Postagens

Mostrando postagens de 2006

Vai-e-volta-e-some

Imagem
Veja como as verbas destinadas ao Ensino Municipal foram parar no Bolsa Família, voltaram para o ensino por falta de "famílias cadastradas" e sumiram no bolso dos "pobres professores", que nunca nos mostraram seu contracheque nem nunca tiveram descontados os 25% de aulas a menos que costumam "dar" durante o ano letivo, formando o fenômeno da AULA VAGA, essa ilustre desconhecida...

Leia na íntegra no blog Cremilda dentro da escola http://cremilda.blig.ig.com.br

Uma pausa

Imagem
Caros visitantes deste híbrido blog, após as absurdas comilanças do Natal e no aguardo das próximas de Ano Novo, quero compartilhar com vocês a letra de uma canção sensacional de Eduardo Dusek, que ouvi ontem durante o preparo das iguarias, no programa Supertônica, da Rádio Cultura FM.
Feliz 2007 para todos!

Rock da cachorra

Uauuu, Uauuu, Uauuu... Ahhh...
Uauuu, Uauuu, Uauuu... Uhhh...
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uap baptuba
Baptuba, uau uau uau uau uau

Troque seu cachorro por uma criança pobre
Sem parente, sem carinho, sem ramo, sem cobre
Deixe na história de sua vida uma notícia nobre

Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)
Troque seu cachorro (uauuu)

Troque seu cachorro por uma criança pobre
Tem muita gente por aí que está querendo levar
uma vida de cão

Eu conheço um garotinho que queria ter nascido
pastor-alemão


Esse é o rock de despedida pra minha
cachorrinha chamada "sua-mãe"

É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
É pra Sua-mãe (é pra Sua-mãe)
É pra Sua-m…

Dá pra ser mais JT?

Imagem
Fiquei pasma com a matéria do Jornal da Tarde (olá, Brasil, estou falando de Sampa!) publicada dia 22/12 sobre AULA VAGA. O jornal conseguiu a proeza de não mencionar essa expressão uma única vez! Comprove aqui Falta professor substituto e leia a mensagem que acabei de enviar ao JT:

Olá, editores do JT!

Certamente vocês devem ser bem jovens e não se lembram de uma época em que eu escrevia cartinhas para a seção São Paulo Pergunta, provocando Paulo Maluf a declarar seus gastos em educação. Bons tempos, aqueles!

Não sou saudosista, mas me impressiona a queda de nível do jornalismo no assunto educação, a ponto de eu ter ficado absolutamente pasma com a matéria “Falta professor substituto”, de 22/12.

Quem teria proposto esse assunto?... Muito estranho! Pois sempre que a gente convida a imprensa para uma matéria, os jornalistas são enfáticos ao solicitar que se trate de “um fato”, testemunhado por diversas pessoas que se disponham a dar entrevista, e que tenha relevância para o leitor. Essa ma…

O dia vai raiar

Imagem
Com vocês que nos acompanharam durante todo o ano, queremos compartilhar a certeza de que o dia vai raiar!

A tristeza é senhora,
desde que o samba é samba é assim
a lágrima clara sobre a pele escura,
a noite e a chuva que cai lá fora

Solidão apavora,
tudo demorando em ser tão ruim
mas alguma coisa acontece,
no quando agora em mim
cantando eu mando a tristeza embora

O samba ainda vai nascer,
o samba ainda não chegou
o samba não vai morrer,
veja o dia ainda não raiou

O samba é o pai do prazer,
o samba é o filho da dor
o grande poder transformador.

Caetano Veloso

Campanha contra a ojeriza

Imagem
Hoje é dia de profunda indignação! Não apenas pelo comportamento anti-ético e desaforado dos "nossos" congressistas, mas principalmente pela forma como pessoas simples e humildes são tratadas pelas autoridades deste País.

Sabem por que pessoas como a mãe do aluno expulso da EE Presidente Kennedy no Campo Limpo são ignoradas, destratadas e humilhadas por diretores de escola, supervisores e dirigentes de ensino? Porque essas autoridades têm OJERIZA a pessoas simples e humildes. Essas autoridades torcem o nariz ao receberem mensagens como as que nós recebemos, cheias de erros de ortografia e gramática. Porque essas autoridades têm OJERIZA ao aluno trabalhador, aquele que sua para ajudar sua família pobre e ainda por cima se esforça para terminar os estudos. Essas autoridades pensam dessa forma: "Esse aluno está fazendo o quê na escola, ora bolas!? Dando trabalho para o professor?" E se incomodam MUITO quando nós respondemos: "Sim, dando trabalho para o professor!!…

Dois tipos de vergonha

Imagem
Hoje é dia de links!
Links contra a palhaçada que rola solta nesse país!

Vergonha 1
Petição contra o aumento de salário dos congressistas em 90.7%
http://www.PetitionOnline.com/oeleitor/petition.html

Vergonha n2
EXPULSÃO É ILEGAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Pode a diretora, a supervisora, e qualquer outra "ora" dizer o que quiser, rir quanto quiser...
É contra a lei e é imoral!
Sugestão à supervisora de Campo Limpo (que certamente virá aqui ver quem ousa defender os alunos): ao invés de dar sorrisinhos de escárnio, que seja séria e leia o artigo do promotor de justiça no Portal do Conselho Tutelar (colocamos o link entre os favoritos)
Aqui está o link para o artigo do promotor Murillo José Diácono que já foi comentado nesse blog,
A palavra-chave mais usada para entrar no Edufórum é "expulsão de aluno"! Portanto essa é uma das vergonhas vividas pela escola pública e nós vamos combate-la até onde pudermos pois juntamente com a "Aula Vaga" é um dos problemas mais séri…

Leitura Obrigatória

Imagem
Não li tudo ainda (são mais de 100 páginas) mas divulgo o endereço da pesquisa da UNICEF que foi publicada hoje
http://www.unicef.org/brazil/finalaprovabrz.pdf

Diretoria de Ensino apóia expulsão

Em nosso último post relatamos a expulsão de um aluno de Ensino Médio de uma escola estadual do Campo Limpo. A mãe do garoto resolveu procurar a Diretoria de Ensino, o que a diretora da escola havia desaconselhado. A incentivamos a ir, pois entendemos que é preciso percorrer todas as vias legais, antes de se tomar medidas mais drásticas. Mas, por incrível que possa parecer (para quem não conhece a corporação...), a supervisora de ensino que a atendeu apoiou a atitude da escola e ainda por cima sugeriu à diretora que convocasse o Conselho de Escola para "formalizar" a expulsão do aluno.

É nisso que dá, neste País, PROCURAR AS VIAS LEGAIS e receber em troca uma ATITUDE INCONSTITUCIONAL.

Temos certeza, porém, que a Ouvidoria e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo não irão compactuar com essa ilegalidade, pois isso seria

O F I M D O M U N D O !!!

Leia abaixo nossa nova mensagem à Ouvidoria da Educação


E d u c aF ó r u m

São Paulo, 19 de dezembro de 2006

Pre…

Mais uma expulsão!

Imagem
Nem acabamos de festejar a rematrícula do garoto ameaçado de expulsão em Taboão da Serra (nosso Post Dupla Vitória, de 08/12), quando a mãe dele nos ligou falando que uma conhecida estava aflita porque havia sido negada a rematrícula do filho, aluno de uma escola do Campo Limpo. Essa mãe não tem acesso à Internet, por isso nunca saberia da nossa existência não fosse pela conhecida. Aliás, quantos são os pais de alunos da rede pública que têm acesso à Internet?... Mais uma vez estamos apelando para a Ouvidoria da Educação e contamos com seu apoio imediato. Segue o documento enviado.

E d u c a F ó r u m

São Paulo, 16 de dezembro de 2005

Prof. Salmon Elias Campos da Silva
Ouvidor da Educação do Estado de São Paulo

Prezado Sr. Ouvidor,

Ainda agradecendo a sua rápida intervenção no caso da ameaça de expulsão em Taboão da Serra, já estamos novamente pedindo ajuda, pois outra mãe nos procurou por ter a rematrícula do filho negada.

