Pular para o conteúdo principal

A voz do aluno nº 2

Damos continuidade à série A voz do aluno, este desconhecido. Desta vez, o depoimento não vai prejudicar o garoto que nos escreveu, por isso publicamos seu nome. Esta mensagem, aliás, é mais antiga e muito querida, pois reconhece a importância do nosso trabalho.


Meu nome é Diego, sou de Barra Mansa, RJ. Eu estou escrevendo porque um dia desses eu encontrei o Blog de vocês. E quero dar-lhes os parabéns e agradecer por essa ajuda que vocês dão à sociedade! Gosto muito de ler o Blog e tento divulgá-lo, pois é o mínimo que posso fazer por vocês!

Depois de ver escândalos, roubos de verbas e outras barbaridades políticas, achava que o Brasil não tinha mais jeito, pensava que não existiam pessoas honestas, e vocês mudaram completamente a minha concepção! Estou admirado pelo trabalho que fazem. Espero que continuem, e que algum dia alguém os ajude a ampliar essa solidariedade.

Eu quis fazer um curso mais a minha cara, que é direito. Porém esse curso é muito buscado e acabei me inscrevendo em vários vestibulares de universidades federais, mas não passei em nenhum! Como ultima solução, busquei o PROUNI, para um curso não muito concorrido que é Serviço Social. No caso, ele era a segunda opção! Sinceramente, eu juro ter até confundido com ciências sociais, só depois que eu entrei e tive as aulas que entendi o que estava relamente acontecendo. Estou cursando, mas espero um dia poder fazer o curso que sempre quis! Depois de formado, pretendo trabalhar e pagar o meu curso!

Pelo menos eu sou o segundo aluno mais novo da sala, vou completar 18 no proximo mês, e isso me dá vantagens. Mas estudei a minha vida toda em escola pública e queria me formar em uma universidade pública. Sem falar que aquela burocracia do PROUNI chegou a me dar medo! Nunca achei que para demonstrar que sou pobre era necessário um monte de papel. Eles deveriam ver o que eu como, onde eu moro, e entenderiam que essa bolsa é necessária! Agora que consegui, pretendo um dia ajudar aqueles que não podem, pois esse vai ser meu papel mesmo, né, "Garantir Direito"!

Se não existisse o PROUNI, acho que estaria trabalhando como motoboy ou cobrador de ônibus (não tenho nada contra a profissão), em vez de ter a oportunidade de mudar de vida!
E a respeito dos vestibulares eu tenho uma experiência imensa, pois fiz a UERJ, UFRJ, UFF, UniRIO e UFRRJ, além do PROUNI(ENEM) e do CEDERJ. Obs.: A UENF não tem Direito, por isso não fiz ela, foi a unica instituição federal do Rio em que não fiz inscrição!

A cada prova que eu fazia e não passava eu ficava mais nervoso comigo e com o meu ensino! Poxa, estudei 12 anos da minha vida em escola pública, para chegar nas provas e ter media 4? Todas as provas são cansativas, fazem perguntas querendo detalhes, só passa quem realmente estuda muito! Em todas as provas que eu fiz algumas pediam a escola e davam uma lista perguntando de qual eu era. Enquanto eu olhava a lista com mais de 80% de instituições privadas, eu me perguntava: cadê o ensino publico? (A lista era feita com base nos alunos que fizeram o vestibular anos antes...)

E quando eu ia para a sala de aula, entendia o porquê. De 40 alunos na sala, eu era o único que queria ensino superior de graça! Eu achava que era como aquela frase "Pior do que um pássaro ficar preso, é que ele se acostuma!" (mais ou menos isso). Ninguém quer lutar pelo que é nosso!

Um fato, as provas da UniRIO e da UFRJ foram as mais burguesas. Quando eu ia fazer a prova percebi o acumulo de Playboys e Patricinhas! Acho que uma minoria mesmo, mais ou menos 20%, não tinham condições de pagar a faculdade. Eu não sabia se ia fazer o vestibular ou se estava em um desfile de carros: Honda civic, C4, Peugeot 306, Meriva, e outro que eu nem sabia o nome, mas que sabia que eram caros!

Que país é este? que quem estuda em escola pública a vida inteira tem que se formar na particular, e quem faz ensino privado a vida inteira, vai para a universidade pública??? Eles estavam tirando uma vaga que era para mim e outros alunos! E o pior, ninguém liga!
É por isso que gosto do seu trabalho! Meus mais sinceros agradecimentos.



Leia agora o primeiro post A voz do aluno, clicando aqui. Foi um caos: quando o publicamos pela primeira vez, tivemos que tirá-lo do ar, porque o garoto foi duramente perseguido na escola! Só após o término do ano letivo (ele se formou no Ensino Médio ano passado) voltamos a publicá-lo. Já começou a entender porque falamos tanto da "escola tabu"?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…