A desestruturação de 1995 - Escolas desativadas!




Neste segundo post sobre a "reestruturação" das escolas estaduais iniciada em 1995 (o primeiro foi Bomba, BOMBA!! Não caia na conversa do Geraldo!) você vai ver o que ocorreu no ano seguinte com algumas das 150 escolas desativadas e como essa "reforma" prejudicou alunos e famílias. A reportagem, datada de 29 de maio de 1996, é do finado Diário Popular e foi assinada pelo então repórter Moacir Assunção, hoje jornalista e escritor de renome. E aí, Moacir, não vai comentar essa "nova" reestruturação do Geraldo? Não seria mais do mesmo?... 

Essa reportagem está mais conservada que a primeira matéria que publiquei. Mesmo digitalizada é bem legível, então não vou digitá-la. Basta você clicar na imagem pra ampliá-la e ter uma boa leitura. Se tiver dificuldades, dê uma chorada que eu digito... rs

Chama a atenção o triste fim da escola "Chiquinha" e de seus alunos, que além de terem sido remanejados para longe, perderam a noção de pertencimento a uma escola onde a comunidade estava muito presente.

Fique de olho: vou digitalizar e publicar ainda muitas reportagens da época da primeira "reestruturação" da rede estadual de ensino, para você entender os reais motivos do Geraldo e de seu desgoverno. Mais tarde segue uma matéria sobre crianças que foram obrigadas a estudar no período noturno, e amanhã você vai saber como eram aplicadas as verbas destinadas à manutenção e desenvolvimento do ensino. Hoje, a "caixa" está ainda mais preta...

Você, que tenta obter informações mais consistentes sobre a educação no estado e no país, já deve ter percebido que não existe jornalismo investigativo na grande mídia atual, de rabo preso com o governo A, B ou C. Tenha certeza de que hoje você não encontra matérias tão informativas como estas que publicavam os finados Diário Popular e Jornal da Tarde. Sinal dos tempos e da necessidade de derrubar toda a mídia corrupta!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola