Seu argumento é a força?


Excelente, a sugestão da amiga professora Glória para ler o artigo do psicanalista Contardo Calligaris sobre castigos físicos (clique neste link), que vai na contracorrente da opinião pública brasileira.
A sociedade brasileira parece estar de acordo de que "um tapinha não dói", nem um murro, uma surra ou outra medida "pedagógica" que envolva a agressão física. Eu disse medida PEDAGÓGICA, é assim que a sociedade brasileira parece encarar os maus tratos impingidos a crianças e adolescentes. Curiosamente, fala-se dessas medidas "pedagógicas" somente no que diz respeito ao ambiente doméstico, como se elas não existissem na escola.

Para bom entendedor, meia palavra basta. Se a agressão física é amplamente aceita no ambiente doméstico, muito mais o será na escola, esse ambiente "pedagógico" por excelência...

Para deleite daqueles cujo argumento é a força, segue um link que apresenta algumas medidas "pedagógicas" praticadas em escolas nos dias de hoje. A palmatória? Que coisa mais antiquada, rs.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola