Expulsão ilegal reconfirmada


Hoje, dois dos alunos expulsos da EE Jardim Iguatemi foram novamente ouvidos pelo Conselho de Escola, se comprometeram a melhorar seu comportamento e rendimento escolar, mas a expulsão foi reconfirmada, após três horas de um longo julgamento inconstitucional e sem consistência, presenciado e apoiado pela Dirigente de Ensino Leste 3, que, assim como a COGSP, não soube informar qualquer instrumento legal que possa sobrepor-se à Constituição, legitimando a expulsão de alunos da escola.

Pude assistir a reunião, mas sem o direito à palavra, portanto não pude fazer perguntas. No final da reunião, deixei o seguinte depoimento para reflexão dos membros do Conselho:

Estou muito triste, porque seres humanos em formação são humilhados, constrangidos, julgados e expulsos da escola sem direito a uma segunda chance. Durante a reunião não foi colocado nenhum fato GRAVE que justificasse uma punição tão GRAVE como a expulsão da escola.

Perguntas que não tiveram resposta:
  • Os pais receberam cópia do "inquérito" que incrimina seus filhos?

  • Qual é o instrumento legal que se sobrepõe ao direito constitucional dos alunos estudarem e permanecerem nesta escola?
Com muita tristeza e pesar, pergunto ainda: qual dos membros desse "juri" esteve sem pecado para atirar a primeira pedra?