Trata-se da Sra. ....................., mãe de ....................…

Nosso hino

Estamos nos preparando para premiar os professores que mereceram o selo MESTRE OH. Quem é um MESTRE OH? Não é aquele que promove o aluno com nota máxima ou o faz "produzir" um caderno bonitinho, nem aquele que o faz passar no vestibular. MESTRE OH é aquele que respeita e sabe lidar com a criança e o adolescente, que conquista sua admiração com sua postura e sabedoria, que desperta a curiosidade para a leitura do mundo e da vida. O nome do selo veio da inspiração da nossa webmaster e designer Vera Vaz pela canção italiana Bambini fanno OH, cujo original você encontra no link de textos. A tradução fizemos a quatro mãos e esperamos ter conseguido manter a poesia da letra.

Os MESTRES OH são poucos no Brasil e no mundo. Apesar de tantos estudos, a visão da criança como um ser tão importante quanto o adulto ainda é muito recente. Se você conhece um MESTRE OH, por favor nos indique!

CRIANÇAS FAZEM OH
Giuseppe Povia

Quando as crianças fazem oh
vi um ratinho!
quando as crianças fazem oh
vi…

Educação é isto!

Imagem
Veja a definição de Charles Hadji, pesquisador francês especialista em avaliação.

É quem teve a sorte de encontrar as circunstâncias e as pessoas que lhe permitiram tirar o melhor proveito de suas potencialidades. E que, graças a isso, vai saber em qualquer situação respeitar os outros. Este é o critério para saber se a Educação foi bem-sucedida: como o respeito se manifesta na relação com o outro.

Ele também diz que é preciso apostar na inteligência dos alunos. Só assim o professor consegue organizar suas aulas, limitar o número de erros e garantir que todos aprendam.

Leia completo no site www.novaescola.com.br - Edição dezembro -
Seção Fala, Mestre!

Quando i bambini fanno OH

Imagem
O cantor e compositor italiano Povia está fazendo o maior sucesso lá com a música "Quando i bambini fanno OH" ("Quando as crianças dizem OH").
Eu escutei achei incrível, divido com vocês (a letra está no Educafórum textos). Aí me veio a idéia maluca de dar o nome do nosso prêmio de algo parecido com "Mestre OH", homenageando aqueles professores que por ainda conseguirem fazer OH! diante da vida e fazem seus alunos dizerem OH! diante do saber...
Rubem Alves tem uma crônica muito bonita sobre o encantamento das crianças diante das descobertas!...
Espero que gostem da idéia, da música e que continuemos a poder fazer sempre OH! diante de maravilhosas descobertas que a vida nos apresenta! E que muitos professores provoquem OHs! E que muitas crianças digam OH! pelas escolas desse país... Che meraviglia! Che meraviglia!

Gestão democrática na escola

Atenção, senhores pais e avós paulistanos!

O Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública http://geocities.com/coepdeolho
promove a

9ª Conferência Popular dos Direitos da Criança e do Adolescente
dia 19 de dezembro das 14h às 18h, na
Assembléia Legislativa,
Av. Pedro Álvares Cabral, 201 - Parque do Ibirapuera
Auditório Teotônio Vilela

A pauta dá especial enfoque à gestão participativa na rede pública de ensino e à importância da eleição democrática dos Conselhos de Escola, que temos defendido com unhas e dentes aqui neste espaço.

Será uma excelente oportunidade para conhecer a Assembléia Legislativa, que é um lindo prédio inserido numa bonita paisagem, raridade em São Paulo. Infelizmente não podemos elogiar da mesma forma os parlamentares que ocupam esse prédio, pois a maioria não tem o menor compromisso com a educação. Mas temos certeza de que se preocupam e incomodam com a presença da população conferindo sua presença e atuação na Assembléia. Cada vez que um cidadão independente visita u…

Disciplina se ensina!

Imagem
Não agüento mais aquelas lamúrias de professor, principalmente em final de ano letivo: “Meus alunos são mal-educados, indisciplinados, sem limites!”. Ou então aquela frase carimbada: “A educação vem de casa!”. Famosa ficou a resposta daquele aluno ao desabafo de um professor:
“Não dou mais aula para cavalo!”
“Cavalo? É a mãe!”.

Mas chega de xingamentos! Hoje trouxe uma entrevista bem humorada de Lino de Macedo, psicólogo especializado em Piaget, mostrando que a disciplina é um conteúdo como outro qualquer e pode, sim, ser ensinada na escola, desde que o professor esteja interessado no assunto. Ele precisa ter um mínimo de conhecimentos de psicologia, para entender como abordar a questão da disciplina em cada fase do desenvolvimento infantil. Lino de Macedo deixa também claro que o elemento fundamental para o aprendizado da disciplina é o exemplo. Alguém duvida?

Professor que se limita a repetir frases feitas como acima mostra que não tem interesse no aluno nem em solucionar os problemas d…

Brainstorming

Força, pessoal! Já temos diversos nomes: Educador Coragem, Educador Fera, Educador Marginal, Educador Voador, Educador do Futuro. E o Osmar, que está com dificuldades de postar, mandou por e-mail a seguinte sugestão: Este sim, é Educador!

Alguém tem mais algum palpite???

Educador "Seiláoquê"

Imagem
Estamos em um dilema. O anunciado prêmio "Educador Coragem" periga mudar de nome. Ô dúvida cruel! Resolvemos então pedir a colaboração de vocês para nos ajudar a encontrar um nome mais interessante, porque esse não nos agrada. A idéia é a seguinte: não queremos premiar o profissional mais qualificado ou mais competente. Estamos procurando o educador que enfrenta preconceitos, que arregaça as mangas e pratica a avaliação e a recuperação contínua, promovendo o aluno de fato e não de forma automática. É aquele que não usa métodos antipedagógicos e ilegais como a ameaça e a suspensão. Mas, principalmente, é o educador que se preocupa com o bem-estar do aluno na escola e procura evitar a evasão e a expulsão, mesmo enfrentando a corporação ou o Conselho de Escola. Educador Coragem nos parece apelativo. Educador Fera? Pode ser mal interpretado, embora seja uma expressão jovem e "descolada".

Aguardamos seu palpite e também sua indicação de algum educador. A Dona Osmarina nã…

Dupla vitória

Imagem
Gente, como é bom poder dar uma boa notícia! Duas, então!!

A partir de agora, o autoritarismo nas escolas públicas de Taboão da Serra, Grande São Paulo, vai diminuir.

Na EEPSG Edgard Francisco (estadual), a mãe que denunciou a expulsão do filho, programada pelo Conselho de Escola para hoje, 08/12, informou que a reunião foi cancelada e que a direção da escola a tranqüilizou a esse respeito, tendo sido convidada como todas as outras mães do colégio, para a reunião de pais e mestres a ser realizada no dia 15/12.

Acreditamos que a Ouvidoria da Educação do Estado tenha interferido no assunto, como solicitamos no documento enviado em 14/11 (leia o texto em nosso post “Tribunal de Exceção”, de 16/11), pois o aluno foi chamado para fazer as provas que havia perdido durante a suspensão ilegal. Queremos assim agradecer à Ouvidoria por sua rápida interferência, de forma que não foi necessário tomar medidas mais drásticas.

Na EMEF Rui Barbosa (municipal), a denúncia encaminhada pelos pais sobre o fa…

Educador coragem

O ano está terminando e mais uma vez as “contas” da educação não fecham. Mas nós somos otimistas! Entendemos que algo está mudando dentro da escola. Cada vez mais educadores estão se conscientizando da importância do seu papel e da sua presença em sala de aula. Por isto criamos o prêmio Educador Coragem, não para o professor “bonzinho”, nem para o professor “esforçado” ou “sacrificado”. É um prêmio para o educador que realmente acompanha o aluno em sua trajetória, faz a avaliação e a recuperação e, principalmente, o que é muito raro, enfrenta a corporação para defender o aluno. Até o final do ano letivo criaremos o selo “Educador Coragem 2006”, que os dez educadores mais corajosos poderão exibir em seus blogs ou sites. E até o dia 22 de dezembro você pode também indicar seu candidato. Veja abaixo um exemplo de “Educadora Coragem”: é a nossa amiga professora Marta Bellini de Maringá. Acompanhe suas lembranças do tempo em que ela freqüentava a escola...

