A escola tabu nº 15 - Mais mentira e covardia

Palavra de mais uma professora no exercício de seu "sacerdócio":

“Eu cheguei até a sala de aula pra lecionar pra eles e fui agredida. A primeira agressão que tive foi um empurrão que eu quase caí no chão. Uma das meninas pediu para ir ao banheiro, eu pedi que aguardasse um pouquinho, porque tinha gente lá fora, ela me acusou que eu não deixei ela ir, eu falei: ‘Filha, eu simplesmente deixei você ir ao banheiro, só que precisava da colega chegar’”.

Como sempre, a professora é agredida "do nada".

Leia agora o comentário do diretor da APEOESP, o sindicato mais competente do Brasil, que conseguiu dominar a grande mídia e formar a opinião pública vigente sobre o coitadismo do professor:

“Os professores estão sendo agredidos a todo o momento, os funcionários agredidos a todo o momento..."

Veja agora a reportagem sobre a suposta agressão à professora por parte de alunos de oito anos de idade.



Vamos lembrar aqui outro caso de mentira e covardia.

Comentários

cremilda disse…
Giulia
Mandei um email para você
Para combinarmos algo a respeito da Lucas Rosquel Rasquinho
Você não respondeu, não recebeu ?
Giulia disse…
Não recebi, Cremilda! Por favor, reenvie: educaforum@hotmail.com
Vamos combinar, sim! Mas pelo jeito o "São Benedito" morreu, rsrs...

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola