À Corregedoria Geral da Administração

Prezado Corregedor,

Segue denúncia protocolada ontem, referente aos tumultos provocados na EE Lucas Roschel Rasquinho (DE Sul 3) por calúnias que levaram à demissão da diretora e lançaram a escola no marasmo durante o 2º semestre do ano passado. Nossa indignação é enorme, pois não conseguimos entender como mentiras absurdas e anônimas possam ter sido levadas a sério pela COGSP. Uma delas sustentava até que a diretora subornava o dirigente da Sul 3 e a supervisora para manter-se no cargo. O DIRIGENTE, POR ACASO, NÃO SABIA QUE NÃO RECEBIA PROPINA DA DIRETORA??? Outra calúnia dizia que a diretora batia nos alunos, “principalmente da 7ª Série”. NÃO SERIA FÁCIL DESMASCARAR RAPIDAMENTE ESSAS MENTIRAS, EM VEZ DE MOVIMENTAR UMA INVESTIGAÇÃO GIGANTESCA E PERMITIR QUE A ESCOLA FICASSE UM SEMESTRE INTEIRO EM PÉ DE GUERRA? Pedimos encarecidamente que nossa denúncia seja lida com atenção e que seja FEITA JUSTIÇA, pois essa não é a única escola da Diretoria Sul 3 em que maus profissionais, agitados pela APEOESP, agem anonimamente para afastar diretores que exigem deles TRABALHO, RESPONSABILIDADE, PONTUALIDADE E ASSIDUIDADE. Temos informações da comunidade da Sul 3 de que a EE Lucas Roschel Rasquinho é a quarta escola onde calúnias e difamação resultaram no afastamento de ótimos diretores. ESSA É A INVESTIGAÇÃO QUE A COGSP DEVERIA FAZER E NÃO FAZ, APESAR DE NOSSOS REITERADOS ALERTAS!

E d u c a F ó r u mhttp://educaforum.blogspot.com/

São Paulo, 15 de janeiro de 2011

Corregedoria Geral da Administração
do Estado de São Paulo

Ref.: EE Lucas Roschel Rasquinho (Parelheiros) – Diretoria de Ensino Sul 3 -
Calúnia e difamação contra diretora que tentou moralizar a escola tumultuaram e deixaram alunos sem aula durante o segundo semestre de 2010.


Prezado Corregedor,

A diretora da EE Lucas Roschel Rasquinho, Mathilde Sciré, sofreu uma apuração preliminar baseada em calúnias e mentiras do mais baixo nível, feitas de forma anônima por professor(es) da escola. Antes ainda da divulgação do relatório final, a diretora foi sumariamente demitida.

A Secretaria da Educação levou para apuração uma “denúncia” absurda, formulada com palavras de baixo calão e inúmeros erros de português, redigida por "educadores" que não tiveram a coragem de se identificar. A seguir, alguns trechos da "denúncia" que resultou na

APURAÇÃO PRELIMINAR 2254/0014/2010:
CONDUTA IRREGULAR – ASSÉDIO MORAL E ABUSO DE AUTORIDADE / 27/09/2010

PEDIMOS PROVIDÊNCIA URGENTISSIMA NO AFASTAMENTO DA DIRETORA QUE AGRIDE PROFESSORES, ALUNOS E COMUNIDADE DE FORMA VERBAL E FÍSICA, COMETE RACISMO E HUMILHAÇÕES.

ESSA DIRETORA É LADRA, INCOMPETENTE, INCAPAZ, INTERESSADA APENAS EM LEVAR A SUA PARTE, QUE SÃO 40% DO TOTAL DAS VERBAS.

BATE NOS ALUNOS QUE NÃO GOSTA, PRINCIPALMENTE ALUNO DA 7ª SERIE, CHAMA A MÃE NA ESCOLA, FALA QUE SEU FILHO É ANIMAL E NÃO PRESTA, FAZ GESTOS OBCENOS E FALA PALAVRÃO.

DIZ AOS ALUNOS PARA NÃO ASSISTIREM AULA, QUE NÃO TEM IMPORTÃNCIA, QUE SERÃO PROMOVIDOS DO MESMO JEITO. NÓS SOMOS EDUCADORES E NÃO PODEMOS PASSAR POR ESSA HUMILHAÇÃO. URGÊNCIA URGENTISSIMA AFASTAR ESSA DIRETORA!

PASSA A MÃO NA CABEÇA DE ALUNO VAGABUNDO E AGRIDE OS PROFESSORES, PRINCIPALMENTE LUANA, MARCIO, MARINA, JANAÍNA, MEIRE. FALA QUE VAI SUBSTITUIR A VICE E OS COORDENADORES. SE FOREM DESPEDIDOS VAMOS PARAR TUDO E CRUZAR OS BRAÇOS ATÉ A VOLTA DOS MESMOS!!

SAEM CAIXAS FECHADAS DE MATERIAL PEDAGÓGICO, DE LIMPEZA E MERENDA ESCOLAR NO CARRO DELA, DÁ CESTAS BÁSICA PARA O PESSOAL DA LIMPEZA E PARA O BAZAR DE UMA FUNCIONÁRIA QUE REVENDE ESSE MATERIAL.

FAZ FESTA DE ANIVERSÁRIO PARA FAMÍLIA DE FUNCIONÁRIA DENTRO DA ESCOLA, UMA SACANAGEM!

RECEBE PEDÁGIO DE 40% DE CADA COMPRA QUE FAZ COM VERBA DA ESCOLA, PODEMOS COMPROVAR CARA A CARA!

AUTORIZA VENDA DE DROGAS NA ESCOLA E LEVA PERCENTAGEM! PERMITE QUE ALUNOS TRANZAM NO BANHEIRO. CASO A COGSP NÃO TOME PROVIDÊNCIA IREMOS A PROMOTORIA E ATÉ BRASÍLIA FALAR COM LULA QUE CUIDA PELOS POBRES, NÃO É COMO JOSÉ SERRA QUE SE ESQUECE DE ADMINISTRAR SÃO PAULO.

ROUBOU O LUGAR DO GESTOR ADALBERTO QUE FAZIA ESCOLA DA FAMILIA. LEVA ALUNOS PARA SUA SALA POR 2 OU 3 HORAS, PARA SEDUZIR E FAZER LAVAGEM CEREBRAL. OS ALUNOS SAEM DE LÁ E FALAM QUE OS PROFESSORES SÃO BOSTA. INCENTIVA A VIOLÊNCIA DENTRO DA ESCOLA.

ELA FALA QUE DÁ PRESENTES CARÍSSIMOS PARA O DIRIGENTE E A SUPERVISORA E PAGA POR MES PRA FICAR NO CARGO DURANTE 3 ANOS, DEPOIS FODAM-SE... AMEAÇA QUE É PARENTE E AMIGA DA POLICIA FEDERAL PERSEGUE E AMEAÇA NOSSOS FILHOS.

PEDIU PRA FAZER ABAIXO ASSINADO A FAVOR DELA E PAGOU 1 LITRO DE LEITE PARA CADA UM QUE ASSINOU.

QUEREMOS ELA FORA DA ESCOLA E SUBSTITUIDA PELA VICE DIRETORA MARIA, ESSA É A SALVAÇÃO DA ESCOLA! SE ELA VOLTAR DIA 08/09/10 NÃO PONHA OS PÉS, ESTAMOS FURIOSOS, CUIDADO, É UMA MULTIDÃO!

PEDIMOS PARA A COGSP BANIR ESSA DIRETORA DE TODAS AS ESCOLAS DE SÃO PAULO E DO BRASIL.

ASSINADO: A COMUNIDADE ESCOLAR NO GERAL
23 de agosto de 2010
(texto digitado no computador, sem assinaturas de próprio punho ou digitalizadas)


Prezado Corregedor,

Até a vice-diretora, que é apontada pelos "denunciantes" como SALVAÇÃO, afirma em seu depoimento que NEM A ESCOLA NEM A DIRETORA MERECIAM VIVENCIAR ESSA VERGONHA E QUE TUDO NÃO PASSOU DE INTRIGA!

Ninguém, absolutamente ninguém dos chamados a depor na apuração, apareceu para COMPROVAR CARA A CARA que a diretora era LADRA e embolsava 40% das verbas da escola. Muito menos apareceu alguém para afirmar que a diretora AUTORIZAVA VENDA DE DROGAS NA ESCOLA E LEVAVA PERCENTAGEM. AGRESSÕES FÍSICAS?! Ninguém testemunhou isso. Que calúnias graves e que prejuízo para a escola, que parou durante meses!