Lembranças da professora Marta Bellini

Imagem
Quando somos crianças a magia vem para nos socorrer dos adultos. Na escola aquelas professoras bravas com suas tabuadas para memorizar (achando que tabuada é matemática, não é!), com a conjugação dos verbos... pretérito, presente do indicativo... professoras que gritavam de dia na sala de aula e que, talvez, em casa levassem surras de seus maridos. Uma brutalidade. Aliás, as escolas brasileiras são especialistas em brutalidades. Começa pela brutalidade da ignorância (a maior parte dos professores não lê, não estuda, apenas vomita as horríveis lições dos livros didáticos) e segue pelos caminhos da rudeza de espírito.
Eu lia tudo que tinha em Porto Ferreira, SP. Manuais de biotônico Fontoura, Seleções Readers (do meu vizinho), revistas de vampiros, novelas, Meu pé de Laranja Lima, José de Alencar (minha mãe comprou a coleção), mais tarde... Machado de Assis, Clarice... NO MEIO disto tudo o Disney , o idiota do Pateta com seu amendoim mágico.
Pequena, eu pensava que poderia degolar as prof…

Pior que a pena de talião!

Imagem
Este blog trata de educação e entendemos por isto muito mais do que ensino ou conhecimento. Em seu sentido profundo, trata-se da elevação do ser humano acima de sua condição primária, seja intelectual, emocional ou moral. Por isto, ficamos extremamente chocados quando pessoas que tiveram a oportunidade de estudar e ocupam posições de destaque na sociedade se comportam de forma primitiva ou desumana. É o caso do juiz de Leopoldina que está processando nossa amiga professora Glória Reis por suas críticas ao sistema carcerário. Glória desenvolve um projeto muito interessante, dando voz aos presos de Leopoldina no jornal Recomeço, que foi transformado em blog e pode ser acessado no endereço http://jrecomeco.blog.uol.com.br. É um trabalho voluntário e certamente gratificante, não fosse o absurdo de uma situação como a que estamos relatando. Leiam o texto do jornal Recomeço que motivou o juiz a entrar na “justiça” (???) contra Glória, o editorial do nº 117:

Não é aceitável a conivência de ma…

Aula Vaga, depoimento de professora consciente

Imagem
Fernanda Reis é professora em São Paulo. Agradecemos a ela por usar de sua sinceridade em descrever o que acontece realmente dentro da escola (fato raro!... deve ser mal de sobrenome, hein, Glória?) e esperamos de coração que continue uma "romântica universitária idealista uspiana"!!!!!!!!!!
E que o que professam para o seu futuro como professora não se confirme nem em cinco, nem em vinte anos!
Precisamos de professores com o espírito e a coerência da professora Fernanda para que o alerta parta das escolas pelas escolas!
Onde estão eles? Nosso sonho é que todos se manifestassem aqui dando apoio a esse grupo de "educochatos" que há mais de dez anos vem tentando melhorarar a Educação nesse país por um preço, acreditem vocês, muito alto pago por nós e por nossos filhos em sua vida escolar...
"Na escola onde trabalho, aula vaga é uma constante. Dou aulas de manhã e à noite para o Ensino Médio. Nos dois períodos tem sempre um ou dois faltosos. Alguns tristemente brin…

Eles faltam mesmo, Glória!

Imagem
Pelo fim da AULA VAGA! Quer Ajudar? Faça a chamada nas escolas!

Aula vaga nunca mais!

Imagem
Não é de hoje que gritamos aos quatro ventos que o maior problema da rede pública de ensino é a AULA VAGA, essa ilustre desconhecida. Alguns discordam, mas vamos e convenhamos: sem professor em sala de aula, não dá nem para discutir qualidade de ensino!

Estamos preparando uma campanha pelo fim da aula vaga procurando envolver toda a sociedade e aceitamos sugestões. A primeira foi do nosso leitor Osmar, que inspirou nossa webmaster, essa fantástica designer multimídia que é a Vera Vaz. Delicie-se com os modelitos de camisetas criados por ela com base nas sugestões do Osmar e contribua com seus palpites!

O Vestibular vai finalmente acabar!!!!!!!!!!!!!!!!

Imagem
Isso sim que é um boa notícia!
Leiam o texto postado no Educafórum - os textos
Na minha opinião esse é o primeiro passo para mudar o paradigma da escola!


PS . Vejam lá também a camiseta do Osmar...Ficou D+!
Se alguém tiver sugestões é só mandar que a gente publica!

Saiu nosso artigo!

Imagem
Saiu nosso artigo Gestão participativa na escola - A exclusão da comunidade na revista Gestão Educacional, publicada pela Editora Humana atendimento@humanaeditorial.com.br.
É matéria de capa e trata-se da versão resumida de um texto a ser publicado no livro Educação 2007, também da Humana. O artigo mostra a realidade da gestão escolar na rede pública de ensino e apresenta soluções viáveis para a efetiva implantação da gestão participativa.

Autores:

Giulia Pierro e Vera Vaz, do EducaFórum/Escola do Saber
Caroline Miles – Coordenadora do site Pais Online http://paisonline.homestead.com
Cida Gomes - Coordenadora do Grupo de Trabalho pelo Fechamento da Febem http://fecharfebem.cjb.net
Cremilda Estella Teixeira - Coordenadora do blog Cremilda Dentro da Escola http://cremilda.blig.ig.com.br
Glória Reis – Professora e autora do livro Escola, instituição da torturahttp://gloria.reis.blog.uol.com.br
Mauro Alves da Silva - Movimento Comunidade de Olho na Escola Pública www.geocities.com/coepdeolho

Moda

Imagem
Que tal esse modelito pra depois não ter que usar luto?

Dia de luto

Imagem
São notícias requentadas e sem data. Quem se importa com o dia, o ano, a hora? Mesmo porque são fatos corriqueiros e, realmente, não sensibilizam ninguém.

O Jornal da Tarde de hoje informa que o Ministério Público investiga denúncias de torturas contra adolescentes internos na Febem de Bauru, interior de São Paulo. Um garoto foi espancado diversas vezes e ficou cego, outro levou pancadas nos rins até urinar sangue e os demais sofreram vários tipos de agressões. Isto dentro de uma instituição "educacional" chamada Fundação para o Bem Estar do Menor...

Não vou comentar mais nada, pois sempre fico de luto quando leio estas notícias, mesmo sabendo que são corriqueiras e principalmente que não interessam para ninguém, o que significa que tudo fica como está. Ah! Para que os educadores de plantão não sugiram que os agressores foram colegas dos garotos internos, esclareço que se trata de funcionários da própria Febem, agindo dentro da proposta "pedagógica" da instituição.

Fi…

Todos no paredão?

"Balbúrdia". Dá para acreditar que essa foi a expressão usada pela Coordenadoria de Educação de Guaianazes para definir o que ocorreu na escola municipal Vladimir Herzog, em Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo? Vocês vão ficar certamente curiosos: o que será que seria?
Briga de aluno no pátio? Penetração de estranhos no interior da escola? Rato correndo entre as carteiras? Ou até algo que marca para sempre a memória dos alunos, como a professora de matemática ter um desarranjo intestinal e não conseguir alcançar o toalete (minha lembrança mais vívida da escola!...)?

Não, nada disso! Essa definição absolutamente ridícula, que se aplicaria, quando muito, a um "evento" como esse que tornou inesquecível minha 3ª Série, foi dada para camuflar uma situação calamitosa, de longe a que mais prejudica o ensino público neste País: a

A U L A V A G A,

expressão proibida nas redes estadual e municipal de São Paulo, pois caracteriza OFERTA IRREGULAR DE ENSINO, contrariando o…

A Cultura da Aula vaga e a Impunidade que a mantém

Imagem
Reproduzo aqui um diálogo que ocorreu em uma lista de educadores da qual faço parte. Acho muito significativo o que foi comentado ali e dá pra ter uma visão do que rola nas escolas e o que os professores pensam de suas próprias faltas e de seus colegas...
Todos os citados permitiram expor aqui suas opiniões e seus nomes ( o que considero um avanço pois só na hora em que os bons professores começarem a denunciar o que ocorre em suas escolas de errado vamos ter as provas que necessitamos para separar o joio do trigo)
Parte 1
Uma professora reclama do governador porque este obriga o professor a trazer atestado e repor as aulas se faltar mais que três dias por doença "... Aqui neste estado, professor num tem nem o direito de ficar doente, pois se ficar e precisar de atestado de até três dias, terá que repor as aulas nos sabados ou em recesso"...
Minha resposta a ela foi uma pergunta jamais respondida:
"Acho que não entendi direito, professora... A senhora está reclamando o direi…

Tomaram providências!!!

Imagem
Isto é incrível!!! No dia seguinte à denúncia feita no jornal global SPTV, o professor Luís Bispo e a diretora da escola foram afastados (veja post de ontem). Pela primeira vez em 17 anos de denúncias, vemos uma ação tão rápida das autoridades nesse sentido. Parabéns ao SPTV e a...quem? Qual é a autoridade a quem devemos agradecer?

EducaFórum/Escola do Saber



Imagem George Deem

Vai tomar providências???

Imagem
No blog da Cremilda, nosso amigo Mauro A. Silva, sempre atento a tudo (ao pouco...) que a mídia divulga sobre educação pública, faz um resumo do que tem sido publicado por estes dias sobre a situação gravíssima de um esquema que visa acobertar o fenômeno da AULA VAGA, a falta de professor dentro da sala de aula.Parabéns, Mauro, pelo seu trabalho!

Jornal da Tarde revela FARSA EDUCACIONAL em SP

Mesmo sem aula, aluno ganha nota.
MP apura uso de notas falsas na rede estadual
ARTHUR GUIMARÃES, arthur.guimaraes@grupoestado.com.br
Quinta-feira, 23/11/06

A promotora Fernanda Leão, integrante do Grupo de Inclusão Social do Ministério Público Estadual (MPE), deverá intimar nos próximos dias 19 ex-alunos e alunos da rede estadual de ensino, em uma investigação que apura um esquema na Secretaria Estadual da Educação de aprovação ilegal de estudantes - com notas falsas - que estavam há mais de seis meses sem professores em certas disciplinas do ensino médio. (...)
A situação chegou a ser noticiada, na …

Não perca!!

Imagem
Imagem - De Chirico

Hoje, 22/11,às 21:00, Cremilda Estella Teixeira participando do programa AL em debate
da TV Legislativa, TVA canal 66 e NET canal 13. O assunto é Inclusão de Filosofia e Sociologia no Ensino Médio.

Sem poesia

Imagem
O texto abaixo foi escrito pela nossa amiga Cremilda, a mulher que poderia estar no lugar de Lula no Planalto. Ela faria a única revolução necessária para que este País pudesse entrar no ritmo de desenvolvimento real dentro dos próximos quatro anos: garantir a presença do professor em sala de aula, do coordenador pedagógico orientando o professor e do diretor dentro da escola, supervisionando ambos. Simples assim. O contrário do que costuma acontecer na maioria das escolas públicas deste País, que ainda não despertou para a importância de PROMOVER (não passar de ano...) suas crianças e adolescentes. Pelo contrário, o que se promove no Brasil é o professor, que se entende merecer "um bom salário", esteja ou não em sala de aula e trabalhe ou não de forma satisfatória. Todos os indicadores: PISA, Prova Brasil, Saresp, Saeb etc. provam que seu desempenho é insatisfatório. E o absenteísmo do professor é tão grave que na maioria das escolas públicas a aula vaga costuma somar em mé…

Mais poesia

Imagem
Por inspiração de nossa amiga Glória, vai aqui um poema de Adão Ventura, poeta brasileiro desaparecido em 2002, muito apreciado no Exterior. Você conhecia? Eu não. O Brasil não conhece o Brasil...

ORIGEM

Vestir a camisa
de um poeta negro
- espetar seu coração
com uma fina
ponta de faca
- dessas antigas,

marca Curvelo,
em aço sem corte,
feito para a morte

- E acomodar
no exíguo espaço
de uma bainha

sua dor-senzala.

Um pouco de poesia

Leiam, na seção de textos (link do lado esquerdo do blog) a linda crônica do nosso amigo Leandro (http://maiscontradicoes.blogspot.com), Na escola, uma história de professor e aluno contada com rara sensibilidade.

Tribunal de exceção

Imagem
No post anterior, "Maquiavel na escola", relatamos as formas mais "sofisticadas" de expulsão de alunos das escolas públicas. Já esta mensagem mostra a forma mais corriqueira, ou seja, o julgamento do aluno em um "tribunal de exceção" criado pelo Conselho de Escola, justamente o órgão que deveria garantir a administração da escola dentro da democracia e da legalidade. É espantoso o número de escolas que se sentem no direito de recorrer a esse tribunal ilegal para punir seus alunos na mínima transgressão. Isto só ocorre porque os pais não conhecem os direitos de seus filhos e temem perseguições e represálias, caso questionem esses procedimentos absurdos. A seguir, uma mensagem que acabamos de enviar à Ouvidoria da Educação do Estado de São Paulo, relatando uma denúncia que nos foi encaminhada por uma mãe de Taboão da Serra. Temos certeza de que a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo não irá compactuar com os procedimentos ilegais tomados pela escol…

Maquiavel na escola

Imagem
Devido ás dúvidas dos leitores, achei interessante trocar em miúdos a forma como ocorre a expulsão de um aluno da escola. É algo maquiavélico, pois a expulsão em si é proibida: a Constituição Federal garante acesso ao ensino para todas as crianças e adolescentes e o ECA reforça essa garantia, determinando que em nenhuma situação o aluno pode ser impedido de acessar a sala de aula. A expulsão precisa ser portanto muito bem tramada e articulada. Ainda me lembro do menino garrafeiro que passava aqui em casa e que entrou na 1ª série junto com meu filho. Depois de uns meses perguntei como estava indo na escola e ele respondeu que havia sido transferido para o curso noturno - com nove anos de idade! Fui reclamar com a diretora e ela disse que a medida havia sido tomada "de comum acordo com a família", pois o estudo estava atrapalhando o trabalho do garoto... Logo em seguida, o menino abandonou a escola.

Mas o melhor exemplo de uma expulsão maquiavélica é o texto da Glória que me pe…

Mais perseguição

Imagem
Hoje recebi duas denúncias de perseguição em escola. Uma delas é especialmente tocante, pois foi bem detalhada pela mãe do aluno, mostrando requintes de crueldade nas atitudes da professora e da diretora. É impressionante como as crianças são rotuladas de "marginais" cada vez mais cedo na escola e uma simples brincadeira é tratada como crime. O caso deste garoto é especialmente sério, pois ele é provavelmente disléxico, e, além de não receber ajuda na escola, está sendo alvo de perseguição. Um dos motivos, certamente, é o fato de o aluno não ter uma família convencional, como apreciam os educadores preconceituosos. Esse menino é certamente bem cuidado pela avó e amado pela mãe, como aliás mostra o depoimento, mas aos olhos de certas múmias da "burrocracia" oficial, é um sem-família que só merece desprezo. Certos profissionais gostam de espezinhar justamente as crianças que mais precisam de apoio. Mas talvez haja um outro viés a ser considerado: se esse menino tives…

Bordoada?

Imagem
Nosso amigo Serjão enviou o link http://oglobo.globo.com/educacao/mat/2006/11/07/286566020.asp, com matéria de O Globo informando que as escolas privadas do Rio “perdem” alunos do ensino médio para a rede pública.

Mais uma vez a mídia coloca o “problema” como sendo uma questão de poder aquisitivo: “Sem escolha, os jovens tiveram que trocar de colégio por falta de dinheiro”.

Como costumo dizer desde o início dos anos 90 (fui inclusive “copiada” pelo meu xará Júlio Groppa Aquino, hehe), a divisão do ensino brasileiro em rede pública e particular é o mais eficaz instrumento de manutenção das distâncias sociais. Então eu não me canso de falar: enquanto os formadores de opinião – empresários, profissionais liberais, artistas e, óbvio, professores – matricularem seus filhos na rede pública apenas por falta de $ e entenderem que os estão enviando para o patíbulo, a educação neste País não vai melhorar. Trata-se de um “apartheid consensual”, outra expressão que estou forjando aqui (mas não vou …

Escólia de rodínias

Imagem
Ao ler o artigo a seguir, copiado do site Todos pela Educação, lembrei da "Escólia de rodínias" do Seu Creysson, que provocou o riso de muitas pessoas, como se fosse algo completamente absurdo. Na realidade, o conceito de escola de rodinhas é muito antigo. Trata-se de uma desculpa esfarrapada das autoridades educacionais para justificarem a falta de vagas na rede pública: existe vaga para todos, mas... algumas escolas estão superlotadas e outras com vagas ociosas. Portanto, se as escolas tivessem rodinhas...

Mas a idéia do Seu Creysson ia agradar muito mais ao aluno do que às autoridades, que aliás adooooram uma escola vazia. Qual o aluno que não gostaria de estudar dentro de um trêiler, fazendo todos os dias um passeio diferente?... Mas como diz João Luiz Almeida Machado, não é necessário que a escola tenha rodinhas. Basta o professor levar o mundo para dentro da sala de aula. Já imagino a grita da corporação: "Professor não tem dinheiro para comprar jornal, revista, co…