Pular para o conteúdo principal

Destruição do patrimônio público e corrupção na educação




Semana passada postamos o vídeo abaixo, onde aparecem 400 kg de livros didáticos e de literatura infantil descartados pela Escola Estadual Dep. Luiz Sérgio C. Santos, da zona norte de São Paulo. Esse material foi vendido ao ferro velho, o que constitui destruição do patrimônio público. Ou não? Alguém entende de outra forma? 





No mesmo vídeo, a Secretaria da Educação declara que vai substituir a diretora e de fato o fez, conforme consta na publicação acima, que saiu no Diário Oficial do Estado no dia 15 de março.

Já vimos esse filme inúmeras vezes e essa diretora só foi imediatamente afastada porque o caso deu na mídia, o QUARTO ILIMITADO PODER. Se fôssemos nós, reles pais de alunos, a denunciar o fato, estariam nos levando na flauta e ainda nossos filhos seriam perseguidos na escola...

A mídia, porém, não sabe ou não quer exercer seu ILIMITADO PODER em toda a sua força e vai divulgando esses casos de forma branda, sem esclarecer ao público o contexto no qual eles se inserem e muito menos acompanhando o desenrolar dos acontecimentos.

Leia acima como foi o afastamento da diretora dessa escola: "... designando a diretora MARIA MARTA JANUÁRIO DA SILVA para exercer atividades exclusivamente burocráticas junto à Diretoria de Ensino". Pronto! Mais uma vez está provado que o crime compensa. Essa diretora, que deve detestar seu trabalho e provavelmente espera ansiosamente a aposentadoria, objeto de desejo de todos os maus profissionais da "educação", foi promovida a carimbadora de luxo na DE.

Assim, o crime foi simplesmente varrido para debaixo do tapete e é claro que ninguém vai querer dar continuidade a uma investigação como essa. É por essas e outras que continuamos a chamar as Diretorias de Ensino LATAS DO LIXO DA EDUCAÇÃO. Leia clicando aqui um caso do mesmo naipe, ocorrido há dois anos e meio.
E LA NAVE VA.

Comentários

cremilda disse…
Giulia
Tenho um babado fortíssimo para lhe contar, acho que você vai gostar muito.
Giulia disse…
Cheguei supertarde em casa, te ligo de manhã. Beijo!
Anônimo disse…
Dona Cremilda
dá uma espiada na emef andre rodrigues de alkimim, - diretoria freguesia brasilandia.
Diretora ausente,
Diretora corupta, tipo vende folgas a professores por 45,00, o cara falta e assina o ponto após pagar os 45 paus,
salas de aulas com alunos fantasma,
diretora vende o cargo de vice diretor a quem paga maisda uma passadibnha lá...
Anônimo disse…
emef. andre rodrigues, maior corupção lá tem de tudo, menos aula.
Anônimo disse…
Dona Giulia,
Sou aluna da EJA, conclui o ano passado o ensino fundamental eja, na emef GUARANI, que fica perto da EE. Dep Luiz Sergio, nossa turma tinha 25 alunos concluintes e como a EE Dep Luiz Sergio fiho era próximo e, lá até 2011 tinha a eja de ensino médio o nosso sonho era coninuar nossos estudos a nível de médio por lá, imagina A diretora Dona Marta Odeia alunos de ens. fundamental II E MEDIO, ELA EXPULSOU TODOS OS PROFESSORES DO EJA - ENS MEDIO E FICOU SÓ COM A 1 A 4ª SERIE, FIZEMOS PASSEATA, FOMOS A DIRETORIA DE ENSINO NORTE 1 E, NINGUEM TEVE PIEDADE DA GENTE, ATUALMENTE ESTAMOS ESTUDANDO NUMA ESCOLA PROXIMA A ESSA CHAMA UBALDO COSTA LEITE PARECE DECENTE. OLHE TODO MUNDO AQUI NO GUARANI FALA MAL DESSA mARTA JANUARIA, ELA É IGNORANTE, DISSERAM QTÉ COISAS ASSIM QUE ELA ROUBA A COMIDA DOS ALUNOS, NOSSA.
ASSINA: jULIANA MARQUES
Giulia disse…
Oi, Juliana, infelizmente vocês nos procuraram tarde demais... De qualquer forma, uma andorinha não faz verão: vocês têm que se unir para conseguir qualquer mudança e principalmente para fazer uma denúncia. Denúncia anônima é fácil de fazer, mas difícil de comprovar. Um abraço!
Anônimo disse…
A impunidade e´assustadora, alguns meses descansado e esta diretora ta de volta fazedo coisa pior.
Giulia disse…
Oi, Anônimo, explica melhor! Manda e-mail para educaforum@hotmail.com Um abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Recebemos a seguinte mensagem de Manaus e a respondemos no comentário. Dê também sua opinião!
Sou ex-Conselheiro Tutelar e hoje trabalho como consultor de projetos sociais na Prefeitura. No entanto, estou sempre envolvido com o problema de atitudes arbitrárias em escolas públicas onde alunos são expulsos ou suspensos sem qualquer critério legal. Por este motivo gostaria de estar recebendo informações mais detalhadas sobre a legalidade desse procedimento adotado pelas escolas. Até que ponto a escola teria poderes para expulsar alunos, ou trata-se de um ato totalmente ilegal? Favor encaminhar informações jurídicas sobre o caso.

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola

Este é certamente o problema mais grave da escola brasileira: a expulsão de alunos. Além de não ser inclusiva, ela é inóspita para os alunos já matriculados e, na primeira oportunidade, eles são "convidados" a sair da escola, ou então, sumariamente expulsos. E aqui sempre fazemos o mesmo apelo aos pais: não permita que seu filho seja expulso, procure entender o que está por trás dessa atitude da escola! Tenha a coragem de enfrentar essa questão de cabeça erguida, não seja mais uma vítima de um sistema de exclusão.
Já falamos aqui exaustivamente sobre a expulsão na rede pública de ensino, que se dá de várias formas: "oficialmente", através do Conselho de Escola,  através de manobras dos diretores de escola, ou de forma "branca".

A expulsão na rede particular é tão ou até mais frequente do que na pública, e isso também já demostramos aqui diversas vezes. Mas na rede particular ela costuma ser melhor disfarçada, através de um "convite" para buscar …

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

De vez em quando a gente atende uns pais de alunos bem descontrolados, difícil manter a linha. Faço questão de reproduzir aqui toda a troca de mensagens com um cidadão que quase me tirou do sério... rs
Dia 4 de setembro "Por um acaso deparei com seu site. Gostaria de que me informassem se é LÍCITO aluno de escola pública ser agraciado; com merenda substanciosa ; material escolar, transporte, uniforme e até tablets, pelos quais pouco se exige de cuidados e/ou devolução; pelos PODERES PÚBLICOS, enquanto que alunos de escolas particulares, cujo custo é elevado e que foi assumidos pelos pais como opção, para que tenham uma escola  de melhor qualidade; não é fornecida merenda, material, livros, transporte,nem tablets em pé de IGUALDADE? Será que os cursos das escolas particulares são regidos por diretrizes, normas, conteúdos, ou programas de entidades estranhas ao Ministério da Educação do Governo Federal? Será que as crianças das escolas particulares não são Cidadãos Brasileiros? Será…