Professor nota... meia boca


Finalmente, alguém se colocou publicamente sobre o descalabro dos 1.500 professores "nota zero" que "dão aula" nas 5.500 escolas da rede estadual de São Paulo! Leia o artigo de J.R. Guzzo na Veja aqui http://veja.abril.com.br/040309/p_122.shtml.

Ora, poderá dizer o amigo do alheio: 1.500 professores para 5.500 escolas não dá nem 1 professor para 4 escolas! Pois é, parece pouco, não é?...

Mas tentemos escarafunchar melhor nesse vespeiro, fazendo uma estimativa certamente muito mais otimista do que a possível realidade:

A SEE tem 1.500 professores "nota zero", isso é fato.
Quantos professores "nota 1" haverá na rede? Digamos que mais 1.500.
E professores "nota 2"? Provavelmente mais 1.500.
E "nota 3"? Mais 1.500?
Qual seu palpite para professores "nota 4"? Mais 1.500?
Ok, ok, vou parar por aqui. Já entendi que você acha professor "nota 5" um poço de sabedoria...

Vamos somar? 5 x 1.500, quanto dá?
7.500 professores média... 2? Hm, Mas o zero não soma... Como é duro fazer uma continha, pra
quem não aprendeu matemática direito, rsrs.

Bom, vamos facilitar: digamos que são 7.500 professores média... meia boca... rsrs.

