A nova roupa do rei. Decência?


Não adianta fazer pouco caso das grandes manifestações de rua ocorridas no mês de junho, que alguns   consideram fogo de palha. De agora em diante o Brasil não será mais o mesmo e muito ainda está por vir.

MUDANÇA DE FOCO
Há uma grande transformação em curso, que iniciou com uma simples mudança de foco, mas que promete ser uma grande mudança. O brasileiro ousou levantar o olhar para cima, para "otoridades" que ele só se atrevia a encarar de soslaio, cabisbaixo, acostumado ao cale-se e à arrogância do poder público. A posição ereta do brasileiro mostrou a nudez de figuras que ele meio temia, meio invejava, por serem o símbolo do "bem-se-dar-bem", mesmo carregando dinheiro nas cuecas ou mentindo descaradamente atrás de máscaras de bronze.

Mas a posição ereta do brasileiro não foi uma conquista individual, ela se deu de forma coletiva, como no conto de fadas em que uma criança percebe a nudez do rei, supostamente vestido com roupas ricas e vistosas. Bastou um grupo de jovens desafiar o governador e o prefeito do maior estado e município do país  com uma "questiúncula" de vinte centavos, para mudar o foco de visão de uma enorme população. Foi a gota d'água, após anos de repetidos escândalos que deixaram o país perplexo, mas mudo. De uma hora para outra, tudo veio à tona e mostrou a "nudez" de uma classe política que vendeu sua ideologia em troca de interesses pessoais ou corporativos e vomitou promessas de campanha prefabricadas por marqueteiros sem escrúpulos.

Ao assumir a postura ereta e encarar seus "representantes" olho no olho, o povo brasileiro percebeu a nulidade dos que o enganaram e deixou de ter vergonha de ser honesto, começando a cobrar seus direitos de forma coletiva e francamente ameaçadora. Ao se ver "nua", a classe política parece ter começado a assumir a vergonha que abandonou a população, a ponto de finalmente mostrar algum serviço... Cedo ainda para saber qual percentagem de hipocrisia, medo e estratégia mistura-se à vergonha dessas figuras que "não nos representam". Mas é bem simbólico e até agradável ver uma figura como o José Sarney sair pela  porta dos fundos, rs...


MUDANÇA DE VALORES
Talvez - e tomara - essa mudança de foco do brasileiro também reflita uma mudança de valores. Em lugar de valorizar o "bem-se-dar-bem" através da conquista de status, poder e bens de consumo, o brasileiro pode ter começado a apreciar outros valores, que aliás sempre estiveram implícitos na cultura do país, como a arte, o conhecimento, a solidariedade, a qualidade de vida. Pesquisas atuais mostram que os jovens estão fugindo de empresas que exigem uma atividade estressante, preferindo iniciar negócios próprios ou buscando organizações que se pautam pela ética e o respeito humano. Esta nova postura diante da vida pode estar também mudando a forma de o brasileiro encarar a classe política, exigindo mais respeito, mais ética, sobriedade e decência de seus representantes. Na hora do voto, o foco do eleitor poderá ser mais voltado para a atitude do que para a fala ou as promessas dos políticos, procurando conhecer como eles vivem, quantos imóveis ou carros possuem etc. etc. Político que diz preocupar-se com a população pobre não ostenta grande patrimônio nem enriquece vertiginosamente... Poderá ser o início de uma nova fase na vida pública, em que os políticos vão parar de rezar uma cartilha e praticar outra.

Comentários

Eliete disse…
A mascara caiu e de agora em diante, nao sera assim tao facil usar de artificios teatrais para iludir o povo!
Eliete Bento Carvalho Pinto/MS

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola