Pular para o conteúdo principal

Mídia nota zero - A série XXV - Big brother na escola


O Fantástico iniciou uma série de reportagens para ilustrar a "realidade" da vida dos professores. Veja a primeira clicando aqui.

Como em todo reality show (que nada tem a ver com a realidade...) cada um dos "atores" faz a pose que mais lhe convém, nesse caso, os quatro professores escolhidos para participar das reportagens. Numa das cenas mais significativas, uma professora esbraveja sobre um aluno que a "fará enfartar" naquele dia...

Já se foi a época em que a mídia fazia jornalismo investigativo e buscava, realmente... a realidade. Lembro que uma vez, há uns vinte anos, eu estava na redação de um jornal quando ouvi uma repórter responder para seu chefe: "Não dá para inventar notícia!". Hoje, o próprio jornalista faz e, em muitos casos, ele próprio É a notícia.

O que mais preocupa é a reação dos alunos, pois, mesmo sem perceber, poderão assumir espontaneamente o papel que lhes é destinado no "script": o de vilões. Isso já começou com a garota encabulada com uma garrafa de guaraná que estourou na mochila e que revidou a provocação do professor.

Foi uma grata surpresa reconhecer no professor Walter um verdadeiro educador. (O outro, Ernesto, que "se diz" educador, está anos luz distante dessa condição.) Não sabemos como esses professores foram escolhidos, mas uma coisa é certa: se de cada 4 professores apenas 1 fosse educador, o ensino não estaria no marasmo em que se encontra. Mas talvez o telespectador não tenha essa noção, é até possível que antipatize com Walter, que aliás ganhou a pecha de "hiperativo", sendo essa a condição dos chamados "alunos-problema". Por sua vez, o Ernesto foi apelidado de "superexigente", portanto será certamente mais simpático ao público. O picadeiro armado pelo Fantástico já mostrou no que vai dar. E o palhaço, o que é??? É FANTÁSTICO!

Comentários

cremilda disse…
Eu e o Mauro falamos do Fantásco na TVALESP
Se quiser nos dar a honra da audiência, a apresentação será do sábado as 8 da noite.
TVA canal 66
Net canal 13
Acho que ficou uma boa cacetada, falando o que está no blog, mas escrevendo é uma coisa falando é outra.
Acho que ficou bom e vou pedir ao Mauro para colocar no You Tube
Giulia disse…
Beleza, já me programei para assistir. Mas os vídeos do Mauro são imprescindíveis!!! Fico no aguardo.
cremilda disse…
Pois é ...eu e o Mauro falamos do mesmo assunto, mas cada um do seu jeito....
Ficou bom mesmo, o Mauro fala bem mesmo.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…