Pular para o conteúdo principal

A escola sem educação



Por estes dias recebemos duas mensagens de alunos que mostram bem o que sempre colocamos aqui: o maior problema da escola pública brasileira NÃO é a qualidade do ensino, mas a... falta de educação!

Ambas mensagens mostram duas escolas bem "mal-educadas": a primeira tem uma diretora desequilibrada e muito provavelmente corrupta, a segunda tem uma direção relapsa e omissa. Com esses exemplos, como exigir que nossas crianças e jovens desenvolvam um comportamento ético??

Esclarecemos que não se trata de casos isolados, o que é raro é receber mensagens tão claras como as duas que copiamos abaixo. Resguardamos o nome das escolas e dos alunos, porque o sistema educacional brasileiro é muito autoritário e qualquer denúncia provoca perseguições e represálias que nunca falham! Publicar o nome das escolas desencadeia terríveis "caças às bruxas", em que alunos são chantageados e pressionados até delatarem colegas eventualmente inocentes, para se livrarem das ameaças. 

A escola pública brasileira, em geral, carece de educação justamente por parte daqueles que deveriam ser exemplo e modelo! E ainda tenta esconder essa falha atrás de uma cortina de fumaça que virou hit em toda a sociedade: a expressão "A educação vem de casa"...

Mensagem de um aluno da rede estadual de São Paulo:
Ontem, 15 de maio, a diretora chamou a polícia e fez um boletim de ocorrência contra mim (sou menor de idade, mas meu pai foi junto) alegando coisas absurdas como por exemplo que eu teria dito que explodiria ela e a escola, ela me humilhou e ainda queria que eu fosse na viatura como se eu fosse um bandido. Não é a primeira vez que ela me humilha, uma vez no intervalo fui falar com ela bem educadamente e ela apontou o dedo na minha cara e disse que não falava com alunos sem uniforme, fui explicar a situação e ela disse que era problema meu e que não tinha nada a ver com isso e saiu andando. Ontem, também, ela mandou a professora mediadora ir entregar uma convocação pros meus pais irem lá e falou que ela [diretora] não ia mais falar comigo. Bom... não da pra explicar tudo por aqui, mas além desses problemas tem coisas absurdas como maltratar professores e funcionários, mandar embora alunos sem uniforme, aulas vagas de monte, etc...

Mensagem de uma aluna da rede pública de Goiás:

Estou com uma dúvida em relação as condutas de coordenadores e diretores da minha escola, gostaria que vocês pudessem me orientar. Curso o ensino médio em um colégio estadual no horário noturno, ontem levei minha carteira e meus documentos, pois iria realizar a inscrição do enem. Na hora do recreio despercebida deixei minha carteira embaixo da própria carteira escolar(mesa escolar), e terminando a aula fui embora e a esqueci. Pela manhã fui buscar a carteira no colégio e percebi que estava vazia, levaram uma quantia em dinheiro e todos os documentos e papéis importantes que ali estavam. 

Devido a isso fui procurar o diretor e a coordenadora ( mesmo ciente que será difícil recuperar o dinheiro) e me disseram que eles não podiam fazer absolutamente nada. Aí surge minha dúvida, é claro que sei que eles necessariamente não conseguirão recuperar os pertences, mas nem ao menos conversar com a turma, ou com o colégio, explicar o ocorrido, orientar aos alunos que essas práticas são crimes e não podem ser praticadas em lugar algum, muito menos no colégio? Será que eles não podem fazer nada mesmo? Não digo acusar alguém, ou aplicar algum  método severo, mas nem ao menos conversar e explicar ao colégio eles não podem? A escola é um lugar que prepara cidadãos, e será mesmo que eles não podem nem dar um conselho e orientar a escola em geral, na esperança de quem cometeu esse ato nunca mais pense em fazer isso novamente, ou a menos se conscientize e devolva apenas os documentos, que são os mais importantes de fato. Então, minha dúvida é essa, o diretor e o coordenador não podem ajudar de nenhuma forma?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…