Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2013

Verbas para o ensino e Auditoria Cidadã

Vários internautas pensam que este blog pertence ao economista especializado em educação Gustavo Ioschpe e até já recebemos mensagens para ele em nosso e-mail. Em diversos pontos nossas ideias convergem com as dele e já o elogiamos aqui, da mesma forma como mostramos algumas divergências, pois acompanhamos seus artigos na Veja desde o primeiro, em 2007. Gustavo Ioschpe é um dos poucos brasileiros a pensar a educação de forma objetiva, visando resultados e não apenas defendendo posições ideológicas.
Seu último artigo é uma carta aberta à presidente Dilma e aos deputados e senadores, pedindo que nossos recursos não sejam desperdiçados. Concordamos plenamente com isso: nossos recursos não devem ser desperdiçados em nenhuma situação, muito menos num sistema educacional que se mostra ineficiente há duas décadas em todos os níveis: federal, estadual e municipal, salvo honrosas exceções que não só confirmam a regra, mas apontam caminhos que não são trilhados, pois contrariam o sistema. O si…

Os pais de alunos da rede pública: sem representatividade!

O primeiro semestre do ano letivo já passou e nada indica que a representatividade dos pais nos Conselhos de Escola tenha melhorado. Como sempre, os diretores fizeram a "eleição" na base de cartas marcadas, escolhendo a dedo os pais de sua "panela". Quando comentamos essa realidade numa das audiências públicas do PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO de São Paulo, um sindicalista nos ameaçou de processo, pois teríamos que "comprovar" o fato. O convidamos, então, a nos apresentar um único exemplo de escola onde a direção tivesse promovido uma campanha para a eleição do Conselho, divulgado amplamente a data e deixado de "coordenar" a votação na sala onde os pais deveriam se reunir no dia da eleição.
Como nos anos passados, os pais nos encaminham por e-mail constantes denúncias de irregularidades em escolas de todo o Brasil, comprovando o óbvio: eles não têm qualquer respaldo dentro da escola dos filhos, ninguém os representa!
Nossa esperança era a discussão…

A nova roupa do rei. Decência?

Não adianta fazer pouco caso das grandes manifestações de rua ocorridas no mês de junho, que alguns   consideram fogo de palha. De agora em diante o Brasil não será mais o mesmo e muito ainda está por vir.
MUDANÇA DE FOCO Há uma grande transformação em curso, que iniciou com uma simples mudança de foco, mas que promete ser uma grande mudança. O brasileiro ousou levantar o olhar para cima, para "otoridades" que ele só se atrevia a encarar de soslaio, cabisbaixo, acostumado ao cale-se e à arrogância do poder público. A posição ereta do brasileiro mostrou a nudez de figuras que ele meio temia, meio invejava, por serem o símbolo do "bem-se-dar-bem", mesmo carregando dinheiro nas cuecas ou mentindo descaradamente atrás de máscaras de bronze.
Mas a posição ereta do brasileiro não foi uma conquista individual, ela se deu de forma coletiva, como no conto de fadas em que uma criança percebe a nudez do rei, supostamente vestido com roupas ricas e vistosas. Bastou um grupo de…

EXTRA, EXTRA, EXTRA!!! CRECHES CONVENIADAS PODERÃO PARAR!

Você leu aqui ontem que a Justiça determinou o funcionamento das creches paulistanas durante o mês de julho, apesar de a Prefeitura ter anunciado o recesso. Essa determinação judicial está porém ameaçada, pois as creches conveniadas, que são o dobro das diretas e recebem 50% a menos de verbas, não terão o repasse dos recursos para o pagamento do reajuste devido aos funcionários contratados via CLT. Se essa verba não for transferida com urgência,  as creches conveniadas poderão parar e está prevista uma manifestação amanhã, terça-feira, às 10:00, em frente à Prefeitura, para tentar sensibilizar o prefeito. Até agora, nenhum meio de comunicação se interessou pela notícia, o que confirma que falta, no país, uma MÍDIA CIDADÃ: filho de jornalista é matriculado na rede particular e o problema de mães trabalhadoras que não têm onde deixar os filhos não é problema de classe média...

Creches de São Paulo funcionarão em julho!!!

As férias de julho iniciam com uma grande vitória das mães e das crianças: as creches estarão funcionando, apesar de o Secretário da Educação ter assinado portaria definindo o recesso.
No dia 25/06, o Tribunal de Justiça de São Paulo, em decisão definitiva, determinou que a Prefeitura mantivesse abertas as creches, não apenas em julho, mas durante todo o ano:
Eventuais dificuldades orçamentárias do apelante não bastam para justificar o desatendimento de direito fundamental constitucionalmente assegurado, (...) cumpre ao Judiciário a proteção do direito fundamental da criança à educação infantil quando, a esse respeito, restar comprovado o inaceitável obstáculo ao seu efetivo exercício diante de omissão da Administração Pública. (desembargador Silveira Paulilo, relator do processo). Processo: 0221522-90.2009.8.26.0000 (994.09.221522-7) Julgado.
Por aí você já percebeu que o "apelante", ou seja, a Prefeitura, não queria as creches funcionando nem em julho, nem durante as féria…