Pular para o conteúdo principal

Conselho de Escola não pode virar QUADRILHA!!!


Entende-se por quadrilha um grupo de pessoas que se reúnem para burlar a Lei. Isso é o que mais acontece nas escolas públicas de todo o Brasil! A rede pública de ensino não oferece nada do que está na Constituição Federal, assim prejudicando o desenvolvimento das nossas crianças e jovens:

Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;
III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
IV - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
V - valorização dos profissionais da educação escolar, garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, aos das redes públicas; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
VI - gestão democrática do ensino público, na forma da lei;
VII - garantia de padrão de qualidade.
VIII - piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação escolar pública, nos termos de lei federal. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 53, de 2006)

Poderíamos então afirmar que existe uma QUADRILHA que opera para evitar que a Constituição seja respeitada? Sim, poderíamos! Essa quadrilha deve ser provavelmente orquestrada pelo "Lobby da Escola Particular" em sintonia com diversos governos, que armaram o fechamento de milhares de escolas públicas em todo o Brasil, nas últimas décadas. Ao mesmo tempo, foram surgindo outras tantas escolas particulares de péssima qualidade, que ajudam a manter o posicionamento do país na rabeira dos índices mundiais. Bem, até aqui nada de novo. Todos sabemos que um governo ignorante não tem o mínimo interesse em educar seu povo!

Existe porém, no sistema educacional, uma outra QUADRILHA, ainda mais perversa do que a governamental: a QUADRILHA composta pelo Conselho de Escola, quando esse se dobra aos maus diretores, que manipulam os pais e alunos, jogando UNS CONTRA OS OUTROS.

Sabemos que a eleição dos segmentos pais e alunos do Conselho de Escola, EM TODO O PAÍS, costuma ser manipulada por diretores que não querem pais e alunos colocando o nariz na gestão escolar, apesar de a Constituição, em seu Artigo VI, garantir a "gestão democrática do ensino público" (veja acima). Esses diretores escolhem a dedo os "representantes" dos pais e alunos e os colocam contra a comunidade, para poderem continuar a agir de forma ilegal. Eles nem ao menos explicam para os pais e alunos o que é o Conselho de Escola, um órgão que deveria justamente zelar por uma gestão correta e democrática! Vejam por exemplo a mensagem que acabamos de receber de uma mãe:

"Gostaria de tirar uma dúvida: tive um problema na escola estadual do meu filho, com relação ao uso obrigatório do uniforme. Contestei a diretora com o argumento de que por lei estadual não é obrigatório usar uniforme em escolas públicas, e ela me disse que algum conselho, não me lembro qual, é maior que a lei estadual. Isso é verdade? Existe algum conselho que passe por cima de leis estaduais?"

Essa é uma mensagem típica, que demonstra perfeitamente a manipulação dos pais e alunos por certos diretores de escola. Eles costumam "usar" o Conselho de Escola para enganar pais e alunos, sem nem explicar como funciona e até se atrevem a declarar que ele teria força "superior à lei"!

Ora, que vergonha!!! Isso só ocorre por desinformação dos pais e alunos e pela omissão das Secretarias de Educação de estados e municípios, que também não têm interesse algum de entregar aos pais e alunos a co-gestão das escolas!

Por isso  recebemos avalanches de mensagens como essa e varamos as madrugadas para esclarecer aos pais e alunos o que é lei e o que é AUTORITARISMO. De uma vez por todas:

Nenhuma norma, seja de Regimento escolar, seja de Conselho de Escola, seja de Conselho de Classe, pode se sobrepor à legislação vigente em estados e municípios!!! Toda informação em contrário é MENTIRA E AUTORITARISMO!

Os Conselhos de Escola, em todo o país, tem sido manipulados para jogar pais contra pais e alunos contra alunos, a fim de que a direção das escolas possa fazer o que bem entende, contrariando a legislação, sem dar satisfação a ninguém, pois não há fiscalização!  A expulsão de alunos pelo Conselho de Escola é uma das maiores pragas da "educação" brasileira! Atiça-se os pais dos alunos "bonzinhos" para que dêem seu voto para expulsar os "pivetes", como a nossa "grande" mídia os costuma descrever:





Você, que é pai, mãe ou aluno da rede pública, não se deixe manipular! Conselho de Escola não pode virar QUADRILHA! Exija que no próximo ano sua escola realize a ELEIÇÃO DEMOCRÁTICA DO CONSELHO e candidate-se a representante de pais ou alunos! Ajude a desmascarar essas QUADRILHAS e a mudar a gestão das escolas!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…