Comentários

Cremilda disse…
O nome do homem coragem é
J.R.Guzzo?
É e na Veja, revista que muitos malham mas muito lida, isso ninguem pode contestar...
Que bom hein??
Giulia disse…
Pois é, todos malham, mas todos lêem. Por isso mesmo, quando a encrenca é grande, a repercussão também é. Mesmo assim, não faço muita fé de que a sociedade mude essa idéia de que a culpa do fracasso da escola é do aluno!... Não rapidamente.
Eliane disse…
Fico feliz ao ver que esse assunto vergonhoso não foi esquecido. Espero que não seja, e rezo para que esses professores Nota Zero, Um, Dois, Três... estejam o mais breve possível fora das escolas.
Professor Márcio disse…
É muito triste ver a generalização. Dizer que todos os professores são meia boca, será que é possível medir a capacidade dos educadores tão levianamente? É correto isso? Fala-se muito de professores nota ZERO, que uma parte só tem culpa, não é bem assim. Acredito sim, que muitas crianças são vítimas das mazelas das escolas, mas isso, vem acontecendo desde de quando? Culpar os professores, é tão simples. Vocês estão achando que com comentários cheio de ódio e insulto a quem trabalha na educação, vão conseguir mudar algo? Garanto que não, toda sociedade tem parcela de culpa nessa ingerência toda. Agora vou dar algumas explicações a quem parece não ter lido sobre como funciona a educação. Antes da Lei 9394/96, a escola era seletista, praticamente só estudavas em determinadas escolas aqueles, escolhidos a dedo, participando de um vestibulinho, após a lei 9394/96, houve a universalização do ensino. A escola nunca foi preparada para receber tamanha diversidade cultural e educacional. É claro, após isso aconteceu um "boom" nas escolas e a massificação do acesso a escola, todos tem esse direito garantido, mas nem todos tem acesso a informação,justamente devido a esta diversidade presente dentro das escolas, por isso ainda não se adaptaram a esta nova situação. A mudanças levam anos, por isso a secretaria da educação fala do prazo até 2022, como foi dito em outra postagem deste blog. Quando começaram as avaliações externas as metas a serem alcançadas a cada ano, é muito lenta, só são 10 décimos por ano. Educar bem e com qualidade, não é como fritar um pastel, que em questão de segundos está pronto. Pense nisso, as mudanças estão acontecendo, mas nada se transforma da noite para o dia. Eu como professor acredito na escola, não trato meu emprego como mero cabide. Mas há de reconhecer a responsibildade da família e da sociedade, que se isentam de seu dever, e falham também.
nosságora disse…
acho que o que se disse não foi que todos os professores são "meia-boca", mas que a maioria infelizmente o é
Giulia disse…
Nosságora, esse pessoal que escreve um monte de coisas sem pé nem cabeça são sindicalistas incumbidos de nos desmoralizarem na mídia. sua arma é a lavagem cerebral, e funciona, pois você vê que a imagem do professor coitadinho e sofredor é inabalável. Ainda bem que de vez em quando aparece alguém como você, que lê e entende o que a gente escreve.
Mae indignada disse…
Eu sou mãe de aluno, e tenho acompanhado tudo, porque todos estao sabendo. Olha Dona Giulia eu nao conheço a senhora, mas me parece que alunos da escola andaram postando alguma coisa sobre o comportamento desses alunos, e pelo que vi a senhora esta apagando as mensagens, acredito que a senhora nao esta sendo verdadeira, estou me sentindo muito mal, e envergonhada, nos vivemos em uma democracia, mas o que a senhora pensa estar fazendo, nao vou defender os professores pois eles erram sim, mas agora esconder o que vem acontecendo depois da volta desses meninos, é um crime minha senhora...
Anônimo disse…
Isso que se chama mãe indgnada? pelo que me parece a senhora não é mãe, pq se fosse ficaria alegre com a volta desses alunos á escola, foi uma injustiça cometida a esses alunos e os demais que foram transferido compulsoriamente, esses alunos o lugar deles é na escola sim... já imaginou se um dia acontecer o mesmo que aconteceu com esses alunos fosse com seu filho ou filha?Será que a senhora seria como essas mães que lutaram pelos seus filhos? garanto que não ...pois já está descriminando eles. mal voltaram... cuidado que planta vento colhe tempestade...cuidado com o que semeia... pois é justamente o que colherá mais tarde....
elena paiva constantino disse…
