Imensa tragédia




A tragédia de hoje numa escola de Realengo merece muito mais do que um minuto de silêncio. A dor dessas crianças e de suas famílias não pode ser banalizada como está sendo por toda a mídia. Até a TV Cultura terminou o jornal da noite exibindo exaustivamente imagens que apenas chocam e nada esclarecem.


Acontecimentos como esse merecem uma profunda reflexão e muita, muita cautela para não tirar conclusões precipitadas, que levam ao pânico geral, à insegurança ou à depressão. Uma tragédia dessas proporções exige uma busca cuidadosa das causas e não uma caça às bruxas. E tomara que o assunto leve a sociedade a discutir assuntos como a facilidade de se obter uma arma de fogo, a prevenção de doenças mentais e principalmente a irresponsabilidade da grande mídia em sua corrida para o ibope.


Às crianças traumatizadas e às famílias em luto desejamos muita paz e capacidade de superação.


Leia também o sensível depoimento da amiga Regina Milone clicando aqui.

Comentários

Regina Milone disse…
Querida Giulia,

Andei sumida - saudades de vc! -, mas vivi tantas experiências e foram tantas as aprendizagens e conhecimentos novos nos últimos anos, OUVINDO cada segmento ligado a Educação Pública em nosso país, que acabei com uma visão ampla, mas com o emocional quebrado...
Adoeci, ainda estou de licença e, agora em março, perdi meu pai, o que tem sido extremamente doloroso pra mim.
Pois ontem, diante do que aconteceu na escola de Realengo, meu luto pessoal virou também luto coletivo, solidário à dor das famílias que perderam seus filhos e netos, ainda tão jovens...
Escrevi um texto a respeito e, se for do seu interesse, gostaria de postá-lo também aqui. Está no meu blog: http://reginamilone.blogspot.com/

Estou profundamente triste...

Um beijo grande pra vc,
Regina Milone.
cremilda disse…
O aluno sofria bullying na escola.
Era o bobo da classe.
Alguma novidade ???
Ah...e o Advogado que fazia dobradinha com o Dr Kfouri se chama Rui Augusto Martins, é Conselheiro da OAB, peixe grande....
Para mim ele garantiu diante de todos a disposição de nos ajudar numa audiência com o Secretário de Educação...
Vamos lá
Ouvidoria do Aluno
Fim da Cartilha dos Corvos e vai por ai afora.
Nem num momento de tamanha tragédia este maldito país consegue enxergar suas mazeals.
Pobres crianças. Pobre Educação. Pobre Saúde. Pobre Segurança.Podres Poderes!!!
Como professora da rede e ex-moradora da rua onde está situada a escola. Assino embaixo deste post.
Muito há que se refletir antes de qq consideração. Infelizmente, muito mais há que se lamentar!
Giulia disse…
Cara Regina, bem-vinda de volta! Essa tragédia comoveu a todos nós, mas não podemos nos deixar levar pelo desespero. Estou indo ver seu texto. Um grande beijo para você!
Regina Milone disse…
Obrigada, Giulia!
É sempre bom trocar idéias e experiências com vc!!
E o que aconteceu na escola de Realengo merece muita reflexão de todos nós...
Grande beijo,
Regina.