O bode expiatório de uma sociedade hipócrita


Segue abaixo mensagem recebida de uma mãe de aluno. Mais uma vez, um adolescente normal é tratado como criminoso numa escola pública. Isso é muito comum e não vai acabar tão cedo neste país onde a hipocrisia da sociedade chega ao ponto de usar a infância e a juventude como bode expiatório da crise moral que vem de nós adultos, seja por perversidade, covardia ou omissão. A essa mãe só podemos aconselhar que converse bastante com seu filho e espere passar essa fase turbulenta: uma hora a adolescência termina e a maturidade vai mostrar que a prática "olho por olho, dente por dente" só traz desvantagens para a vida. Mas que ela não espere qualquer atitude positiva da escola: melhor deixar de bater de frente com a diretora, pois ela não tem nenhum compromisso com a educação e apenas aumentará a perseguição contra seu filho!

Boa noite, parabens pelo blog. Em primeiro lugar agradeço o interesse pelas histórias dos pais vivenciadas no dia a dia. Infelizmente estou passando algumas dificuldades com meu filho, sou viúva, tenho um adolescente de 16 anos e todos sabem como é esta fase... difícil, né? Atualmente ele cursa o Segundo Grau no período noturno, estuda no Senai no período diurno e faz estágio de meio período. Ele realmente tem um dia bem agitado, é um adolescente hiperativo, mas nunca reprovou de ano. Em todas as escolas tive trabalho com o comportamento do meu filho, mas esse trabalho foi leve, pois sempre estive presente para ajudar os educadores.

Infelizmente agora estou passando apertado com a diretora dessa escola, pois ela mantém abuso de autoridade e dificulta o diálogo. Um dia desses uma aluna bateu na cara de meu filho e ele regiu mal, graças a deus um amigo dele separou a briga. Segundo meu filho a briga começou porque a garota disse que meu filho estava fazendo fofoca com o namorado dela, que ele só conhece de vista e nem estuda na escola. A diretora suspendeu meu filho e o menino que separou a briga, deixando a garota sem suspensão. E ainda chamou a ronda escolar para meu filho, como se ele fosse um criminoso. E agora o namorado da garota tá ameçando meu filho... Temo que o pior aconteça. Depois do fato ocorrido eu fui até à escola para conversar com a diretora e perguntei para ela: qual seria sua atitude se alguém batesse em sua cara? Ela respondeu que ficaria quieta... Só que ela é adulta e não está na fase adolescente com um monte de hormônios mudando todo tempo no corpo. Ela nem quis chamar a garota ou os pais dela para conversarmos. Achei uma falta de educação e ainda virou as costa e me deixou falando sozinha. Agora, em caso de coisas pequenas ela me liga direto e também tira o direito do meu filho chegar atrasado 10 minutos, sabendo que ele estuda em outra escola e ainda faz estágio. Gostaria de saber qual a melhor conduta a ser tomada.

Mãe de aluno da rede pública (todos os nomes foram preservados, inclusive o da escola)

Comentários

Anônimo disse…
É isso ai, diversos marginais protegidos pelos pais estão se fazendo de vitimas.
Mas a sociedade que tudo vê padece com esse adolescentes criados a solta pelas ruas , brigando e futuramente matando
Aconselho a vc mãe uma boa cinta e fazer seu filho ser um cidadão decente
Antonio Mendes
Giulia disse…
Antonio, você é mais um que fala ao léu. Você não leu que esse garoto estuda em dois períodos e ainda faz estágio??? A "sociedade que tudo vê" é absolutamente caolha, não sabe distinguir o joio do trigo e ainda vem com propostas de agressão como a sua. Só estou publicando seu comentário para mostrar que você não entendeu a mensagem da mãe e é mais um a lavar suas mãos, como a diretora dessa escola. Zero para você! Além disso, você é anônimo, esse nome você inventou, pois seu comentário veio sem e-mail.
Cremilda Estella Teixeira disse…
Anônimo.
Se a mãe espancar o filho será que amanhã ele vai apenas se tornar uma professor agressivo,amargo e arrogante como você ???
Que criança e adolescente criado espancado, sempre se torna um adulto espancador.
Um pai espancador sempre tem na sua história um passado de criança espancada.
Será que é o seu caso ???
Não sou psicóloga, mas essa é a consclusão de muitas pesquisas sérias.
Então você quer perpetuar a violência ???
Nós não queremos.
Queremos que os adolescentes de hoje se tornem adultos saudáveis e que usem e abusem do diálogo de preferencia dando bons exemplos, que faça o que mando não faça o que faço,não funciona com adolescentes.
Um fato é regra geral.
PARA O PROFESSOR TRANQUEIRA ARROGANTE E TRUCULENTO, TODO ALUNO É UM MARGINAL EM POTENCIAL.
Clayton disse…
Parabéns. Precisamos de vozes fortes para defender nossos alunos, que não tem vez nunca. Parabéns, Giulia

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola