Pular para o conteúdo principal

Cheque mate contra a direção da EE Aroldo de Azevedo


A diretoria da EE Aroldo de Azevedo não se conforma em permitir a entrada de alunos sem uniforme. A própria coordenadora pedagógica da escola, Elaine, insiste que a obrigatoriedade do uniforme foi votada pelo Conselho de Escola, portanto seria "legítima" (!) e vários profissionais nos enviaram mensagens apoiando a medida. Entendemos que o uso do uniforme nas escolas é uma questão menor que não merece atenção, diante do descalabro em que se encontra nosso sistema educacional. A própria EE Aroldo de Azevedo tem muito mais com que se preocupar, pois a nota IDESP da escola para o Ensino Médio em 2010 era de 1,02 e em 2011 diminuiu para 0,92...

Então, fique claro: este blog não é a favor nem contra o uso do uniforme, questiúncula que até nos irrita, em vista de descalabros como a aula vaga, a baixa qualidade do ensino, a expulsão de alunos etc. etc. etc.  O que não toleramos é que os alunos sejam IMPEDIDOS de entrar na sala de aula por falta de uniforme, que os pais sejam HUMILHADOS, tendo que assinar documentos em que declaram que não podem pagar pelo mesmo e que um Conselho de Escola se reúna para cometer CRIMES, como impedir o acesso da escola aos alunos e cobrar pelo uniforme, já que escola não pode emitir Nota Fiscal.

Para encerrar de vez essa questão, segue abaixo documento assinado pelo próprio Dirigente da Diretoria Regional de Ensino Leste 4 (à qual é subordinada a EE Aroldo de Azevedo), Prof. José Carlos Francisco, que não deixa dúvidas. Caso a direção da EE Aroldo de Azevedo continue discordando da determinação dada pelo Dirigente, pedimos que nos encaminhe sua resposta aberta ao Prof. José Carlos Francisco: teremos o prazer de publicá-la!




De: Diretoria de Ensino - Leste 4 - Dirigente Regional de Ensino
Enviada em: quinta-feira, 29 de março de 2012 12:42
Para: José Benedito de Oliveira
Cc: Joao Cardoso Palma Filho; Fernando Padula Novaes; Ouvidoria - SEE; Diretoria de Ensino - Leste 4 - Gabinete; yaragf@ig.com.br
Assunto: RES: URGENTE: Arrogância sem limites da diretora da EE Aroldo de Azevedo!

Prof José Benedito,

Informo que no dia 28/03, conversei com a Diretora da EE Aroldo de Azevedo sobre a frequência de alunos e uso do uniforme. Hoje (29/03), por ocasião da realização de reunião com Diretores de Escola, voltei a tratar do assunto com a Diretora, quando fui informado que os alunos estarão frequentando as aulas, normalmente.
Determinei que os alunos com ou sem uniforme devem frequentar as aulas, sem qualquer impedimento.

Estou à disposição para outros esclarecimentos.

José Carlos Francisco
Dirigente Regional de Ensino
Diretoria de Ensino Leste 4^

Acompanhe toda essa história desde o início, clicando aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…