Latas do lixo da educação


A educação no país é tão pobre que dá pra olhar com desconfiança qualquer alfarrábio ou apostila distribuída nas escolas. A sociedade anda completamente entorpecida e os cidadãos não se dão conta de que esses materiais pseudo-didáticos saem do seu próprio bolso... Por isso, mesmo que os tais alfarrábios não passem de papel de embrulho, ou até por isso mesmo, deveria haver uma cobrança ou reflexão sobre sua necessidade, utilização e/ou destruição.

Nesse sentido, é positiva a atitude da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, que afastou a diretora da EE Eugênia Vilhena de Moraes, por ter jogado no lixo 1500 exemplares de material supostamente didático. A péssima notícia, porém, é que a diretora foi encostada na Diretoria de Ensino, conforme a Secretaria costuma fazer com os diretores e profissionais que cometem deslizes - VAMOS CHAMAR DE CRIMES, OU VAMOS CONTINUAR COM LUVAS DE PELICA, SEMPRE QUE SE TRATA DE SUPOSTOS "EDUCADORES"? - dentro das escolas.

Os afastamentos alimentam essas que são hoje as LATAS DO LIXO DA EDUCAÇÃO: as Diretorias de Ensino. Seria possível um escândalo como esse de Araraquara, se a diretoria de ensino local não reunisse profissionais da educação mal intencionados?

O problema é grave e tivemos oportunidade de discuti-lo na COGSP, em nossa última reunião: de que vale o afastamento de diretores autoritários e corruptos das escolas, se eles acabam infestando as diretorias de ensino?... Enquanto deixamos esta pergunta no ar, leiam o excelente comentário de Priscila, leitora do blog da Cremilda, sobre a "punição" recebida pela tal diretora afastada da EE acima:

É hilário, pois as crianças são ameaçadas de que se não devolverem os livros no final do ano terão que pagar por eles, mas, se um diretor joga fora sem sequer os livros terem sido usados, nada lhe acontece, apenas é afastado mas continua trabalhando e recebendo normalmente. Deveria pagar e sofrer alguma punição, como fizeram com aquele aluno que pintou a escola para reparar um erro. PERGUNTO EU: QUAL ATITUDE FOI MAIS VERGONHOSA E ERRÔNEA, A DO ALUNO QUE É UM PRÉ ADOLESCENTE E MUITAS VEZES FAZ COISAS PARA CHAMAR ATENÇÃO, OU A DE UM ADULTO CONSCIENTE DE SEUS ATOS E PIOR , QUE COBRA DAS CRIANÇAS ATITUDES QUE NEM ELE TEM, QUANDO DEVERIA SERVIR DE EXEMPLO?

TA AÍ A RESPOSTA PORQUE AS CRIANÇAS NÃO RESPEITAM NADA: AS CRIANÇAS SÃO OS ESPELHOS DOS ADULTOS E DE SUAS ATITUDES.

Leiam aqui o excelente post de Mauro Alves da Silva a respeito do assunto.

Comentários

Priscila disse…
Como disse no blog da dona cremilda ,pena que as regras do jogo e o modo de penalizasão para atos ilícitos sejam diferentes e covardes a ponto de favorecerem um adulto e exagerando quando se é contra uma criança.

De quem deveria partir o exemplo de boa conduta ética e moral,dos representantes de ensino ou das crianças em fase de adaptação escolar?!
TAÍ A RESPOSTA DO PORQUE TEMOS TANTAS CRIANÇAS DESVIADAS DOS VERDADEIROS PRINCÍPIOS ÉTICOS E MORAIS ,SE OS ADULTOS QUE COBRAM DELES ESSA POSTURA NÃO OS FAZEM PORQUE ELES TERIAM QUE FAZER?!
SEMPRE DIGO QUE AS CRIANÇAS NÃO NASCEM COM A ÍNDOLE FORMADA E NEM SUAS OPINIÕES DO CERTO E ERRADO,ESSAS SÃO PASSADAS POR ADULTOS COMO ESSA DIRETORA QUE COM CERTEZA JÁ DEVA TER PUNIDO MUITAS CRIANÇAS SEM TER LHES DADO DIREITO DE DEFESA,POIS ELA IRA DIZER NEM TEM CERTEZA QUE FUI EU,É BOM SENTIR DO PRÓPRIO VENENO.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola