Seu moleque de merda!

Já ouviu alguma autoridade da escola chamar você, aluno, por esse nome? Eu até ouvi professora chamar uma classe inteira de "merda", leia clicando aqui.

Não aceite ser tratado dessa forma, você merece respeito! Já já vamos contar uma nova história desse tipo aqui.

Da caixa de comentários

Anônimo diz:
O contrário, aluno insultando o professor, acontece todos os dias. Palavrões são o bom dia na escola brasileira. Ou será que você acha aceitável aluno boca suja?

Vera Vaz responde:

São duas coisas completamente diferentes!!!!!!!!!!
O aluno é um ser humano em formação e é por isso que seus atos tem peso e significado diferente do que se atribui aos adultos e com mais razões ainda se espera de um professor atitudes exemplares!
Eu sempre me assusto com esses comentários em que o professor quer se colocar em pé de igualdade com os alunos, pois isso quer dizer que ele simplesmente não entendeu sua missão e função e portanto não consegue se posicionar como educador, sendo assim não conquista o respeito e a liderança que seu cargo exige.

Comentários

Anônimo disse…
O contrário, aluno insultando o professor, acontece todos os dias. Palavrões são o bom dia na escola brasileira. Ou será que você acha aceitável aluno boca suja?
Giulia disse…
Anônimo, com um exemplo desses...
Vera Vaz disse…
Anonimo
São duas coisas compketamente diferentes!!!!!!!!!!
O akuno é um ser humano em formação e é por isso que seus atos tem peso e significado diferente do que se atribui aos adultos e com mais razões ainda se espera de um professor atitudes exemplares!
Eu sempre me assusto com esses comentários em que o professor quer se colocar em pé de igualdade com os alunos pois isso quer dizer que ele simpjesmente não emtemdeu sua missão e função e portanto não consegue se posicionar como educador e sendo assim nãu conquista o respeito e a liderança que seu cargo exige.
cremilda disse…
Vera
Quando o professor quer mostrar para o aluno que é o BOM, é sinal que ele é muuuito RUIM;
Quem é bom não precisa provar nada.
Ele é e pronto.
cremilda disse…
Giulia
Estou comichando com vontade de soltar um texto.
Só preciso do seu aval....
A história do Lucas se repetindo na José Lins do Rego...
Anônimo disse…
Desculpa esfarrapada. Não custa nada um pouco de educação.
Giulia disse…
Cremilda, você não precisa de aval! Manda bala!!
Percival disse…
Ai, essa doeu ! esse anonimo ai poderia ter ido para casa sem essa. kkkkk
ÔÔÔÔÔÔÔÔ bicho besta mesmo, tem a pachorra de trocar o juizo dele com um garoto (a) em formação kkkkk so aqui mesmo ! deve ser daqueles que bate no filho para ele parar de chorar...
Giulia disse…
Percival, esse anônimo pelo menos não manda insultos! Você imagina quantos comentários já tivemos que deletar? rsrs Quando iniciamos o blog deixamos os comentários sem moderação durante uns anos, se você for procurar lá atrás vai se divertir com o nível desses "educadores". Se tivesse um sociólogo interessado em estudar esse fenômeno coletivo do professor tranqueira (além de mau caráter, analfabeta funcional), teria pano pra manga. Infelizmente, não há sociólogos no Brasil interessados em estudar a educação, esse é um terreno tabu e nada indica que algo esteja para mudar. Hoje moderamos todos os comentários, pois é muito desgastante lidar com gente desse nível.
Anônimo disse…
O fato de ser "um garoto (a) em formação" não significa licença para que a pessoa vá falando tudo que der na telha, especialmente palavrões e insultos impunemente.Há que se chamar atenção sem violências. Na vida em sociedade existem regras e proibições sobre certos comportamentos. Se um aluno exibe linguagem pesada constantemente não é pecado algum convocar os responsáveis, de forma civilizada, para uma conversa para ver o que pode estar ocorrendo.
Parece que os responsáveis por este blog ficam justificando qualquer omissão dos pais na educação dos filhos sob alguma desculpa de "modernidade" ou enquanto os pais se preocupam em assistir novelinha da Globo enquanto os terceiros devem desempenhar o que é de competência dos genitores. Que tipo de psicologia barata vocês usam para defender seus interesses? Haja oportunismo e dissimulação!
Giulia disse…
Anônimo, você deve ser analfabeta funcional! Você leu o post? Trata-se aí de um aluno que foi chamado de "molequinho de merda". Quantas vezes mais vou ter que repetir essa expressão?
Anônimo disse…
Pois é, a senhora está precisando de um pouco de óleo de peroba. Tá na cara que vcs defendem "alunos" que não querem nada com nada. Vai ver é algum trauma de infância...
Vera Vaz disse…
Ceve ser analfabeta funcional mesmo... Aqui ninguém falou que nenhuma atitude deve ser tomada! Só se comentou que certamente essa atitude tem que ser condizente com o papel que o professor representa na vida dos educandos: o de EDUCADOR! Não existe essa de culpar as famílias: qualquer aluno merece respeito e tem direito à Educação de qualidade, independente de como sua família se comporte!!!!!!!!!!! Deu pra entender? Posso desenhar da próxima vez... Quanto ao oportunismo garanto que se fosse por oportunismo ficaríamos caladas! Quanto a psicologia barata> a mais barata que conheço é a dos "limites"... A minha é abrir horizontes e não limitar ninguém...
Vera Vaz disse…
Aqui está o tipico exemplo das atitudes deseducadoras... Estamos falando de Educação e para irritar, provocar e provar sua falta de argumentação e sua incapacidade ao "dialogo civilizado" já vem logo com essa de "trauma de infancia"...rs Aqui não cola não! Estamos imunes a isso faz tempo...Infelizmente com os adolescentes esse tipo de provocação gera reações desagradáveis... E assim vai... Sem melhorar nada pra ninguém... deseducando... desistimulando... e se achando o máximo e mal pago!!!!
Wellington disse…
Triste mesmo é ver adultos, já formados, com sabedoria avançada dizerem certos tipos de coisa. 'aluno insultando o professor, acontece todos os dias. Palavrões são o bom dia na escola brasileira', posso afirmar que eu não uso 'palavrões' com professores, isso eu garanto e bem garantido, pelo contrário, sempre os tratei com muita educação e simpatia. Portanto, acho injusto que se generalize uma situação como tal, afinal, eu fui o MOLEQUINHO DE MERDA e não achei nada bonito. Quer um conselho de um garoto inesperiente e de apenas 17 anos? CRESÇA. Aprenda o que é certo e errado, aprenda o que é ser vitima e ser vilão.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola