Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Superdotados: invisíveis, como a escola quer!

Imagem
Dando continuidade à retrospectiva do setênio, segue um post que mostra a "invisibilidade" dos alunos superdotados nas escolas brasileiras. Eles são invisíveis para o sistema educacional, que não sabe o que fazer com eles, portanto prefere ignorá-los. Mas precisam se tornar invisíveis dentro das escolas que frequentam, para não serem hostilizados e perseguidos!

Janeiro de 2004
"O ano passado terminou com uma enorme satisfação! Foi a solução de um caso antigo, iniciado há mais de um ano e meio, mas que só agora foi resolvido à altura.
Em maio de 2012 entrou em contato conosco Claudemir, pai de Valéria, uma menina muito precoce, já alfabetizada aos 6 anos, e mais do que apta a cursar o 2º ano, o que estava sendo negado pela rede pública, apesar de a legislação permitir a reclassificação de alunos. A muito custo, após diversas romarias na Diretoria de Ensino, na Secretaria da Educação, na Defensoria de Direitos da Criança e do Adolescente e pedindo o apoio de Ongs, finalmente…

"Democramole" na educação

Imagem
Já que este blog é muito antigo, e que a cada 7 anos termina um ciclo, separamos alguns posts desde 2010, para avaliarmos o caminho andado na educação. Se a única realidade da vida é a mudança, o que será que mudou, de lá para cá?...

Janeiro de 2010

"Há décadas, o Brasil é considerado campeão da injustiça social. Não porque a exploração ou a repressão sejam ostensivas, pelo contrário. Onde a exploração e a repressão são evidentes, a solução é clara e só depende de coragem para o confronto.
No Brasil a injustiça social é velada e covarde. O apartheid inicia na escola, num consenso que já vem de gerações: onde se viu a patroa misturar seus filhos com os da empregada, nos mesmos bancos escolares?... Ou mesmo numa escola pública de outro bairro?...
90% das escolas brasileiras são públicas. 10% das escolas brasileiras são particulares.
Em média, as escolas brasileiras são ruins, sejam públicas ou particulares. Os índices nacionais e internacionais estão bem claros. Mas não se trata …