Comentários

cremilda disse…
Não,não e não
De jeito nenhum
Vamos entrar via Procuradoria Geral da Justiça
Vamos ver se o Procurador concorda com essa aberração
O Dr Frasseto se ofereceu, ele vai pegar esse caso, é só levar as mães até ele...
Vamos em frente.
Acha que a dirigente não estaria do lado da diretora ?
Imagina é tudo na mesma panela...
Nalva disse…
e você achou mesmo que a Dirigente ia ficar do lado da legalidade?
imagina....
Santa ingenuidade....
Tendo a cobertura da Cogesp e da SEE elas pensam que podem tudo...
mas não podem tudo não...
ANTONIO disse…
É INFELIZMENTE, D. CREMILDA EU ESTAVA PRESENTE AO CONSELHO EEM NENHUM MOMENTO VI NENHUMA VONTADE DAS SENHORAS D. MARIA HELENA E D. EDNA, EM TER OS MENINOS NA ESCOLA, E TBM NÃO VI NADA QUE CAUSASSEA EXPULSÃO DOS ALUNOS, EU COMO MENBRO DO CONSELHO ESTOU MUITO TRISTE EM VER QUE ALGUNS CEDEM FACILMENTE AS ORDENS ARBRITARIA DA DIRETORA FUI E SOU CONTRA ,ÃCHO QUE UM GRUPO DE PESSOAS QUE SE FORMAM PARA BURLAR AS LEIS, E NÃO DANDO A MINIMA CHANCE PARA CRIANÇAS QUE COMO AQUELAS ESTAVAM DISPOSTA A MUDAREM SEUS COMPORTAMENTOS, CHORANDO COMPULSORIAMENTE SAIRAM DA SALA DE CABEIXA BAIXAS, SUA AUTO-ESTIMA NO CHÃO, QUE ÉPAI COMO EU TENHO CERTEZA QUE SENTIRAM A MESMA COISA, JÁ OS PROFESSORES, CHAMADOS POR ELAS FORAM CATEGORICAS EM TIRA-LOS DA ESCOLA, PROFESSORES QUE NEM SEQUER DERAM AULAS PARA ELES ,NÃO SABE DOS PROCEDIMENTOS DELES NA ESCOLA, MAIS POR MEDO DA SENHORA SUZI DIRETORA, VOTARAM CONTRA OS ALUNOS, COMO CHAMA ESSAS PESSOAS QUE SE JUNTAM FZEM UM TRIBUNAL, COM A SENHORA D SUZI COMO JUIZA, E OS PROFESSORES COMO TESTEMUNHA DE ACUSAÇÃO TINHA MAIS DE 25 PESSOAS, 4 SOMENTE ERAM PAIS, FATALMENTE QUEM GANHARIA A QUESTÃO? É INACREDITAVEL COMO PESSOSAS QUE FORAM FORMADAS PARA EDUCAR E ENSINAR, SIMPLESMENTE SÓ PENSAM NO SALARIO QUE GANHARAM NO FIM DO MES,EU COMO MENBRO DO CONSELHO FIQUEI PERPLEXO COM TAL ATITUDES,
loide S oliveira disse…
NÓS MÃES IREMOS d. CREMILDA, TODA AJUDA PARA NÓS SÃO VALIDAS,APESAR DE QUE A d, Suzi dizer que o veredito dela foi esses e não vai mudar, os alunos estçao sem escola, pr as mães não assinaram as transferencias, são apena crianças com 15 anos de idade repito) eles querem que os alunos vão para uma escola , longe de casa onde terão que pegar condução, com o pai desempregado acha que eu tenho condições de ter 4.60 todos os dias para eles estudarem?socorro, faz alguma coisa por nós .
Cremilda disse…
Então Loide e senhor Antonio
Espero os senhores
Tenham a tarde de amanhã livre.
Não podemos aceitar esse tipo de coisa não
Liguem para mim e a gente combina
Depois colocaremos no blog.
Vamos procurar a Procuradoria Geral de Justiça.
O Procurador, pelo que se ouve falar dele é uma pessoa proba.
O defensor público também
Então vamos em frente.
Lembrem-se que essa guerra não é só de vocês da Escola Jardim Iguatemi
São milhares de alunos passando pela mesma coisa.
O que fizerem agora, será por muito mais gente indefesa que vocês possam imaginar.
O depoimento do Sr Antonio será de muita importancia.
Conto com ele também.
A Apeoesp tem 40 advogados, medalhões e as professoras com essa conduta são muitas.
Elas são muitas, mas não sabem voar....
Contra Pessimos Professores disse…
Não da....não consigo acreditar nisso !! é dificil!! não é possivel!! é inacreditavel isso!! não dá para engolir!! ..........!!!!!!??????????,...O Mundo demorou alguns anos para acreditar oque aconteceu com os Judeus !!! Nós estamos tendo o Holocausto Cultural, A Barbárie da degeneração Humana com quem depende o futuro, nossas crianças !!.
Cremilda disse…
Então vem a pergunta:
Para que servem as professoras nota zero?
E a resposta:
Para ajudar a direçao da escola a expulsar alunos.
Essas professoras fazem esse triste papel para não perder o emprego.
Sendo nota zero, elas não podem trabalhar em escola nenhuma, em escola particular muito menos.
Então elas se juntam na panelinha e assinam tudo que a diretora quer.
Fica assim combinado ...
Eu não sei ensinar, não tenho nenhuma capacidade, você me atura e eu assino tudo que você quer.
Pode ser coisa imoral e ilegal que eu ajudo, sei que a diretora da escola pode fazer quaisquer coisa que nunca será punida mesmo.
A informação:
Eram 25 professoras condenando os alunos e a maioria não era concursada.
As concursadas não precisam se prestar a esse papel, algumas se prestam por conta do mau caratismo
As educadoras de fato, aquelas que tem noção da importancia do seu trabalho na formação do cidadão, essa não faz parte de Conselho de Escola...
Mauro A. Silva disse…
Giulia,

Está na hora de denunciar as autoridades omissas.

suspensão e expulsão são crimes praticados contra as crianças.
Cremilda disse…
Giulia
A sua parte você está fazendo e de modo brilhante.
Agora "é nóis" rs.rs.rs.
Hoje teve reunião na Cogesp
A arrogância da diretora é que estava pensando que tinha as costas quentes demais
Agora que a chapa ameaça esquentar, e quando o navio começa a afundar os ratos são os primeiros a correr.
A dirigente deu o maiorrapoio para as tias e para a diretora, vamos ver se ela vai confirmar que a funççao das Diretorias de Ensino é para defender as escolas que cometem esse tipo de abuso.
Anônimo disse…
A Delegacia de Ensino é a Leste 3
ilda disse…
Sou uma das partes interessadas e este caso eu já havia comentado com o Dr. Frasseto que se mostrou realmente uma pessoa coerente, na época ele me deu algumas informações e não o procurei novamente, mas vou entrar em contato com ele novamente e ele com certeza vai se lembrar do caso.
Xará disse…
Ilda
Não entendi muito bem
Você é interessada, mas é do lado das tias ?
Bem, se for do lado das mães da ordem e da justiça ótimo
Mas se é professora, lembro que o Dr Frasseto é um defensor público
Ele não defende professora
Quem defende professora é o Governador, a Secretária de Educação, a Cogesp e a Apeoesp com 40 super advogados.
Marcia Martins disse…
Sou uma mãe persistente e não pretendo desistir,aceitar essa decisão sem contestar é o mesmo que dizer para meu filho que não existe Justiça. Já imaginou se todos os filhos que cometessem erros seus pais o colocassem para fora de casa? Sendo a escola um complemento não deveria ter sido tratado o assunto de outra forma? Deveria ter um trabalho pedagógico e não apenas PUNITIVO. Sou do lado da lei, portando se eu me convencer que esse conselho realmente é Soberano e o meu filho não tem o direito de continuar nesta escola, com certeza vou acatar, caso contrário não vou desistir, para muitos ele pode apenas ser um número, mas para mim ele sempre será meu filho e me orgulho muito por ele ter suportado até agora toda essa pressão,que está afetando não só a ele, como a familía, os amigos, enfim todos que conhecem o caso.
Gostaria muito que as autoridades competente tivessem ao menos a boa vontade de apurar todas as denúncias que já foram feitas.
Ilda disse…
Estou do lado da verdade e de todas as pessoas, principalmente dos pais que acreditam nos seus filhos, admiro pessoas que lutam por causas justas, sou muito próxima desta familía batalhadora, que trabalha, paga seus impostos e quer que se faça valer seu direito como cidadão.
cidinha disse…
estou indignada com o que acontece nesta escola.Bela viola por fora pão bolorento por dentro.É incrivel como todos se calam perto dela. Habacuque 1;4 DIS"PORTANTO,A LEI FICA ENTORPECIDA E A JUSTIÇA NÃO SAI.VISTO QUE O INÍQUO ESTÁ EM TORNO DO JUSTO,POR ISSO A JUSTIÇA SAI PERVERTIDA".
até quando eu me pergunto
meire..conselheira disse…
agora que as m'aes est'ao descobrindo que existe lei vamos juntar todas elas, se explodir o ouvidos d secretario, diretores, supervisores, se n'ao valem nada o que est'ao fazendo ,so ganhando nosso dinheiro.... as palavras de vcs contras esses diretores n'ao valem nada ficaram foi com medo dela isso eu vi....
meire disse…
sabe Marcia, pra eles seu filho [e mais um numero,eles n'ao sabe no minimo o que quer dizer solidariedade,humuldade muito menos, s'ao os donos da raz'ao,eles tem o poder nas maos,eles mandam e desmandam,agora gente como n[os que n'ao aceitamos isso,eles descontam nos irm'aos que estudam, primos ,por causa de nos pais que n'ao se dobramos e nem aceitamos nossos filhos humilhados...os alunos pagam e infeilizmente nao tem ninguem por nos, vc nao viu as colegas de trabalhos se cumprimentando quarta-feira por acaso vc achou que elas iam contra a SOBERANA... logico que nao ne.....
maria c. lopes disse…
Quanta inocencia !!! A quadrilha formada , atacando e todos aqui acreditando em papai noel.

temos o caso EE David Eugenio e outros mais que ficaram para tras.

Na hora h , quando contamos com pessoas que sofrem dentro de uma escola presenciando os fatos, elas simplesmente pulam fora .Ou melhor vão para o lado da diretora , dirigente e outros.

Muitas dessas pessoas da EE David estão caindo na real somente agora, muitas professoras estão se aposentando pq não aguentam a megera.É uma pena que essa ficha só está caindo agora.

A diretora continua dando show e detratando a todos , bate no peito e diz que quem manda lá é ela.

UM ABSURDOOOOOOOOOOOO
Anônimo disse…
Está "na moda" os diretores das escolas públicas paulistas convocarem o Conselho, do qual são presidentes, para promover a expulsão de alunos. Essa prática não tem respaldo em lei alguma; ao contrário, fere a Constituição Federal, em seu Artigo 206, e o ECA, em seu Artigo 53:

A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes:

I - Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola
II - Direito de ser respeitado por seus educadores
III - Direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores
V - Acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência

De acordo com o princípio de igualdade contido na Constituição, a escola não pode discriminar os alunos, NEM PROMOVER JULGAMENTOS que não sejam a avaliação de seu rendimento escolar. O acesso e permanência na escola próxima é também outro direito indiscutível.

O que, então, permite a um diretor de escola promover a expulsão de 20 alunos em uma única reunião de Conselho, COM O AVAL DE INSTÂNCIAS SUPERIORES, que, pelo contrário, deveriam atender os pais em seu direito de contestar os abusos da escola?

A conivência da Secretaria Estadual da Educação com essa prática medieval de JULGAR, CONDENAR e EXPULSAR SUMARIAMENTE alunos pelo Conselho de Escola é inaceitável, visto que esses TRIBUNAIS DE EXCEÇÃO costumam contar com a presença de supervisores e até dirigentes de ensino.

Esses JULGAMENTOS são sessões de inquisição, humilhação e constrangimento, em que um "inquérito" contra o "réu" (aluno) é lido e julgado, MUITAS VEZES APÓS A DIREÇÃO DA ESCOLA JÁ TER DELIBERADO A EXPULSÃO DO ALUNO, como ocorreu por exemplo no caso deste relato http://educaforum.blogspot.com/2009/01/escola-tabu-serie-numero-3.html, em que a diretora da escola tinha em mãos o papel da transferência com carimbo da Diretoria de Ensino e DATA ANTERIOR à da reunião do Conselho!

O motivo de tanto autoritarismo está na fala dos diretores e supervisores de escola que adotam essa prática: A ESCOLA É MINHA!

Já não basta as escolas deixarem de cumprir seu papel mínimo de alfabetizar os alunos, ainda os expulsam a rodo! Somente um esclarecimento amplo da própria SEE para toda a rede poderia reverter o número assombroso de alunos expulsos a cada ano das escolas públicas paulistas. Mas isso parece não ser do interesse da Secretaria, pois bastaria uma canetada para PROIBIR QUE ALUNOS POSSAM SER JULGADOS, CONDENADOS E EXPULSOS PELO CONSELHO DE ESCOLA. Simples assim! Bastaria uma canetada... se houvesse seriedade! Entretanto, se considerarmos que a LEI 3913 PROÍBE A EXIGÊNCIA DE UNIFORME, mas A MAIORIA DAS ESCOLAS BARRA A ENTRADA DE ALUNOS POR FALTA DE UNIFORME, vemos que a legislação, nas escolas públicas paulistas, não passa de papel de embrulho, pois nada consegue limitar o império da corporação.


