Cremilda, a voz de Deus





A reportagem do Zero Hora foi publicada no dia 12/11/2010

Zero Hora ouviu Ferreira na quinta. A seguir trechos da entrevista por telefone.
carlos.wagner@zerohora.com.br
Zero Hora — Você agrediu a professora Jane?
Rafael Soares Ferreira — Não foi uma agressão.
ZH — Mas ela está com vários ferimentos. O que aconteceu?
Ferreira — Expliquei que a qualidade da apostila havia comprometido meu desempenho. Então, a senhora (Jane) ficou agressiva. Várias vezes o segurança entrou na sala. Ela insistia que eu não tinha o perfil para o curso e que deveria desistir. Queria que eu assinasse um papel. Fiquei em pânico, tinha medo de ser agredido. Disse que queria sair e que voltaria no outro dia.
ZH — Eles o impediram de sair?
Ferreira — Sim, o segurança impediu e ela entrou no meio. Eu queria fugir, e rolamos pelo chão.
ZH — Há relatos de que você a atacou com cadeira e depois a socos. Isso aconteceu de fato?
Ferreira — Eu estava sendo agredido e sufocado. É só isso que sei. A minha grande preocupação é com a minha imagem. O que vão dizer de mim? Tenho uma vida toda pela frente.
ZH — Testemunhas disseram que você luta jiu-jitsu. É correto?
Ferreira — É um baita mal-entendido. Sou um admirador das lutas marciais, não um praticante. Na verdade, sou apenas um motorista e estou vivendo um grande pesadelo.
ZERO HORA

Comentários

cremilda disse…
então, mas essa entrevista do Zero Hora aconteceu que dia?
no dia do ocorrido a TVRecord contou mais ou menos isso.
e na segunda edição o aluno já estava pincelado com as cores mais escuras possíveis.
Obrigada pela força.
Realmente é um caso de doer na alma
cremilda disse…
Giulia
Vai no Folha.com no caderno Coditiano onde estão falando de Araraquara. Tem uma professora que se chama Anna Paula, que é uma fera. Do tipo que odeia aluno e despreza os pais, ela posta cada barbaridade que merece respost.
Vai lá e dá uma força...
Giulia disse…
Também queria saber. O Mauro postou como comentário no seu blog, Cremilda.
movimentocoep disse…
Giulia,
A entrevista é de 12 de dembro de 2010.

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2010/11/eu-queria-fugir-e-rolamos-pelo-chao-diz-aluno-que-teria-batido-em-orientadora-3106953.html
cremilda disse…
Bem, deve ser recente, o Mauro é sempre antenado e expert em internet e não colocaria notícia velha.
NO dia que aconteceu o fato a Record inclusive conta que eram dois os agressores do aluno. Um segurança e um porteiro, A prof entrou na frente com os dois atrás e levou a cadeirada, depois os dois se atracaram com o aluno.
Conta do documento que queriam que o aluno assinasse e das declarações da Coordenadora Pedagógica.
Recebí email da OAB do Rio Grande do Sul informando que o caso ia ser encaminhado para a Comissão dos Direitos Humanos.
Uma barrigada desse tamanho, vai ser dificil a imprensa consertar, isso se quisessem consertar...

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola