A escola TABU, a série - Número 5


Você leu em A escola TABU, a série - Número 4 (http://educaforum.blogspot.com/2009/02/escola-tabu-serie-numero-4.html), o depoimento da mãe de um aluno expulso da EE Jardim Iguatemi, em São Paulo, neste mês de janeiro. Nessa AÇÃO INCONSTITUCIONAL, o Conselho dessa escola expulsou, além desse, outros 20 alunos. Esse tipo de informação você só obtém aqui, neste espaço que se incomoda com o FAROESTE que se tornou a rede pública de ensino, onde diretores sem escrúpulos EXPULSAM alunos a bel prazer, com a ajuda de Conselhos de Escola devidamente manipulados. Já cansamos de dizer que UM GRUPO DE PESSOAS QUE SE REÚNEM PARA INFRINGIR A LEI É UMA QUADRILHA.

No dia 11 passado, acompanhamos essa mãe à COGSP, onde foi muito bem recebida pelo coordenador, Prof. José Benedito. Ele entendeu bem o absurdo da situação, em que o aluno foi expulso porque a diretora não aceitou seu visual de cabelo espetado nem as reclamações da mãe, que se indignou com as críticas da diretora, feitas na frente de outros pais e alunos, de que o menino "com aquele visual não teria futuro algum, só poderia tornar-se motoboy ou DJ".

No entanto, faltou ao Prof. José Benedito firmeza para fazer valer o DIREITO DE PERMANÊNCIA NA ESCOLA desse aluno e dos demais expulsos pelo Conselho. Até hoje, a Secretaria da Educação não nos apresentou a LEI QUE PERMITA A EXPULSÃO DE ALUNOS pelo Conselho de Escola. Não a apresentou porque ESSA LEI NÃO EXISTE! O Conselho de Escola não pode se sobrepor ao DIREITO CONSTITUCIONAL de o aluno permanecer na escola próxima à sua residência, muito menos por um capricho de DIRETORAS AUTORITÁRIAS E SEM EDUCAÇÃO, que expõem seus alunos ao constrangimento e ao ridículo, como no caso em questão.

Veja o relato que acabamos de receber da mesma mãe de aluno:

"A Dirigente Maria Helena, da Diretoria de Ensino Leste 3, entrou em contato com meu marido, dizendo que deveríamos protocolar na EE Jardim Iguatemi, no prazo de 72 horas, um documento solicitando uma nova reunião do Conselho de Escola, para que seja dada uma nova oportunidade para meu filho. Assim, a Diretora da Escola convocaria os integrantes do Conselho para uma nova reunião na quarta-feira.

Não entendi! Se o direito do meu filho é estar na escola e meu dever é mantê-lo na escola, por que ele tem que pedir a oportunidade para adquirir esse direito? Não entendo mais o que é certo ou errado. Não foram invertido os valores?

Hoje o direito é tratado como oportunidade, abuso de poder é chamado de competência, autoritarismo é chamado de experiência.
Não entendo porque lutamos tanto pelo conhecimento e pela informação, se não podemos usá-la. Tenho a impressão de que as crianças que têm pais questionadores, com um mínimo de conhecimento, estão sendo isoladas, pois no futuro poderão fazer a diferença e isto incomoda, pois é sinal de que algo pode mudar.

Estou muito nervosa, há um ano estou tentando que meu filho tenha o direito de estudar em paz, mas a única resposta que tive, depois de tanto tempo correndo atrás e procurando autoridades, tentando fazer com que ele aprenda que se pode vencer de maneira honesta e pacifica, foi uma EXPULSÃO, chamada de TRANSFERÊNCIA COMPULSÓRIA.
E se agora eu quiser que meu filho volte para a escola, vou ter que me humilhar e submetê-lo novamente ao constrangimento de ser julgado e talvez mais uma vez condenado a sair!

Achei que nossa ida para falar com o José Benedito e minha ida à Diretoria de Ensino falar com a Maria Helena, que por sinal me atenderam muito bem, resolveriam o problema, mas, pelo jeito, mais uma vez querem que se faça valer o autoritarismo. Até quando a corda tem que estourar para o lado mais fraco?

Estou pensando seriamente em levar meu filho para a escola na segunda-feira, pois não assinei sua expulsão. Caso não deixem que ele assista as aulas, eu chamaria uma viatura policial, pediria a presença do Conselho Tutelar, exigindo o direito dele, pois é aluno matriculado da escola. Se ele deixasse de frequentar a escola, com certeza a escola iria me denunciar e, aí sim, a Lei se faria valer! Estou muito preocupada com o o meu filho: depois de tudo isso, como vai ficar a cabeça dele? Será que em nenhum momento eles pensaram nele, discriminado, humilhado e agora impedido de entrar na escola?"

Nossa resposta a essa mãe é a seguinte:
Não, nem a diretora dessa escola, nem a dirigente de ensino se preocuparam com seu filho e com os demais alunos expulsos, apenas com o seu PODER de mandar e desmandar, dentro desse FAROESTE que virou a rede pública de ensino em São Paulo. Pais como você são muito raros e "perigosos", pois colocam o dedo na ferida. O que esperar de uma escola onde o aluno é barrado por usar bermuda, MAS PODE ENTRAR SE A BERMUDA FOR COMPRADA NA ESCOLA? Professor José Benedito, conferiu esse detalhe?...

Comentários

cremilda disse…
Querida
Esse pessoal não respeita ninguém
Estão donas das escolas
A única coisa que elas tem medo é da imprensa denunciar.
Ainda sim pouco.
Por conta disse, seria interessante que a mãe falasse também
Será que ela falaria comigo?
Claro que vou falar desse caso na rádio, mas quando a mãe fala tem mais força..Incentiva as outras mães.
Anônimo disse…
LENDO OS COMENTÁRIOS, EU TBM CHEGUEI A CONCLUSÃO QUE A CORDA REALMENTE REBENTA DO LADO MAIS FRACO, OU SEJA O ALUNO E PAIS, O QUE PREVALECEÉ A FORMA BRUTA E E A MANEIRA CRUEL DE HUMILHAR PAIS E ALUNOS, SE NEM A PALAVRA E UMA ORDEM DO COORDENADO S. JOSE BENEDITO DE OLIVEIRA PODE CONTER ESSA JAGUNÇA, QUEM PODERÁ NOS DEFENDER? QUE SERA QUE ESSA D. SUZI ROCHA SABE, TODOS TEM MEDO DELA, PORQUE?EU GOSTARIA DE SABER. PODE COLOCAR MEU NOME E SE QUISER MEU IMAIL TBM , NMEU NOME É LÓIDE MOREIRA SENA DE OLIVEIRA, MEU IMAIL loide-lindinha@hotmail.com, vou reclamar e encher a caixa de imail de D maria Helena supervisora dessa sargentão do da escola iguatemi, até ser ouvida e ainda mandarei im imail para radio tribuna da cidade e onde puder mais , chega de abaixar a cabeça.
Anônimo disse…
eu não consigo postar direto com meu nome por isso mando como anonimo, não é por medo , é que não consigo pois tem que ter uma conta no blog.mais gostaria que meu comentario fosse postado com meu nome e imail se possivel . obrigado
Anônimo disse…
agora que vi meu comentário postado vou dizer mais a quem quiser saber vá as reuniõs de pais e mestre ou mesmo no conselho que ela induz a votarem a favor dela e contra o aluno, isso formando um tribunal onde eles julgam e setenciam os aluno, sem ao menos darem o direito de se defenderem,e quando um menbro do conselho se prontifica a defender o aluno ela , simplesmente o faz calar a boca e os isola do conselho, pq ela quer que a palavra dela permaneça, e pelo visto até com os proprios supervisores que foram lá dia 13/2/2009. pois novamente os mesmo alunos vão passar pelas mesmas humilhações,seguido tbm pelos pais sendo aplaudidos pelos acusadores, que nem ao menos tem filhos na escola, e não sabem o que acontece ,le o que está escrito, pq os educadores( que tem medo dela escrevem o que não são verdades) ali eles votam pelos que leem, é certo isso pessoal vcs que tem filhos e foram tbm humilhados por essa ( educadora dona da escola j. iguatemi)eu não tenho filhos mais ja presenciei humilhações de varios pais que saem chorando da sala de aulas, pois são vitimas das truculencia e autoritarismo,dessa dirigente da escola. enquanto eu puder digitar eu vou ser contra ABAIXO A DITATURA, AUTORITARISMO E ARROGANCIA, VAMOS LUTAR , para que seus filhos não fiquem traumatizados como o aluno do 1. grau ficou dia 10/2/2009,e sua mãe humilhada,rastejando e chorando pelo mesmo motivo não estava com uniforme, pq? esra uma simples reuniã?e acabava de chegar do serviço,tem que trabalhar uma criança e ainda é ridicularizado na frente dos professores que davam risadas enquanto o menino chorava, ja viu isso so aqui mesmo pra acontecer isso . estou revoltada com a falta de respeito e consideração, pode colocar meu nome de novo LOIDE MOREIRA SENA , IMAIL loide_lindinha@hotmail.com
Anônimo disse…
senhora cremilda se quiser entrar em contato comigo meu imail segue loide-lindinha@hotmail.com, tenho o nome, endereço e telefone da mãe desse aluno, que nem ao menos que voltar a estudar, pois não tem coragem depois do que passou/ ir a escola, como e onde fica os direitos das crianças e dos adolecentes?
