Heil, Hitler!

A Academia Real de Ciências Ocultas de Piratininga acaba de lançar um novo prêmio: o IgNobel de Medicina Escolar. O prêmio, tão logo lançado, já foi ganho pela psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, pela sua teoria da Psicopatia Infantil a Partir dos 8 Meses de Idade. Assista o vídeo que justifica o prêmio:





E agora reflita conosco: a perversidade e a psicopatia fazem sim parte do universo humano, mas é extremamente perigoso "lançar" métodos de medição que favorecem justamente a perversidade de quem sabe se utilizar deles para promover o preconceito, a discriminação e finalmente a destruição do sentimento de humanidade que tanto faz falta no mundo atual.

O Brasil é um país pedófobo e foi justamente isso que provocou a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente. Infelizmente, 20 anos após a promulgação dessa Lei, a sociedade brasileira se arrependeu e volta a responsabilizar seus filhos mais novos pelos maiores problemas do país. Em breve voltaremos ao tema, que merece mais destaque.

Comentários

Glória disse…
Que horror!!!! Fico cada vez mais chocada com o pensamento predominante sobre nossas crianças. Essa "doutora" (sic) é analfabeta, não sabe ler uma criança.
Giulia disse…
Glória, o pior é que ela faz uma leitura! Já pensou se a moda pega e um doido resolve "separar o joio do trigo" a partir dos 8 meses de idade? Eu fico profundamente chocada ao ver como a busca pela fama faz esses profissionais vomitarem certas teorias sem se preocupar aonde isso pode chegar!
Giulia,
O nome do Darwin sai grafado com "m"... não dá para corrigir o vídeo...

Acho interessante você colocar a seguinte imagem para que os leitores tenham uma noção do que é "rotular" bebês com apenas 8 meses de vida:
<img src="http://cremildadentrodaescola.files.wordpress.com/2010/10/mean-baby.jpg?w=200&h=280>

Por último, destaque-se que esta "doutora-psiquiatra" é autora da cartilha do conselho nacional de Justiça: “Bullying – Cartilha 2010 – PROJETO JUSTIÇA NAS ESCOLAS”,
Parece que a doutora-psiquiatra leu mal até mesmo os seus mestres:

"O psicopata entende intelectualmente a diferença entre o bem e o mal, mas é desprovido de piedade, empatia, remorso – emoções que estão na base do senso moral das pessoas. Contrariando as ilusões de certo humanismo que acredita na possibilidade de reeducar qualquer criminoso, indivíduos assim são irrecuperáveis. Com recurso a técnicas recentes como a ressonância magnética funcional, a ciência tem se dedicado a mapear as áreas do cérebro responsáveis pelas decisões morais – áreas que apresentam atividade reduzida nos casos de psicopatia. As causas do distúrbio, porém, ainda não são compreendidas. O problema do mal dificilmente será resolvido nos laboratórios de neurociência. “O mal é um conceito humano, social. A neurociência não pode dizer o que é ou não mau”, diz o neurocientista Jorge Moll Neto, do Instituto de Pesquisa da Rede Labs-D’Or, no Rio de Janeiro.“

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola