Educação pública: ovos quebrados, sem omelete


Algumas pessoas que atuam no serviço público costumam deixar saudades. Apenas algumas, principalmente na área educacional. Mas elas existem e a saudade é proporcional à falta que elas fazem após sua saída. A amiga Cremilda lembrou que o Jânio Quadros dizia ser impossível fazer omelete sem quebrar ovos, mas algumas dessas pessoas parecem ter esse dom.

A pessoa de quem mais sentimos saudades na SEE - Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, é a ex-coordenadora da CEI Edna Mattos, pessoa de grande sensibilidade em relação aos alunos. Após sua saída do cargo, o aluno da rede estadual voltou a ser considerado indivíduo a princípio suspeito e sujeito à expulsão, cada vez mais frequente e pelos motivos mais fúteis.

Outra pessoa que deixou saudades é a ex-dirigente Walkyria Cattani Ivanaskas, que sabia tratar assuntos delicados com luvas de pelica. Nossos seguidores sabem da opinião do EducaFórum sobre as Diretorias de Ensino, essas latas do lixo da educação, por isso a dirigente Walkyria faz tanta falta, principalmente como exemplo e modelo.

Quanto à mídia que cobre a área educacional, não conseguimos lembrar de algum jornalista que tenha deixado saudades, durante os últimos quinze anos! Não existem mais figuras como a Rosa Baptistella, carinhosamente chamada pelos alunos de "Dona Rosa do Estadão" ou "Seu Nilton da Band", que se desdobravam para vir pessoalmente ou mandar uma equipe para nos dar apoio, sempre que necessário. A Rosa chegou a organizar o trânsito em frente a uma escola, quando a diretora tentou nos assustar mandando várias radiopatrulhas para dispersar a manifestação. Durante os últimos quinze anos, o jornalismo simplesmente tem ignorado as denúncias dos pais e alunos, atendendo porém maciçamente aos apelos da corporação. Muitas vezes, quando pedimos a ajuda de algum jornalista, nos convidam para "um café", em lugar de vir até nós, rsrs (rindo para não chorar).

Chega de saudosismo, Cremilda, vamos arregaçar as mangas e continuar trabalhando, mesmo sem apoio! É nóis no Twitter, rsrs.

Comentários

Glória disse…
Giulia, já entrou no facebook no mural do vereador Dario? Não sei se existe luta contra o cinismo...
Wellington disse…
A grande verdade é que a maioria das familias estão acomodadas. Ficam abismadas em ver um jogador de futebol ser expulso de campo, mas com um aluno sendo expulso de uma escola, é tão normal... E a midia? Bem, a midia quer aquilo que atrai as pessoas com o mesmo padrão: Acomodadas. O jornalismo seria um fator tão importante para o crescimento desse país, seria mesmo! Mas só nos resta esperar, que amanhã, apareçam bem mais figuras como ''Dona Rosa do Estadão'' e ''Seu Nilton da Band''.
Giulia disse…
Certo, Wellington! E que apareçam mais alunos com a sua maturidade e consciência social. Chega de alunos expulsos da escola para varrer embaixo do tapete a grosseria e a incompetência de profissionais que não merecem o salário que recebem! Realmente, a esperança é a última que morre, mas, em vista do cinismo e da hipocrisia dessa sociedade acomodada, a esperança é bem pequena... Os poucos que parecem bem intencionados deixam-se seduzir pela fama e pelo poder. Isto é Brasil!
cremilda disse…
Amiga, deixa eu ter saudade também....Afinal temos que endurecer sem perder nem a ternura e nem a esperança.
O caso do Wellington merece divulgar em rádio de grande alcance.Estou com um canal em uma grande emissora( não falo o nome aqui para evitar o boicote) Resuma bem resumida a historia e me manda que eu vou enviarca
Tem que ser no seu nome.
A unica coisa do que esse pessoal tem medo é da imprensa, a grande imprensa ainda tem a maior for
cremilda disse…
Esse menino vai longe...
Palmas Wellington
Giulia disse…
Glória, o Dario é muito corajoso e de modo geral faz colocações excelentes, mas na empolgação se excede um pouco. Quando ele fala "todos os professores são assim ou assado" perde a razão e os sindicatos vão fazer a festa com isso. Para político, ele precisa ser "mais político".
Anônimo disse…
E aí Giulia, olha aqui a tua obra:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/963951-conselho-tutelar-em-sp-e-destruido-por-novo-grupo-de-menores.shtml

Bonito, né?

Mário
cremilda disse…
O anônimo mandou a mesma mensagem para mim e eu respondi assim
Não, professor essa é a obra dos professores criminosos que infestam a escola pública, os tranqueiras que expulsam alunos
Para onde vocês acham que vão os alunos que a escola coloca na rua ?
cremilda disse…
Que nada, o Dario fez muito bem tem que botar para quebrar.
O sindicato não fez nada e a imprensa quando viu que o vereador ia virar um herói que falava tudo que os pais tem entalado na gargante, murcharam.
Eles viram que quanto mais ameaçava o vereador mais forte ele ficava.
Não tem que amassear não, tem que bater forte mesmo...
Giulia disse…
É a sua obra, Mário, e dos seus cúmplices!

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola