Parabéns, Sra. Coordenadora Pedagógica!

O Coordenador Pedagógico, aqui em São Paulo chamado de Professor Coordenador, tem sido uma figura inútil, quando não perniciosa. Leia clicando aqui.

Isto ocorre por causa da incompetência dos gestores da educação no país, desde os Secretários da Educação,  os Dirigentes de Ensino e, obviamente, os diretores de escola.

Entretanto, essa função é fundamental no sistema educacional e bons exemplos não faltam. Falta, sim, é divulgação em larga escala e a cobrança de que sejam seguidos.

O vídeo abaixo mostra a educadora Maria Inês Miqueleto, Coordenadora Pedagógica na EE Maria Aparecida dos Santos Oliveira, em Ibitinga, SP. Maria Inês ganhou o Prêmio Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, em 2011.



O exemplo dessa educadora foge ao costumeiro blá-blá-blá do coordenador "padrão", que gosta de falar e teorizar, além de culpar o aluno e a família pelas falhas da escola. Maria Inês faz um trabalho primoroso e sistemático de controle do rendimento de cada aluno, conseguindo acompanhar sua evolução e focando em seu progresso. Muito interessantes suas reuniões de formação, em que ela consegue suprir as falhas dos professores que, como sabemos, saem das faculdades sem experiência pedagógica. A esse respeito, vamos relembrar o recente seminário do Instituto Singularidades, clicando aqui.

Hoje, com a tecnologia a todo vapor, o que impede à Secretaria da Educação de elaborar uma série de vídeos mostrando a prática dessa coordenadora e de outras que certamente também merecem Nota 10, cobrando que as escolas sigam esses exemplos? (Sem cobrar não adianta nada, cara pálida!...)

Seria bom demais, mas sabemos que a resistência da corporação em aceitar modelos é enorme. Por outro lado, a academia, que poderia se valer de recursos mais modernos e eficazes para garantir o aprendizado dos universitários, anda a passos de lesma. Eta Brasil, chafurdando na incompetência pedagógica e fazendo de conta que a solução só virá "com mais dinheiro"!

Só nos resta oferecer à educadora Maria Inês uma flor virtual, como reconhecimento de seu excelente trabalho. Parabéns, Maria Inês! Que o seu exemplo possa repercutir nos quatro cantos do país.

Ah! Aproveito para deixar claro que não sou profissional da educação nem fiz qualquer curso nessa área, sou apenas uma mãe de ex-alunos reconhecendo o valor de quem merece. Com isso quero dizer que os pais de alunos SABEM, sim, quem é bom professor, coordenador ou diretor de escola. Está na hora de acabar com o preconceito de que os pais de alunos não devem interferir na gestão das escolas. É esse preconceito que impede a realização da eleição de Conselhos de Escola democráticos e permite a continuidade de tantas irregularidades no sistema educacional.

Comentários

Cleuza Maria Estronioli de Castro disse…
Parabéns! Nós educadores precisamos de elogios merecidos. Acompanho o trabalho dessa coordenadora de perto e ratifico suas palavras.

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola