Lição na Apeoesp

Comentários

cremilda disse…
Pior ainda.
Um professor da Leopoldo Santana apresentou uma lei de Portugal para justificar expulsao de aluno e exigência de uso de uniforme.
Má fé da brava....
Pior é que os coitados dos pais são muitas vêzes enganados por essas cobras criadas.
Mostram a Cartilha dos Corvos e até a legislação de outro país para cometer os crimes...
Victor Zazuela disse…
Concordo: salário não está intimamente ligado a desempenho. Mas convenhamos, num Estado onde ser babá de preso (Agente Penitenciário)é melhor remunerado que um professor e, três vezes mais que um funcionário de escola, é de se pensar para onde está indo a educação...
cremilda disse…
E quanto a Apeoesp, parece que não é mais aquela.
Chamaram a imprensa para a manifestaçao de ontem e pelo que eu vi ninguém apareceu.
Passei também emails e alguns me ligaram, para dar uma bistilhotada de leve e eu contei o outro lado
E ninguém apareceu.
Normalmente a Apeoesp chamava a imprensa ia rapidinho.
Desta vez não foi.
E ainda queriam que a Escola fizesse almoço para eles, a vice diretora se recusou e eles fizeram um B0 contra a diretora.
Não sei baseado em que fizeram o BO, mas fizeram....
Fernando Tsukumo disse…
Acho interessante isso que o Pacheco fala, é algo que sempre tive como impressão. Mas ao mesmo tempo, acho muito importante não deixar isso virar uma bandeira dos governos para justificar seus baixos salários ou mesmo o não-aumento dos mesmos. Salários melhores podem não resolver o problema a curto prazo, mas não tenho muitas dúvidas que a longo prazo, atraem novos professores melhores, mais capacitados e, principalmente, mais motivados.
Giulia disse…
Concordo com você, Fernando, desde que o aumento de salários dos professores não continue sendo a bandeira levantada por toda a sociedade brasileira. Para o mau profissional: o relapso, o descompromissado, o perverso, qualquer salário é muito. E infelizmente a falta de cobrança e o apoio da mídia facilitaram muito a proliferação desse tipo de "profissional".
Victor Zazuela disse…
Giulia,
gostaria de comentar: "Para o mau profissional: o relapso, o descompromissado, o perverso, qualquer salário é muito". E estas 'qualidades' rs é que são valorizadas na SEE. O profissional que se qualifica e mostra competência e conhecimento só se frustra, pois sobra tudo pra ele e, ainda por cima, quando se nega a fazê-lo - por exaustão - é taxado de vagabundo.
Esta é a SEE

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola