Mensagem da professora Regina Milone


Em primeiro lugar, quero agradecer muito a Giulia por ter postado meu texto aqui. Peço desculpas por alguma redundância ou erro que me tenha escapado, pois escrevi no calor da emoção - tinha acabado de assistir ao filme - e praticamente não revisei o texto. Minha intenção foi refletir e compartilhar essa reflexão com todos que se interessassem, de alguma forma, pelo assunto.
Em segundo lugar, queria dizer que estou muito triste pelo fato de vários "anônimos" aproveitarem este espaço pra continuar com as ofensas e com a guerrinha ridícula e covarde (quem nem mesmo se identifica é COVARDE sim!!!) que usam há tempos contra as criadoras deste blog. É um baixo nível que deixa qualquer um, que tenha um mínimo de educação e sensibilidade, chocado! Gostaria muito que debatêssemos o filme, seus pontos em comum e suas diferenças em relação à nossa realidade, entre outras coisas. Sou atuante nas minhas profissões, idealista e batalhadora, mas jamais corporativista, pois isso só serve pra cegar pessoas e classes profissionais, na minha opinião. Lutar pela melhoria de uma classe trabalhadora mas sem auto-crítica é algo que não me interessa nem um pouco! É injusto e neurótico demais!! Aliás, citei essa falta de auto-crítica no meu texto, pois mesmo sendo educadora, não vou tapar o sol com a peneira e achar que os professores são todos ótimos e verdadeiramente comprometidos com a profissão, porque simplesmente ISSO NÃO É VERDADE! Gostaria muito que trocássemos IDÉIAS, CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS, e não ofensas!

Quanto ao anônimo que escreveu sobre a educação antiga, exaltando-a e a todo tipo de violência que vinha com ela (autoritarismo, ameaças, castigos, humilhações, agressões, etc.), só posso lamentar a tremenda ignorância, o que é no mínimo preocupante em alguém que exerce uma profissão de tamanha responsabilidade quanto é a de educador. Dói ler/ouvir absurdos como esses em pleno ano de 2009!!!!! Tem gente que não aprende nunca, até porque acha que já sabe tudo, tema aliás que também abordei no meu texto...

Mais uma vez, obrigada Giulia pela oportunidade de me expressar aqui, na busca de diálogo e reflexões...

Comentários

Regina Milone disse…
Mais uma vez, agradeço a você, Giulia, pela oportunidade de expressar algumas idéias aqui.
É muito solitário debater Educação dentro das escolas, quando se foge do lugar comum, isto é, quando ousamos questionar e criticar os erros de professores que estão longe de serem verdadeiros educadores, embora permaneçam batendo na tecla de que são vítimas de baixos salários (como se isso justificasse ser mau profissional!), vítimas de alunos agressivos, vítimas de uma sociedade que não valoriza mais a profissão de professor, etc. Cansei!
Espero que chegue o dia em que os bons profissionais sejam maioria, pois do jeito que está não dá pra continuar...
Giulia disse…
...e pelo nível dos comentários aqui, você vê que os bons são mesmo a minoria...absoluta...
Regina Milone disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina Milone disse…
Aqui são sim, Giulia... Mas ainda quero crer que não é assim na maioria do país (esperança é a última que morre!), senão fica quase impossível ter forças pra continuar trabalhando em Educação, entende?...
Giulia disse…
Regina, a única coisa importante que aprendi em toda a minha vida é que não se pode tapar o sol com a peneira! Você é uma luz em sua comunidade. Mantenha-a acesa, pois a única coisa que dissipa a escuridão é a luz!
Regina Milone disse…
Obrigada, Giulia!
Espero ter forças pra manter essa luz acesa!!
E, mais uma vez, parabéns a vc e Vera!
Regina Milone disse…
Obrigada, Giulia!
Espero ter forças pra manter essa luz acesa!!
E, mais uma vez, parabéns a vc e Vera!

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola