Deseducação



Sobre mais uma menina fora da escola: tem 15 anos, negra, bonita, olhar vivo e a fala solta, ao contrário de outras crianças massacradas.
Sempre pergunto por que não estão estudando.
- Quando cheguei na 6ª série, minha mãe tinha até comprado caderno pra mim, cheguei na escola, me voltaram pra 5ª série, fiquei com muita raiva, meus colegas zombaram de mim, entornei corretivo na carteira, o diretor me mandou embora.
- E aí?
- Fui para outra escola, fiquei um mês...Também não gostavam de mim.
- E agora?
- Ando por aí...

Comentários

Anônimo disse…
MP quer impedir contrato para fornecimento de merenda em São Paulo

Plantão | Publicada em 05/08/2009 às 16h31m
SPTV

SÃO PAULO - O Ministério Público de São Paulo entrou na Justiça com uma ação para impedir que a prefeitura da capital assine contrato com as empresas que fornecem a merenda escolar, o que estava previsto para esta semana. Os promotores também querem que a Justiça proíba a prefeitura de renovar o contrato com as empresas que fornecem os alimentos para as escolas públicas por causa de várias suspeitas de irregularidades nos contratos.

Os promotores investigam suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro, formação de cartel e, para completar, distribuição de alimentos estragados. O Ministério Público investiga também um atentado contra a vida de uma testemunha. As irregularidades envolvem várias gestões. Os promotores acreditam que o esquema de propina tenha começado na gestão de Marta Suplicy e continue hoje, na gestão de Gilberto Kassab.

Os promotores dizem que as empresas que fornecem alimentos fizeram movimentações suspeitas de R$ 20 milhões. Segundo os promotores, as empresas chegaram a pagar 10% deste valor em propina para funcionários da prefeitura. Elas ganham os contratos e fornecem uma merenda cara e ruim. A ação encaminhada à Justiça é para impedir que o esquema seja renovado. Os promotores ainda pretendem entrar na Justiça com novas ações sobre este mesmo escândalo.

- Eu não posso especificar que tipo de ação será proposta contra as autoridades públicas, mas é evidente que o secretário Alexandre Schneider é um dos principais investigados. Além disso estão sendo investigados a ex-prefeita Marta Suplicy e diversos funcionários que supostamente participaram deste sistema criminoso - afirma o promotor Silvio Antonio Marques.

Os promotores de justiça contaram que o atual vice-presidente do conselho de alimentação escolar, uma das testemunhas da investigação, foi atropelado por uma moto quando andava pela calçada, há um mês. Ele escapou, foi ameaçado, mas manteve as denúncias.

Nesta quarta-feira, o prefeito Gilberto Kassab defendeu o atual secretário de Educação, Alexandre Schneider.

- Eu queria cumprimentar aqui o secretário Alexandre Schneider, um homem correto, um homem de bem, um homem bem preparado e que fez uma licitação baseada em critérios estritamente técnicos - afirmou Kassab.

Mas o prefeito afirmou que vai colaborar com as investigações.

- Queremos mostrar que essa é uma administração séria e transparente, que usa da melhor forma o dinheiro público - disse Kassab.

A ex-prefeita Marta Suplicy disse que as declarações do Ministério Público são absurdas. Ela afirma que seu governo foi pautado pela ética e pela transparência e que todas as contas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas e pela Câmara Municipal. Marta diz ainda que reforçou a merenda, fez as crianças ganharem peso e saúde. A Justiça ainda não tomou nenhuma decisão sobre o caso.
Giulia disse…
Todos respondem a mesma coisa, desde Paulo Maluf, rsrsrsrs (rir para não chorar)!

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola