Pular para o conteúdo principal

Guia Escolas, uma boa pedida



Temos recebido MUITAS reclamações de pais de alunos da rede particular, a maioria com problemas de aprendizagem, sendo que em muitos casos fica patente a própria incompetência das escolas. Em outros casos as queixas se referem à simples falta de urbanidade no trato com os alunos e até mesmo à diferença entre o que a escola promete na matrícula e o que entrega durante o ano letivo. Estão também chovendo denúncias de escolas que  "convidam" os pais de alunos a retirar seus filhos até mesmo no meio do ano, alegando os mais variados motivos. A maioria desses pais aceita o "convite", por medo de que os filhos passem a ser perseguidos na escola, caso eles insistam em mantê-los matriculados. Clique nos links para acessar alguns textos anteriores sobre problemas da escola particular:


E assim começa uma via crucis de correria em busca de outra escola, sendo que muitas vezes a escolha é apressada e não resolve o problema...

Tivemos acesso a um guia que pode ajudar os pais que se encontram nessa situação: é o Guia Escolas, da Editora Educacional, que você pode acessar clicando aqui. Ele traz informações de várias capitais do país e diversos outros municípios. Todas as escolas citadas apresentam seu histórico, a proposta educacional e os principais dados, inclusive o valor da mensalidade. Veja também as escolas que se dizem adequadas para alunos com necessidades especiais e converse bastante com a coordenação, antes de efetuar a matrícula. Se você estiver insatisfeito com a escola do seu filho, procure alternativas no seu município ou bairro. Acompanhe diariamente o trabalho que a escola realiza com seu filho, converse sempre com os professores, com a coordenação pedagógica e, principalmente, exija que a escola do seu filho tenha apoio psicopedagógico, principalmente na Educação Infantil. Veja o caso dessa mãe, que matriculou seu filho de 4 anos numa das escolas mais caras de São Paulo, onde foi colocado numa classe com 24 alunos, sendo que a escola não dispunha sequer de psicólogo para auxiliar na integração das crianças:


Cobre sempre resultados da escola dos seus filhos, de acordo com o que ela promete em sua proposta educacional, você está amparado pelo Código do Consumidor.

BOA SORTE! 

Comentários

Adriana disse…
Sou docente da rede pública e privada.
Estou assustada com a quantidade de escolas particulares abrindo por aí. Querendo, visando apenas lucro. Contratando professores despreparados, nem sequer formados. Que formam 90% do quadro docente. Como ter ensino de qualidade assim?
Inocentes (ou não) os pais aue são ludibriados por instituições de ensino assim.
Giulia disse…
Adriana, é mesmo uma lástima! Só mesmo esclarecendo os pais a respeito, mas infelizmente a maioria deles não cobra informações nem providências. Em nosso blog sempre alertamos sobre escolas não regulamentadas e cobramos maior fiscalização das autoridades. Você é de qual estado? Um abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…