Se todos fosem com esses pais.. seria tudo diferente.. não haveria tanta descriminação,tanta violencia, meninos que deveriam estar na s escolas estão nas ruas fazendo tantas cisas erradas , muitos pais nçao estariam chorando pelos seus filhos uns mortos pela violencia outros ja envolvidos com drogas, por isso parabenizo esses pais que lutaram mostraram que o amor que sentem pelos seus filhos são verdadeiros,todos os pais que tiveram seus filhos exposto a tanta humilhações deveriam fazer a mesma coisa , não deixar que ninguém humilhe sua prole , isso é dever de mçaes e pais que tem amor ..não essas mães que só pensam em seus filhos por isso minha senhora pense melhor se é mãe de aluno, tem certeza que seu filho é santinho, deve ser só em casa né, isso se for .. no seu coração existe amor? caridade? amor ao proximo? aposto que não deve ser mais uma que julgou e sentenciou os alunos.Voltaram sim a justiça fez com que voltassem eles não são nenhum bandido, não é violento ,,o direito deles está escrito na constituição lugar de criança é na escola..Espero que seus filhos não tenha que passar pelo mesmo qe esses alunos e outros passaram.. se for mãe como diz ser tenho certeza que sentiria a mesma coisa que esses paiis sentiram. vendo seus filhos chorarem nna frente de tantos acusadores... mais castigo vem a cavalo... talvez um dia que passares pelo mesmo constrangimento e derrespeito, fará a mesma coisa que esses pais fizeram ..por isso PARABENIZO PELA CORAGEM DESSES PAIS, se todos pais fossem como eles seria diferente , pois exigiriam que as leis fossem cumpridas..cobraria mais.
LOIDE SE OLIVEIRA disse…
EU SOU TIA , DE UM DOS ALUNOS E ESTOU CONTENTE POIS A JUSTIÇA FOI FEITA, NÃO CONSIDERO UMA VINGANÇA, E SIM DIREITO DELES,E ESPERO QUE ELE SEJA UM BOM ALUNO COMO SEMPRE FOI, SIM COM ALGUNS ERROS , ,AIS ERRAR É HUMANO.. POR ISSO A ESCOLA ESTÁ AÍ PARA ENSINA-LO O CAMINHO DO BEM E SEI QUE ELE VAI CONSEGUIR .POIS É UM DOCE MENINO,E VAI MOSTRAR AOS PAIS , AOS PROFESSORES, DIRIGENTES , QUE ERROU MAIS ESTÁ ARREPENDIDO E VAI MUDAR SEU COMPORTAMENTO,ELE VAI CONTINUAR ERRANDO, MAIS VAI TENTAR ERRAR O MENOS POSSILVEL NADA QUE PREJUDIQUE AO PROXIMO , RESPEITANDO A TODOS OS SUPERIORES E SENDO RESPEITADO TAMBÉM ..´´E ISSO QUE ESPERAMOS DELE ..NÃO DEVEMOS JULGAR NINGUÉM ... ATIREM A PRIMEIRA PEDRA QUEM NUNCA ERROU? NÃO EXISTE NINGUÉM PERFEITO, ERRAR É HUMANO MAIS PERSISTIR NO ERRO É BURRICE.. VAMOS ACREDITAR SEMPRE NO BEM ...
Indignada disse…
Estou indignada, porque estao fazendo uma confusao enorme, vejam o menino esta indo para escola, otimo, conseguiram o que queriam, mas e as ameaças que a tia do garoto fez a diretora da escola, dizendo que se ela fosse a mae do aluno, ela nao sairia viva da escola. O que é isso? É para matar? Parentes como esses, são bons exemplos a esse garoto? Como sera que esta a cabecinha dele? Espero que a mae dele o oriente bem quanto a esse comportamento e tomara Deus que ele nao seja contamido. Tia antes de abrir sua boca, pense um pouquinho antes de falar, porque com suas palavras pode por em cheque o que conseguiram conquistar.
Marcia Martins disse…
Eu sou mãe do aluno que foi transferido por duas vezes e adquiriu o direito de retornar para a escola, meu filho não é marginal e nem tão pouco são verdadeiras as acusações que estão sendo feitas contra ele, quando eu entrei com o recurso e na justiça com certeza eu sabia o que poderia vir a acontecer. Sabia que muitos ficariam descontetentes, que teria mais perseguição e muitos se sentiriam incomodados. Quando entrei nessa foi para valer e vou até as ultimas consequencias, quem não estiver contente a porta de saída é serventia da casa. Só quero que ele continue estudando em paz, me falaram que seria colocada uma pedra em cima e não foi isso que aconteceu, porém estou quieta no meu canto. Mas peço parem de provocar meu filho, senão vou dar continuidade no caso e não vai ficar bem para ninguém. Odeio pessoas mentirosas, principalmente as que não são assumidades, tem muita diferença entre fatos e boatos, tanto que as crianças retornaram para a escola. Parem de se preocupar com os dois alunos, deixem eles ao menos respirar dentro da escola. Será que vou ter que assitir aulas todos os dias com meu filho, se isso acontecer vou acompanhar de perto os fatos e com certeza não vou ficar calada. Por falar nisso quando vai ser a reunião para eleger o novo Conselho e rever o Regimento Interno? è com isso que vocês tem que se procupar no momento pois é até o dia 31/03 ou vocês não querem que ninguém saiba para continuar como era antes.
As pessoas tem que se atualizar, inovar, compreender o próximo, parem de fazer esse pré julgamento.
Convido você que esta tão incomodado com a educação das crianças para que me convoque na escola e conversaremos a respeito.
Eliane disse…
Márcia Martins, me solidarizo com vc e sua luta, e sinto muito que os outros pais não tenham feito o mesmo que vc, mas é assim mesmo, quem reclama da injustiça é que acaba sendo apontado, e não o criminoso. Na escola da minha filha dois professores estavam cobrando (0,15) para tirar cópias de provas e trabalhos (o que é ilegal). Eu reclamei e foi um tremendo auê na escola. Acabaram identificando quem foram as mães (apenas 2) e os professores tentaram constranger minha filha, mas graças a excelente Diretora da escola, que leu diante dos professores e alunos as Diretrizes/Regras, os alunos perceberam que não importava o valor e sim que não era legal. Por sorte o assunto foi esquecido no outro dia, pq eu ia armar uma briga gingantesca naquela escola. Professores mal-formados. Eu teria virado o mundo de cabeça pra baixo pelo direito de minha filha, e faria tbm pelo direito de outros alunos. Continuem lutando.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola