Rubem Alves tinha razão?


Já dizia Rubem Alves que os professores quase não olhavam para as crianças, o que ficava patente porque eles nunca falavam de seus alunos, a não ser de forma negativa...

De fato, a coisa mais rara é ouvir ou ler algum depoimento de professor (incluindo todos que se dizem "educadores", como os coordenadores, diretores de escola e demais profissionais da educação) falando positivamente sobre algum de seus alunos. Quando eles falam, trata-se geralmente de queixas, tanto que nas salas dos professores, seja na rede pública ou na particular, o aluno costuma ser considerado um estorvo (confirmado por profissionais que não aguentaram permanecer na profissão e abandonaram a rede).

A  Exame.com publicou uma notícia que provavelmente confirmaria a visão de Rubem Alves, se o assunto já não tivesse sido abafado. Alunos do colégio Bandeirantes tiveram acesso a dados sigilosos do colégio sobre os próprios alunos e divulgaram esse conteúdo. O colégio entrou imediatamente na justiça para retirar das redes sociais as informações e os vídeos que os alunos compartilharam. Sobrou porém uma pérola que fala por si, mostrando como uma tal criança era vista por seu "educador" (a):

"Tem olheiras, boca de ódio, tem cara de criança de filme de suspense."

Deus proteja os alunos que divulgaram os dados sigilosos do colégio! Sua vida, daqui para frente, vai virar um verdadeiro inferno...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola