Mais uma pesquisa inú(p)til do Inep(t)




Já cansamos de pedir para o Inep(t) que faça a pesquisa mais importante para entender o marasmo em que se encontra o ensino público no Brasil: o levantamento das aulas vagas nas escolas do país. Na falta dessa pesquisa, que nunca foi (nem será) feita, leia aqui.

A novidade é uma nova pesquisa inú(p)til do Inep(t): aquela que fundamentou a determinação do governo federal de que todas as escolas de ensino fundamental tenham bibliotecas. Leia aqui. A decisão é válida, mas meio óbvia, não?... Só um corpo docente analfabeto poderia aceitar que sua escola não tivesse biblioteca...

De acordo com a pesquisa do Inep(t), apenas 34% das escolas do país, entre públicas e particulares, possuem biblioteca. Mas essa pesquisa, mais uma vez, mostra a inu(p)tilidade desse órgão, que não pesquisou o principal: dos 34% de escolas que possuem biblioteca, grande parte não as têm funcionando, ou seja, trata-se de salas abarrotadas de livros mofando! Para não falar das montanhas de livros encontrados em lixões próximos a escolas...

Pelas informações que temos recebido de pais e alunos do país inteiro, nossa estimativa é que menos de 10% (dez por cento) das escolas públicas tenham uma biblioteca FUNCIONANDO, ou seja, aberta aos alunos para consultas e/ou empréstimos de livros.

E aí, Inep(t), vai encarar mais esse desafio? rsrs

Comentários

Maria Elvira disse…
Muito bem Giulia, perfeito.
Livros e mais livros amontoados em salas onde em muitos dos casos nem os professores podem entrar. Parece que é só para gastar dinheiro comprando livros e justificar as verbas. E pq o INEP iria fazer questão de dizer a verdade?
Maria Cristina disse…
Conheço uma escola em que a biblioteca não está funcionando porque doze alunos de uma oitava série entraram e promoveram uma verdadeira rebelião, estragando vários livros. Sei que em muitos casos há relaxo da escola, mas também existem casos em que alguns alunos destroem tudo, só que daí pouca gente fala.
Giulia disse…
Maria Cristina, precisa ver "como" esses alunos entraram na biblioteca... Provavelmente ela já não estava funcionando, ou estava funcionando precariamente. Tenha certeza de que, se houvesse interesse da direção da escola em manter a biblioteca funcionando, esse incidente seria superado. Mas, na rede pública, tudo é motivo para se abandonar os projetos e culpar os alunos por isso...

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola