Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

A escola em raio X - A série nº 6 - Expulsão por TDAH

Imagem
Como já mostramos aqui inúmeras vezes, o Brasil é o campeão mundial da expulsão escolar. Já ficou bem claro o motivo pelo qual mais da metade dos alunos que deveriam cursar o ensino médio estão na rua...
Engana-se porém quem pensa que essa praga atinge apenas a rede pública de ensino. Existe uma situação em que a campeã da expulsão é a escola particular: trata-se das crianças e adolescentes portadores de dislexia, DDA e TDAH. Como sempre, a série A escola em raio X traz depoimentos autênticos recebidos de pais de alunos. Acabou de chegar essa mensagem de uma mãe desesperada:
Boa noite, meu filho tem 6 anos e está no 1º ano do fundamental, ele tem TDAH, coloquei-o no colegio em frente de casa por ser "renomado, tendo 86 anos de tradição". Enfim, a escola inicialmente indicou um neuropisquiatra para atendê-lo mediante a sua estada na escola. Concluído o diagnóstico, foram uma série de reclamações e acusações feitas no decorrer deste 1 ano e meio de convívio escolar pelo seu baix…

A escola do seu filho já grevou este ano?

Imagem
A última visita da blitz do Jornal Nacional, que foi para a melhor e a pior escola de Belém do Pará, mostra diversas aberrações. Leia a reportagem e assista ao vídeo clicando aqui.
A pior escola, nota 1,4 no IDEB (índice que é medido de 0 a 10), mostra total descaso para com o aluno. A greve dos professores já virou programa anual, a ponto de os alunos terem inventado o verbo "grevar". A parte mais interessante da blitz foi quando a reportagem procurou os professores dessa escola na assembleia que estava discutindo aumento de salário. Nenhum deles estava lá!...
A "melhor" escola de Belém do Pará é aquilo que chamamos aqui de escola pública "de classe média", como existem muitas em todo o território nacional, principalmente nos grandes centros urbanos. Essa de Belém é uma escola federal restrita a filhos de militares, que pagam de R$ 60,00 a 221,00 de mensalidade para manter a matrícula. Isso abre uma discussão: uma escola pública pode ser restrita?...
Uma …

Dislexia - Um presente para as crianças

Imagem
Vira e mexe o problema da dislexia nos assombra: pais desesperados nos procuram pensando que possamos ajudá-los a lidar com esse fantasma que a cada ano exclui milhares de pequenos brasileiros da escola. O que podemos nós, que também somos apenas pais?...
Mas hoje recebemos um presente, da amiga e grande ilustradora Angela Lago, que nos dá o enorme prazer de seguir este humilde bloguinho. A própria Angela sofreu com a dislexia e teve muitas dificuldades para adaptar-se ao método tradicional de ensino. Portadora de enorme sensibilidade, como aliás a maioria dos dislexos, ela criou em seus livros um mundo de fantasia e imaginação que encanta crianças do mundo inteiro. O presente que Angela nos enviou, seu ABCD virtual, você pode curtir clicando aqui. É um conjunto de histórias e imagens que brincam com letras e palavras de forma fascinante. Seria uma grande felicidade se todas as crianças com dificuldades de aprendizagem, dislexas ou não, pudessem ter acesso a essa ferramenta, que permit…

Comprometimento - Este é o segredo!

Imagem
A reportagem de ontem do JN no ar, visitando a melhor e a pior escola de Goiânia, é um exemplo para todo o Brasil. Leia a reportagem e assista ao vídeo clicando aqui.
O vídeo fala por si e quem acompanha nosso trabalho aqui vai perceber que a reportagem é ainda mais reveladora do que parece:
Na melhor escola, paradoxalmente a mais simples, você viu, por exemplo, um recreio com crianças "agitadas", algo que na maioria das escolas públicas deixaria o corpo docente de cabelos em pé e seria motivo para advertências e suspensões. Viu também crianças descalças e vestidas de forma muito humilde: nenhuma exigência de uniforme, nenhuma exclusão devida a esses fatos, quando a gente soube, nestes anos, de tantos alunos empurrados para a evasão ou até mesmo nem aceitos na escola por sua condição social ou por falta de documentação. Não é, professora Glória Reis?
Nada disso foi comentado nessa reportagem Nota 5. Também não foi comentado o salário de R$ 1.100,00 de uma professora que é uma v…

Mídia nota cinco - A Globo e suas viagens

Finalmente uma série de reportagens sobre educação que merece nota cinco! (Você que nos acompanha já conhece a série Mídia nota zero!)

O eufórico Jornal Nacional promove esta semana viagens para cinco regiões brasileiras, sorteando um município em cada uma. Em cada cidade, procura e visita a escola com o maior e a com o menor IDEB. Esse "trem da alegria" global toma um ar de seriedade com a presença do nosso conhecido Gustavo Ioschpe, que faz perguntas reveladoras e comentários esclarecedores. Algumas das conclusões finalmente transmitidas por um telejornal global:
Os pais devem procurar saber o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) da escola de seus filhos, que é uma nota fácil de entender: ela vai de 0 a 10. Se a média da escola é baixa, ou seja, abaixo de 5, o problema de aprendizagem não é do aluno, é da escola.A pressão dos pais é fundamental: eles devem exigir qualidade da escola, devem ter a expectativa de que seus filhos aprendam a ler e a escrever, no má…

A escola tabu nº 26 - Quadrilha dentro da escola

Imagem
O Brasil tem quase metade dos jovens fora do ensino médio. Leia aqui. Essa notícia, que é desesperadora, se pensarmos que se trata de um país supostamente "com alto desenvolvimento humano", não abala em absoluto a opinião pública brasileira, formada por cidadãos com filhos religiosamente matriculados na escola, diga-se na rede particular de ensino.
Há anos chamamos a atenção para essa questão, que não dá sinais de mudança significativa, se pensarmos que a idade média de estudo do brasileiro continua de 7,2 anos, ou seja, não corresponde nem mesmo ao ensino fundamental completo (dados de 2010)!...
Os motivos "oficiais" para essa distorção que aflige o país - mesmo sem provocar aflição, rs - são a necessidade de o aluno ingressar no mercado de trabalho, a falta de conclusão do ensino fundamental (outra praga...) e a evasão escolar, geralmente atribuída a falhas de caráter do próprio aluno, à "vagabundagem", à desestruturação da família e outros motivos que is…

Cadê o projeto educacional do país?...

Imagem
Costumamos ser criticados por divulgar aqui os textos do "maldito" Gustavo Ioschpe, extraídos da também "maldita" Veja, essa publicação reacionária que mereceria ser queimada em praça pública...
Acontece que Gustavo Ioschpe é a única voz que se atreve a discutir educação no país. Eu disse DISCUTIR, não enfeitar com palavras ou tentar "sensibilizar" a sociedade com apelos melosos como fazem o Todos pela educação e certos políticos dissimulados ou mal intencionados.
E por que seria necessário DISCUTIR educação? Por que, pelo andar da carruagem, não estamos vendo luz no final do túnel. Cadê o projeto educacional do país? A quem serve?
A sociedade brasileira ainda não despertou para a urgência do assunto. A educação é um direito do cidadão, mas esse direito é mais tratado como favor. Os dirigentes do país se aproveitam da secular ignorância da população para mantê-la no status quo, agradecendo a esmola de uma vaga na escola - com um ensino de péssima qualidade …

A escola que deseduca XII - O bullying docente continua

Imagem
Lembra da mensagem do outro dia? Leia aqui novamente:
Minha filha tem DDA e sofreu bullying liderado pela professora quando estava no segundo ano primário. Ela colocou apelido de "XXX (nome dela) que não faz nada", "XXX preguiçosa" e agredia ela diariamente. Pegava o caderno dela, andava pela sala inteira mostrando para todos, para humilhá-la. Ela era uma criança hiperativa, alegre, mas naquele semestre passou a ser uma criança totalmente apática. Passava todo periodo da aula debruçada sobre a mesa sem levantar a cabeça. Quando percebemos o que havia de errado, transferimos ela para uma outra escola, mas o trauma já estava instalado. Hoje ela tem 15 anos, até hoje ela sofre de apatia na sala de aula e não conseguimos resolver o problema apesar de nosso empenho, tratamento psicologico e remédios. Hoje, na reunião com a orientadora pedagógica, ela disse que se ela continuar assim, a escola terá que tomar providências pois para os professores é extremamente difícil e …