A escola em raio X - Nova série nº 1 - O engodo da recuperação


Esta nova série pretende mostrar a escola como ela é, no depoimento dos próprios pais e alunos, preservando-se sempre sua identidade, a fim de impedir as inevitáveis perseguições e represálias de um sistema autoritário que não admite críticas.

Neste post, a mensagem de uma mãe desmascara a má vontade da diretora da escola e o engodo que é a recuperação de alunos na rede pública, onde não há o mínimo interesse em que os alunos com dificuldades possam acompanhar as aulas ou recuperar o que não tiverem aprendido. Pau neles!


Tenho um filho de 14 anos, que reprovou ano passado a oitava série. Ele estudava de manhã, achei que continuaria nesse horário esse ano, porque as oitavas estavam nesse horário...tudo bem...assim ele pegaria o irmão mais novo do retorno da escola.

Porém, em razão da reprovação ele foi matriculado numa sala de recuperação de ciclo à tarde... fui conversar com a diretora, expliquei o meu caso e se era possível passá-lo para de manhã (já que todas as oitavas normais, sem alunos reprovados, acredito, são nesse horário) e ela me disse que não, que era lei ele estar nessa recuperação...

Então fui na supervisora de ensino, que me disse que ele tinha que estar nessa sala... Acontece que meu filho NUNCA fez reforço ou recuperação paralela, principalmente durante a oitava série. Enfim, a supervisora então resolveu transferi-lo para uma escola que fica a 40 minutos da minha casa, para uma oitava comum, pois a escola não tem a recuperação de ciclo...

Minha pergunta então foi, se ele pode estudar nessa sala comum de manhã, por que ele não pode estudar na sala comum de manhã, da escola em que ele já estudava e que fica a 5 minutos da minha casa!?

Mandei um e-mail indignada para a Secretaria e nada resolveram. Estou me sentindo uma IDIOTA, pois recentemente chegou outro aluno transferido para onde meu filho está estudando agora, porque ele trabalha..entra no serviço as 17:30 e a diretora não aceitou passá-lo para o período da manhã.
Ou seja, a diretora ao meu ver continua mandando e desmandado como bem quer...sendo que uma das alegações dela quando fui pedir a transferencia para o horário da manhã foi que o meu filho só tinha notas vermelhas e era indisciplinado. Não sabia que indisciplina era motivo de caça às bruxas... me parece que ela quer fazer uma escola modelo...excluindo aqueles que não se enquadram.

Não quero defender meu filho...mas nunca fui chamada à diretoria (apenas uma vez) e nunca tive reclamações de indisciplina dele, apenas no primeiro bimestre da oitava série a professora me disse que ele imitava animais...depois não falaram mais nada.

Me sinto uma pessoa expropriada de seus direitos, humilhada inclusive moralmente.

Comentários

cremilda disse…
Giulia
Não seria o caso dessa mãe protocolar essa carta no;
Palácio do Governo
Casa Civil
Corregedoria Geral de Administraçao
Corregedoria Setorial de Administração
SEE
Cogesp
Documento protocolado, dá trabalho
Se um não ler o outro tem que ler tem que responder...
O maior problema é que os pais são muito bonzinhos, se acomodam e acabam indo "chorar na cama onde é lugar quente"
Ah..outro lugar legal para protocolar é na Comissão de Educaçao da Alesp.
cremilda disse…
Então, Giulia
Permita enfie minha colher de pau, com todo respeito.
Acontece que mãe que escreve assim tão bem, deveria mandar essa carta para Deus e o mundo
Começando para o Governador, depois para a Corregedoria Geral da Adminstraçao.
Corregedoria Setorial de Esducação
Secretaria de Educação e Cogesp
Rosana disse…
Oi, Júlia, tudo bem?
Estou conhecendo esse espaço hoje, tenho gostado... algumas situações eu já presenciei e tenho os dois lados de tudo. Sou professora de uma escola pública da periferia. Aliás, adoro me denominar como tal.
Acho que no âmbito da educação essa mãe não consegue muita coisa, e esse monte de cartas também...
Acho que o caminho é o ministério público, alegando discriminação, mas eu, se fosse ela, preferiria meu filho em outra escola mesmo.
Sou mãe de dois adolescentes e infelizmente tive de tirá-los da escola pública, não por considerar a particular melhor, mas pela falta de respeito que sentíamos.
Estou pensando em fundar um espaço onde nós professores possamos nos tornar melhores profissionais, por enquanto ainda estou com um blog para ajudar as meninas a passarem no concurso, depois pretendo algo q nos faça sentir orgulho e não vergonha de sermos educadores. Acredito no diálogo e apenas no diálogo para resolver certas situações.
Giulia disse…
Olá, Rosana, bom você por aqui! Também acreditamos no diálogo, coisa praticamente impossível numa rede tão autoritária. O que mais nos entristece é a mudez dos verdadeiros educadores com respeito aos desmandos daqueles que só usam a escola pública como meio de vida, sem qualquer compromisso com o aluno. É preciso quebrar os TABUS que permitem tantas injustiças e ilegalidades. Contamos com você para continuar a discutir esses assuntos. Água mole em pedra dura, rsrs...
Anônimo disse…
Professora Rosana
Se ninguém protocoliza nada, ou se são uns poucos não resolve
Eles tem que ler....
Acho que o MP pode vir ajudar, mas protocolizar cartas para esses órgãos é bom sim
Se um décimo das mães que tem seus direitos e dos seus filhos violados nas escolas públicas protocolizassem as denúncias resolveria sim
Anônimo disse…
Ola meu nome e Carolina e estudo na escola estadual professor Claudio Brandão no 3° ano do ensino médio,esses dias o meu professor Marlon que da aula de matemática se estressou La na sala e não passou a matéria e deu o conteúdo como dado, e logo em seguida deu uma atividade avaliativa para entregar dois dia depois ele não tem o direito de fazer isso.
O que eu posso fazer?
Vocês poderiam entrar em contato com a escola Claudio Brandão e contestar algo.
Por favor sou uma aluna de escola publica e quero meus direitos.
Giulia disse…
Carolina, você precisa me mandar um e-mail com mais dados: data do ocorrido, qual o conteúdo que o professor deveria ter dado e todos os detalhes que você puder passar, inclusive nome do diretor da escola. Não coloque esses assuntos como comentários do blog, você pode vir a ser perseguida na escola. Estou falando sério! Você mandando por e-mail, a gente não informa para as autoridades o nome de quem fez a denúncia, mas precisamos de um contato válido. O e-mail é educaforum@hotmail.com
Boa sorte!