não tem educação e destrata todos.
Houve duas mortes durante a realização da sindicância: a mãe de aluna Edna que estava sendo acuada pela mesma e não quis depor a seu favor, foi perseguida até não aguentar e ter um derrame cerebral aos 36 anos de idade (2005), a outra foi a merendeira que após quinze dias do retorno da diretora, por se sentir pressionada, sofreu um enfarte fulminante dentro da escola (três dias antes havia falado sobre as pressões sofridas com a professora que está afastada), caindo morta (2006). No dia 6 de setembro, após um pai da APM questioná-la sobre problemas na escola, ele foi levado à sala da diretora, que o atendeu com descaso, debochando e destratando-o, o mesmo passou mal logo após e teve um princípio de enfarte.
Há dois anos os alunos não têm o projeto PROERD ministrado pela PM, isto porque a diretora não o aceita, tirando o direito dessas crianças de serem informadas a respeito de drogas, ela continua fumando dentro da escola, deixando um ar contaminado pelo seu vício.
Muitas ocorrências estranhas ocorreram no decorrer da sua direção, além dos que já estão sendo apurados há outros como o sumiço do livro de visitas dos supervisores. Esse livro sumiu logo após serem feitas denúncias contra a supervisora Marli (DE Norte 2).
Houve duas sindicâncias realizadas, a primeira foi em meados de 2004, feitas pela DE Norte 2, na época do dirigente Luiz Candido, misteriosamente não comprovaram nada contra a direção (desvio de verbas da APM, cobrança de taxas para os alunos, cantina ilegal e sem contabilidade, fumo em prédio público, maus tratos a funcionários, entre outros). Mas por insistência dos pais fizeram a segunda diretamente na COGSP, só assim foram apurados os fatos resultando em processo administrativo contra essa senhora.

O que estranhamos é o tempo que demora em julgarem e resolverem esse problema. A cada dia que passa há mais ameaças deixando todos constrangidos, há professoras e funcionárias que se encontram afastadas de licença medida devido às ameaças feitas por ela, chegando a intimidá-las para não mais apontar problemas dentro da escola. As demais testemunhas, pais e funcionários estão com medo e falam até em não comparecer para depor (muitos ainda estão atuando na escola). Se ela fosse afastada definitivamente para outro setor, teríamos mais pessoas para confirmar as acusações, mas por medo elas se calam e sofrem. Outras pediram transferência ou se afastaram por problemas de saúde.
Todas as denúncias podem ser verificadas na GOGSP, no processo número 8205de 2005 em nome de Romilda Kalil, diretora da EE Prof. David Eugênio dos Santos, DE Norte 2 da Capital.
Nesse processo poderão confirmar os depoimentos dados por pessoas que só se dispuseram a falar porque estavam de saída da escola (removidas), isso foi deixado bem claro nos relatos feitos, outros dizem que, se ela sair definitivamente, aí sim poderão falar sem correr riscos.
Pedimos a compreensão da Excelentíssima para que nos ajude nessa causa em prol da melhoria da escola pública. Que o caso seja apurado desde o Dirigente Regional (Luiz Candido), Supervisora de Ensino (Sra. Marli, que estava a par de tudo, mas se omitiu), até às demais pessoas envolvidas.

Atenciosamente, agradecemos,
Pais, ex-alunos, alunos, funcionários e professores da EE Prof. David Eugênio dos Santos


Nota do EducaFórum: até o final do ano letivo de 2008 a diretora da EE continuava na escola.

Comentários

renata disse…
Agradeço a vcs por não esquecerem da gente.
Ainda aguardamos o julgamento da Sra diretora da EE david e dos Santos, continuamos na mesma .As crianças que foram transferidas ainda apresentam sequelas devido aos maus tratos e frequentam escolas longe de suas casas, enquanto isso a diretora continua numa boa como se nada tivesse acontecido.
MEU DEUS QUANDO SERÁ QUE A SEE IRÁ ABRIR OS OLHOS PARA TUDO ISSO AÍ .

O pior de tudo é que a vice diretora está tomando as dores da diretora nos casos de abusos, só para não complica la ainda mais.

Estamos rezando para que a secretaria da educação enxergue esses casos.

Re 16/01/2009
Giulia disse…
Renata, vocês estiveram com a gente na SEE e perceberam exatamente o descaso e a falta de compromisso. O departamento jurídico até fingiu que não sabia de nada...
Mas vocês precisam entender melhor a postura da vice diretora. Ela está se comportando da forma "correta" dentro do esquema: é corporativismo na cabeça! Aliás, não entendi o que significa "complicar" a diretora. Voce disse que ela está numa boa e deve estar mesmo! Essas cobras criadas não temem absolutamente nada e provavelmente não têm nada a temer. A única coisa que vocês precisam tomar cuidado é não deixar prescrever o processo. A única coisa que pode tirar esse caso do marasmo é um panelaço na frente da SEE.
professora ameaçada disse…
Pensar que tudo aconteceu dentro desta escola e nenhuma autoridade toma uma providencia.
Hoje ainda acontece muita coisa errada por lá , mas por ordem da diretora ninguem comenta o acontecido .Muitos pais não sabem que essa diretora responde processos e muitas vezes saem da escola aos berros e sem saber a quem recorrer.