Com a palavra, o Sr. Governador José Serra!
Postado por Giulia às 2/18/2009 02:19:00 AM 3 comentários
édna e mara mães inconformadas disse…
le isso que foi postado com atençao quem sabe aprende um pouco , mais leia e medite errar é humanho persistir no erro é burrice .
lindalva ..mãe disse…
leia mais essa D. Suzi..pergunta ual oaluno ai que gosta dasenhora paz um pesquisa, mais sem intimidarEstá "na moda" os diretores das escolas públicas paulistas convocarem o Conselho, do qual são presidentes, para promover a expulsão de alunos. Essa prática não tem respaldo em lei alguma; ao contrário, fere a Constituição Federal, em seu Artigo 206, e o ECA, em seu Artigo 53:

A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes:

I - Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola
II - Direito de ser respeitado por seus educadores
III - Direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores
V - Acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência

De acordo com o princípio de igualdade contido na Constituição, a escola não pode discriminar os alunos, NEM PROMOVER JULGAMENTOS que não sejam a avaliação de seu rendimento escolar. O acesso e permanência na escola próxima é também outro direito indiscutível.

O que, então, permite a um diretor de escola promover a expulsão de 20 alunos em uma única reunião de Conselho, COM O AVAL DE INSTÂNCIAS SUPERIORES, que, pelo contrário, deveriam atender os pais em seu direito de contestar os abusos da escola?

A conivência da Secretaria Estadual da Educação com essa prática medieval de JULGAR, CONDENAR e EXPULSAR SUMARIAMENTE alunos pelo Conselho de Escola é inaceitável, visto que esses TRIBUNAIS DE EXCEÇÃO costumam contar com a presença de supervisores e até dirigentes de ensino.

Esses JULGAMENTOS são sessões de inquisição, humilhação e constrangimento, em que um "inquérito" contra o "réu" (aluno) é lido e julgado, MUITAS VEZES APÓS A DIREÇÃO DA ESCOLA JÁ TER DELIBERADO A EXPULSÃO DO ALUNO, como ocorreu por exemplo no caso deste relato http://educaforum.blogspot.com/2009/01/escola-tabu-serie-numero-3.html, em que a diretora da escola tinha em mãos o papel da transferência com carimbo da Diretoria de Ensino e DATA ANTERIOR à da reunião do Conselho!
os alunos ,
luiz carlos da ee iguatemi disse…
Vão vc alunos formam um conselho de classe contra essa arbritariedades ,se eles podem porque vcs não? juntos vcs consegue ,formam um conselho e dicscordam do que esta acontecendo aí dentro desse quartel, nos ja estamos sabendo que ela escreve coisas a mais no livro de ocorrencias tem alunos ja que ja terminaram e eles aprovam isso. estamos caçando mais provas ... deixa com nós tias ..... vovozonas
Jose Luiz disse…
ela fala que os aluno não vai ser nada na vida e chama de pica pau, mas ela parece uma arvore de natal inchada
Anônimo disse…
tenho uma novidade, a Diretora Susy que ficou fora da escola durante o ano de 2.009 quando os alunos retornaram a estudar, voltou para trabalhar no Colegio Iguatemi, sera que voltaremos a ter problemas?
Anônimo disse…
INFELIZMENTE ELA VOLTOU E VOLTARAM OS PROBLEMAS, ATÉ COM AS OBRAS DA DERSA ELA SE METE, O PIOR É QUE VOLTOU COM FORÇA TOTAL
Anônimo disse…
COMO POSSO SABER SOBRE CONSELHO NAS ESCOLAS, HOJE ESTÁ TENDO REUNIÃO COM COM OS PAIS E NINGUÉM INFORMOU NADA SOBRE O CONSELHO NA ESCOLA IGUATEMI E QUANDO OS PAIS PERGUNTARAM , NINGUÉM SOUBE RESPONDER, IGUALZINHO AO ANO PASSADO TUDO AS ESCONDIDAS E CLARO O UNIFORME SENDO VENDIDO DENTRO DA ESCOLA

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola