Reunião com o "novo" Secretário Estadual da Educação



Em janeiro publicamos um post onde transcrevemos um pedido de reunião ao então novo Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Hermann Voorwald. Leia o post clicando aqui. Por via das dúvidas, protocolamos o documento na Secretaria e também o enviamos por e-mail, mas até o momento não fomos atendidos. Sempre que ligamos para pedirmos informação, a resposta é que "o secretário é muito ocupado". Nós também somos!


O secretário já dialogou com todos os sindicatos da classe, mas não demonstrou interesse em atender os pais de aunos e, no ínterim, os problemas estão se avolumando, problemas muito sérios, como vocês têm acompanhado aqui no blog. Por esse motivo pedimos ajuda à Comissão de Defesa da Cidadania da OAB-SP, da qual voltamos a participar este ano, dentro do comitê Educação. Estão conosco a Cremilda, o Mauro, o Tertuliano, o João (professor de Sociologia) e a Miriam (Assistente Social). Esperamos que o Secretário não nos negue um novo pedido de reunião, desta vez feito através da Comissão.


A Comissão de Defesa da Cidadania da OAB-SP iniciou seus trabalhos na semana passada e estamos confiantes de que poderemos contar com seu apoio. Também esperamos contribuir com seus lindos projetos, que visam atender e esclarecer principalmente a população de baixa renda, orientando-a sobre seus direitos e deveres.

Comentários

cremilda disse…
A gente começa pela parte mais dificil:
vamos ver se a OAB, vai mesmo nos ajudar.
se sair a audiência com o Secretario eu já adiantei.
quero ver a Cartilha dos Corvos recolhida e revogada.
só que o Governador ja falou no G1 da Globo que dsitribuiu uma Cartilha na escola orientando que diante de qualquer anormalidade a escola deve chamar a policia.
Pronto!
Para a nossa escola falida moralmente, calado e quietinho o aluno já está errado.
Se aluno abrir a boca, pode ser considerado anormal e policia nele ?
Governador....governador...

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola