Pular para o conteúdo principal

A voz dos pais nº 3 - Um caso de superdotação

Recebemos dos amigos Claudemir e Cristina a seguinte mensagem e queremos parabenizá- los pela firmeza e  confiança com que buscaram a solução para o problema de sua filha Valéria, perfeitamente alfabetizada aos 6 anos e obrigada a cursar o 1º Ano por razões burocráticas.


Giulia e Cremilda,

Agradecemos por serem uma voz que fala a favor dos pais e alunos, que na maioria das vezes são ignorados pelas escolas, Delegacias de Ensino, Secretaria da Educação. Para eles é como se realmente fossemos mudos, como se não tivéssemos voz, eles nem sequer querem nos ouvir.

Agradecemos pelos textos tão bem escritos, realmente vocês têm o dom da palavra e o usam muito bem.

Graças a Deus e à ajuda de vocês, que nos colocaram em contato com a Secretaria da Educação em um momento em que já havíamos tentado de tudo, quando a aceleração da nossa filha parecia impossível, quando parecia não ter mais nenhuma saída, em conversa com os dirigentes, foi exigido um laudo que comprovasse que a Valeria tinha altas habilidades. Mesmo sabendo que não tínhamos condições de arcar com os custos de tal laudo (pois é caro), mesmo assim foi uma luz no fim do túnel. Confiamos em Deus e corremos atrás, encontramos o Núcleo Paulista de Apoio à Superdotação que nos auxiliou no laudo. A Valeria fez todos os testes, foi comprovada a superdotação, e depois de uma longa batalha (desde fevereiro), finalmente ganhamos a “guerra”.

Com a apresentação do laudo, a Valeria foi automaticamente acelerada de série e está muito feliz, se adaptou muito bem à nova turma e à professora, retomou o interesse pela escola.

Continuem esse trabalho sem desanimar, pois sabemos que lidar com essa gente é um árduo trabalho e eles vencem na maioria das vezes pelo cansaço. Mas todo esse esforço não é em vão. Somos a prova disso. O que vocês fizeram por nós, sem nos conhecer, sem preconceitos, não tem preço. Até pessoas próximas a nós não entendiam a nossa luta, mas vocês abraçaram a nossa causa. Agradecemos por tudo!


Nós é que agradecemos o encontro com pais tão esclarecidos e corajosos, Claudemir e Cristina. Recebam essas flores em homenagem à sua "superdotação" em cidadania!

Pais de alunos com habilidades especiais, leiam a romaria que os pais da menina Valéria enfrentaram clicando aqui e aproveitem suas dicas. Se a escola dos seus filhos não tiver sensibilidade ou competência para entender a necessidade de uma reclassificação, como foi o caso da menina Valéria, busquem um laudo de superdotação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…