Quanto às CAIXAS FECHADAS DE MATERIAL PEDAGÓGICO, DE LIMPEZA E MERENDA ESCOLAR QUE CARREGAVA NO CARRO DELA, todos os depoentes desmentiram que viram isso, MENOS um coordenador "pedagógico" que disse para um aluno, com os pés sobre a mesa, que ele seria retido por causa das faltas de um tal professor que "ia muito para Brasília"... Essa história foi contada pelo pai desse mesmo aluno em reunião de 26/11 na COGSP. Esse pai, inclusive, atribuiu as mazelas da escola à IRRESPONSABILIDADE DOS PROFESSORES e não à diretora!

Aliás, o que se leu nos depoimentos dessa apuração preliminar foi que os professores DORMIAM EM SALA DE AULA, JOGAVAM BARALHO, OS INSPETORES FICAVAM NO ORKUT E NO TELEFONE TRATANDO DE ASSUNTOS PARTICULARES, DE FORMA QUE NINGUÉM CONSEGUIA LIGAR PARA A ESCOLA.

Leu-se também QUE A ESCOLA FICOU PRATICAMENTE SEM AULAS DURANTE 3 MESES DURANTE O AFASTAMENTO DA DIRETORA E QUE OS PROFESSORES FAZIAM REUNIÕES DIRETO EM HORÁRIO DE AULA COM A APEOESP PARA DERRUBÁ-LA DEFINITIVAMENTE, AMEAÇANDO OCORRER COISA SÉRIA SE ELA VOLTASSE.

Belíssimo, o depoimento da própria diretora, rebatendo uma a uma todas as calúnias e perguntando: CHAMAR OS PROFESSORES À RESPONSABILIDADE SERIA POR ACASO ASSÉDIO MORAL? Ela declarou que não ameaçava demitir ninguém: DEMITIA MESMO, SE NÃO DEMONSTRASSE PONTUALIDADE, ASSIDUIDADE E COMPROMISSO COM O ALUNO. No final, ela lança uma pergunta que vale um minuto de silêncio:

SE ESSES PROFESSORES FORAM CAPAZES DE AFASTAR UM DIRETOR, DO QUE SERÃO CAPAZES EM SALA DE AULA, COM OS ALUNOS?...

Prezado Corregedor, nosso interesse não é defender diretor ou profissional do ensino, mas lutar por uma escola boa PARA O ALUNO. Isso passa também pelo apoio aos bons profissionais, os verdadeiros educadores, cada vez mais raros na rede pública, contaminada por gente corrupta em todos os escalões, a ponto de permitir o domínio das escolas por indivíduos sem escrúpulos.

Segue o link de um vídeo em que a APEOESP incita a comunidade da escola contra a diretora, no dia 20 de outubro passado: http://educaforum.blogspot.com/2011/01/calunia-e-difamacao.html
Após terem ouvido a mentira de que a diretora teria chamado a comunidade de “porca”, toda a escola se voltou contra ela. Por outro lado, nenhum dos manifestantes teve a coragem de repetir, no vídeo, as graves calúnias contidas na denúncia ANÔNIMA que resultou na apuração preliminar, o que comprova a falsidade das mesmas.

Senhor Corregedor, a EE Lucas Roschel Rasquinho é uma escola domInada pela banda podre e pela APEOESP, no mínimo desde 2008, quando recebemos as primeiras denúncias de pais e alunos a respeito da então diretora, do corpo docente relapso e da decadência da unidade. Finalmente, em 2009, a diretora Mathilde conseguiu moralizar a escola e elevar o IDESP, mas teve a ingenuidade de aceitar sair de licença-prêmio após o início dos tumultos, ocorridos porque DEU FALTA AOS PROFESSORES QUE PARTICIPARAM DA GREVE ILEGAL DE 2010! A idéia de ela sair de licença-prêmio foi do dirigente Samuel, para “ela voltar depois que a poeira baixasse”. Ela nunca mais conseguiu voltar à escola, pois foi demitida antes ainda do final da apuração, que foi arquivada por falta de provas.

O que será agora da EE Lucas Roschel Rasquinho, dominada por profissionais relapsos e pela APEOESP? Pedimos encarecidamente sua investigação, para que essa escola e seus alunos possam voltar a viver dentro de um clima de JUSTIÇA.

Agradecemos sua atenção!

Atenciosamente
EducaFórum

PAIS, ALUNOS, EDUCADORES E CIDADÃOS QUE LUTAM PELA ESCOLA PÚBLICA E PELA CIDADANIA
http://educaforum.blogspot.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A expulsão é legal?

Escola pública ou particular. Qual a sua opção?...

Respeito ao aluno, 3ª Parte. A expulsão da escola