A escola tabu nº 65 - Qual é o pior crime?

A mensagem que recebemos hoje de uma mãe vem mais uma vez confirmar que, na rede pública paulista, o aluno não passa de um número a serviço da corporação. A escola em questão é uma das "queridinhas" da Secretaria, com nota do IDESP suficientemente alta para garantir bônus e benesses para professores, funcionários e diretoria. 

O aluno? que não se atreva a ameaçar a meta atingida pela escola! Assim, por qualquer motivo fútil, ele é expulso. Leia a mensagem dessa mãe: 

Hoje estou precisando desabafar, estou triste, sou mãe e me sinto a pior de todas. Fui chamada hoje para retirar meu filho da escola porque ele atrapalhou a meta que a escola tem que alcançar em 40 dias. Meu filho foi parar na diretoria porque jogou o caderno no colega e segundo o diretor meu filho gritou com ele, assim disse que vai reunir o conselho e expulsá-lo... Ouvi meu filho também, ele tem 10 anos e distúrbio de atenção, mas durante este ano inteiro ele teve bom comportamento, não teve ocorrência nenhuma e aproveitou bem os estudos, socialmente também tem bom comportamento. Ele me contou que há algum tempo um garoto da sala de aula o provoca e a professora não liga para as queixas do meu filho, até que ele perdeu a razão jogando o caderno no colega. Foi no ato para a diretoria e chorando tentou explicar, mas o diretor não quis ouvi-lo, então ele tentou falar em tom mais alto, enfim por isso fui chamada na diretoria. Estou assustada pela decisão desse diretor e meu filho não quer ir para escola ...
Mãe de aluno de uma escola da DE Norte 2

Mais uma vez vamos questionar, na Secretaria da Educação, o comportamento pueril de um  diretor que não deixa falar uma criança de dez anos e a expulsa, alegando que o ato de um aluno atirar o caderno no colega pode comprometer a meta da escola! Isso, infelizmente, é  resultado da campanha que os sindicatos da "educação" fazem junto à mídia, responsabilizando o aluno e a família por tudo o que ocorre dentro da escola, desde questões disciplinares até a qualidade do ensino.

Agora vamos comparar os dois CRIMES: 
  • Uma criança de 10 anos atira um caderno no colega e acaba gritando com o diretor porque não é ouvida ao tentar se explicar.
  • O diretor da escola expulsa o aluno sem perceber a incompetência da professora que não soube lidar com uma questão disciplinar das mais banais possíveis.
A verdade é que as escolas só se preocupam com os índices (IDESP, IDEB), que mostram sua posição no ranking, o aluno é um mero acidente! Por sua vez, as Diretorias de Ensino e a Secretaria da Educação NÃO QUEREM TRABALHO NEM PROBLEMAS. Se os professores e os diretores não receberam treinamento para lidar com os alunos com um mínimo de psicologia, a escola que se vire! E a solução que as escolas costumam encontrar é a mais vil e sórdida possível: EXPULSAR os alunos. E ainda não entendem porque há tantos alunos fora do ensino fundamental ou médio?...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola