Pular para o conteúdo principal

A escola pública como mercado persa!


 
Recebemos hoje de uma aluna a seguinte mensagem:

Na minha escola, este ano, a diretora decretou que o uso do uniforme é obrigatório. Até aí tudo bem, porém, nesta ultima sexta feira, os inspetores da escola passaram de sala em sala avisando que quem chegasse sem o uniforme não entraria.
O problema é que estou no terceiro ano e será meu ultimo ano na escola, além do fato de eu não achar um uniforme que me sirva.
O que me irrita é que realmente não me deixaram entrar e eu não posso perder as aulas, pois pretendo prestar vestibular e quero estar preparada para tal. Fora que a diretora esta pegando celulares e fones de ouvido nas dependências da escola, quando é proibido o uso deles somente nas salas de aula.
O que eu gostaria de saber é se através da denúncia eu conseguiria mudar algo, porque eu acho isso um absurdo, uma vez que a escola não fornece os uniformes e o uniforme completo custa mais ou menos R$ 150,00 (calça e camisa, somente).
Onde eu posso fazer essa denúncia, pois ouvi falar que a escola não pode proibir a entrada do aluno na escola, ao fazer isso está infringindo a lei.

Mais uma vez, autoritarismo na escola. A aluna está errada: "até aí" não está tudo bem, pois diretor de escola não pode "decretar" algo ilegal!

Está na cara que alguém está ganhando com a venda do uniforme na escola, mas, se forem perguntar para a tal diretora ela vai dizer que "toda a renda vai para a APM"... A escola é uma instituição pública e em instituições públicas é proibida a venda de qualquer coisa! Além disso, a entrada do aluno na escola não pode ser condicionada por nada, conforme Artigo 53º do ECA. Quanto à obrigatoriedade do uniforme, ela é proibida aqui em São Paulo pela Lei Estadual 3.913/83.

A grande verdade é que as escolas públicas tornaram-se verdadeiros mercados persa, com a venda de unformes, carteirinhas, xerox, cursos e outros serviços, além das infalíveis professorinhas e funcionárias que levam para a escola seus tricôs e artesanatos para oferecer... CHEGA DISSO! Escola é para o aluno aprender!!!

Independentemente de sua atitude ilegal e autoritária, a diretora da escola dessa aluna deveria se preocupar, em primeiro lugar, com a qualidade do ensino, pois a mensagem ESTAVA REPLETA DE ERROS DE PORTUGUÊS, que corrigimos apenas para que, mais uma vez, não surgissem comentários maldosos para falar das "pérolas" dos alunos, como se eles tivessem alguma culpa da péssima qualidade do ensino. Será muito difícil essa menina passar no Enem ou no vestibular, o que é uma pena, pois o Brasil precisa de pessoas questionadoras e corajosas como ela, que percebeu a manipulação da escola e veio a público para buscar uma solução. É muito fácil fazer graça com a desgraça dos outros, não é, Sr. Jô Soares?!

O único uniforme que aprovamos é o das imagens acima, "marca EducaFórum", que pode ser copiado à vontade por qualquer escola, rsrs...

Comentários

Evanielle disse…
Na minha escola os pais pediram uniforme, está errado?

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…