Testemunhas já morreram , já se aposentaram , transferiram-se , mudaram de cidade , bairros e professoras foram para outras DEs para não serem mais perseguidas e até agora não houve um julgamento.

O tempo passa,mudou o governo , o secretario da educação , o chefão da COGSP e ...vários outros e soluçao para o caso , NENHUM .

ATÉ QUANDO AS AUTORIDADES QUE CUIDAM DA EDUCAÇÃO NESSE PAÍS ESTARÃO DORMINDO.

professora 18/01/2009
Inexequivel disse…
O Governo do Brasil não esta preocupado em instruir ninguem, não há nas escolas ninguem que se preocupe com os estudos de nossos filhos, e oque fizeram com essa diretora permitindo sua volta é semelhante ao que fizeram com a amiga de Eloa morta pelo namorado, estão errando novamente, apesar do cenario ser diferente!!... os pais que se preocupam com estudos de seus filhos logo percebem que algo esta errado, como sempre e fatalmente, entram em conflitos com a diretora ou diretor da escola de seu filho, foi oque aconteceu comigo, ou melhor com meu filho nessa escola, tenho apenas um filho que estudou em escola particular ate o primeiro ano apos isso matriculei ele nesta escola "publica" com certesa isso foi a pior coisa que fiz a meu filho, ví ali a decadencia do país, e a do meu filho, que se eu não existisse ele não seria oque é hoje ! podem acreditar todo o tipo de situação ele passou lá, todo o tipo de perseguição ele teve lá, coisas que jamais pensei que um adulto faria com uma criança, fizeram com ele lá, pessoas, essas, que estão lá pra instruir, e isso, é que me deixa mais louco !! e mais incrivel é que davam nomes aos castigos... PAREDÃO, ELASTICO, EXCLUIDOS etc.. esta tudo no processo .... há anos que não temos um notavel escritor ! há anos que ninguem se destaca, vencemos na raça, porque temos ânsia de explosão de sairmos da condição que vivemos para dar uma escola melhor a nossos filhos !!!Temos que gritar, expor, tudo !! todo ano nossas crianças já saem da escola sem saber escrever ou se quer fazer uma conta matematica,,!!!... já faz alguns anos que estou com varios outros país em processo contra a escola que maltratou meu filho e outros de outros pais e na justiça está desde 2003, porem nada absolutamnte nada a justiça esta fazendo com toda as provas que temos contra essa diretora dessa escola com fotos inclusive depoimentos de professoras pais reportagens em jornais o proprio conselho tutelar foi a nosso favor fomos na televisão fomos indiciados, abrimos processos, dinheiro foi gasto!! estivemos na assembleia ! falamos enfim como se diz por ai, com deus e o diabo mas ninguem, ninguem fez nada, ninguem faz nada! ninguem fará nada,! não acredito na justiça desse país não adianta pedir nada, para quem quer que seja, se fosse para fazer alguma coisa ja teriam feito dado ao fato que isso esta ha anos na justiça isso é INEXEQUIVEL ! começo a acreditar que devemos ser ou ter apenas meio conhecimento o completo conhecimento esta fora de cogitação porque o conhecimento é a unica coisa que não podem nos tirar, a não ser matando-nos!.
batalhador disse…
Éisso aí inexequivel , para nos calar só nos matando e olha q já fomos ameaçados de morte por 3 vezes.

Ahh... não podemos esquecer q morreram 3 pessoas q muito sabiam sobre os fatos da EE David E dos Santos. ( perseguiçao , tortura psicologica, ameaças ,assédios e ...)a pressão foi demais e essas pessoas não aguentaram.( infarto, derrame...).Quantos mais morrerão???
É isso aí pai !!!

Precisa ser investigado.

Acordaaaaaaaaaaaaa governadorrrr.25/01/2009
Tô aki disse…
Cadê o SR jose Benedito ??

Não esqueci o q esse SR disse na nossa reunião : Vou verificar os casos , aguardem .

Tamo até agora aguardando, dormi sentado no barulho desse lambe botas.Já se passaram 3 meses e nada dele se mexer.

É só mais um cabide de emprego na COGSP, sabemos q as ordens veem de cima.
Uma mafiaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
E o caso do Lucas continua no mesmo , o povão só se ferrando.
Contra pessimos professores ! disse…
Olha sem querer ser muito radical...esta diretora vai ficar no cargo ate que a aposentadoria dela saia, pois, se algum processo rolar e ela for condenada com certeza ela corre o risco de perder todos esses anos, então nada, absolutamente nada fará com que ela saia. Isso é apenas um jogo de interesses que infelizmente se sobrepoe a toda uma comunidade, porque aqui no Brazil é assim a voz do povo não é a voz de Deus!
maicher disse…
Although from different places, but this perception is consistent, which is relatively rare point!
nike dunk