Anônimo disse…
Estou aqui novamente indignada, pois meu sobrinho tbm especial, naõ ouve e nem fala, foi agredido a tapas, no EMEI,que por coincidencia tbm aqui no j. augusta e por não querer ir para a escolinha, foi chamado os pais pelo conselho tutelar, qd foi explicado o caso, simplesmente não deu em nada a denuncia feita pela minha irmã ,mãe do menino,a que fazer? a quem recorrer? se não forem a escola os pais são severamente indiciados e até ameaçados de tomarem seus filhos, e qd os pequenos sem defesa são agredidos pelos educadores , quem os indiciará? quem cobrará? esse é o nosso Brasil , não existe lei . só para pobres.AI MEU DEUS COITADOS DE NÓS .....
Será que seremos ouvidos, pois gritamos em uma só voz ¨ABAIXO AO AUTORITARIMO E REGRAS ABSURDAS E ARBRITÁRIAS,E PODERES A ELA CONCEDIDA, PARA SIMPLESMENTE PROVAR SUA ARROGANCIA E SEU PODER, HUMILHANDO PAIS , FRAJILIZANDO OS ALUNOS,EXPONDO AO RIDICULO EM FRENTE SEU EDUCADORES,QUE SIMPLESMENTE RIEM, VENDO AS LÁGRIMAS DESSES ALUNOS, SEGUIDOS DE SEUS PAIS CABISBAIXO,HUMILHADOS ,SEM A MINIMA POSSIBILIDADE DE SE DEFENDER. E AÍ COMO FICA SR COODENADOR, DISSE QUE SERIA RESOLVIDO O CASO DO DOIS ALUNOS EXPUSO COMPULSORIAMNTE, PELA SENHORA DIRETORA DA ESCOLA J. IGUATEMI.CADE SEU PODER, SUA FORÇA ,PROMETEU AS DUAS MÃES QUE SERIA RESOLVIDO, NO ENTANTO VÃO FAZER ESSES MESMO ALUNOS PASSAREM PELA MESMA HUMILHAÇÃO EM FRENTE AO MESMO CONSELHO, OU MELHOR FALANDO AO MESMO TRIBUNAL, ONDE SÓ SUA PALAVRA VALE. SR. CREMILDA LE ESTE COMENTÁRIO , A SENHORA QUE PODE FALAR EM UMA RADIO, PODE EXPOR O CASO POIS TUDO ISSO ESTÁ PROTOCOLADO,AGORA PERGUNTO EU? TERÁ DIREITO ESSES ALUNOS A VOLTAREM ESTUDAR NA ESCOLA ONDE ESTÃO MATRICULADOS? E SE VOLTAREM SERÁ QUE NÃO SERÃO PERSEGUIDOS PELA DIREÇÃO? ORAS E SE FICAREM SEM ESTUDAR NÃO VÃO CULPAR OS PAIS? PELO ERRO DA DIREÇÃO DA ESCOLA? É PROVÁVEL QUE SIM POIS A SENHORA DA RAZÃO NÃO PODE SE ABAIXAR, SUA PALAVRA TEM QUE PREVALECER.. E AÍ COMO FICARÁ ESSE CASO E MUITOS OUTROS, QUE NÃO CHEGARAM AO VOSSO CONECIMENTO, POR MEDO, OU POR NÃO SABER QUE EXISTE LEIS E QUE VAMOS PROCURA-LAS NEM QUE TENHAMOS QUE IR A BRASILIA, AO MENOS PARA PERGUNTAR AO SENHOR PRESIDENTE SE A LEI QUE ELA IMPOE A ESCOLA, NEM ELE REVOGA, ISSO FOI DITO POR ELA NA REUNIÃO DE CONSELHOS, SERÁ QUE TEMOS UM PODER MAIOR QUE O DO PRESIDENTE? RSRSRSRSR ... SERÁ???????????????
loide S. DE OLIVEIRA disse…
tenho um ralato de uma mãe que vem passando por varios problemas de saude dia 10/2 seu filho foi exposto ao tribunal de d, suzi rocha e por ela esculachado e humilhado ,sua mãe passou por uma situação vexatória ,isso na presença de alguns professores que ainda riam vendo o menino chorar, não se compadecendo e não levando a idade da senhora em consideração simplesmente disse o que quiz , o menino não que mais voltar as aulas tal foi o constrangimento e humilhação diz não ter mais coragem de olhar na cara do professores e ai, mais um aluno se,m escola , como fica ??????
Loide S de OLiveira disse…
rsrsrsr... o tribunal considerou inocente? rsrsrsr depois de tantas humilhações? de que adianta.se o proprio aluno não quer mais ir a escola, agora com certeza vão culpar a mãe,por ele não querer mais ir a escola, fora essa essa raça que escolhem a profissão de educadores, isto é alguns de maus profissionais... querem se livrar dos alunos que dizem ser problematicos, por simples Incompetencia,essas crianças tbm tem sangue nas veias, não so os professores como foi falado pela diretora na reunião de conselho, conselho esse que ao invés de ajudar os alunos simplesmente o jogam para fora como se fossem lixos, que forma de ensinar é essa ?
arthur rodrigo disse…
e eu que fui expulso a 4 anos atraz e hoje fui refazer minha matricula onde eu fui expulso e eles nao quis aceitar...
axo que nao existe lei que possa fazer isso..
pois eu so quero terminar meu ensino medio.